conecte-se conosco


Polícia

Polícia Civil lamenta morte de escrivão e destaca dedicação do profissional à instituição

Publicado


.

Raquel Teixeira/Polícia Civil-MT

É com tristeza que a Polícia Civil de Mato Grosso comunica o falecimento de mais um policial que perdeu sua batalha para a covid-19, mas deixa entre seus familiares, amigos e colegas de trabalho a certeza da missão cumprida com honra e dignidade. O escrivão Celso Luiz Ferreira, 58 anos, morreu no início da manhã deste sábado, 11 de julho, em decorrência de complicações causadas pela doença, em uma unidade de saúde de Tangará da Serra, após ficar mais de mês hospitalizado desde que foi diagnosticado com covid.

Foram 18 anos de dedicação à função de escrivão policial na instituição que honrou com dedicação e presteza. Atuava no plantão da 1ª Delegacia de Tangará da Serra, onde fez inúmeros amigos entre os profissionais da Polícia Civil e também na cidade.

“Hoje perdemos mais um guerreiro de nossa corporação, o escrivão Celso Luiz Ferreira, que laborou com eficácia e dedicação nessa nobre instituição por mais de dezoito anos, cumpriu seu propósito, findou um ciclo. A nós restará a lembrança dos momentos que compartilhamos juntos”, disse o também escrivão José Erasmo da Costa. Ambos ingressaram na carreira no mesmo concurso.

Valmir Castrillon, investigador e líder de equipe na 1ª Delegacia de Tangará, trabalhou com Celso desde que foi para a unidade policial e destaca a dedicação do escrivão frente ao trabalho. “Um servidor sempre disposto a ajudar os colegas. Era uma pessoa extremamente competente e dedicada, muito humano e um pai de família exemplar. Foi uma honra conhecer e poder trabalhar com ele. Vai deixar muitas saudades e aprendizados a todos que conviveram com o Celso. Toda a regional lamenta essa perda”.

Em virtude das restrições sanitárias, não ocorreu velório do escrivão. O cortejo com o corpo de Celso Ferreira saiu direto da UPA de Tangará da Serra para o cemitério municipal.

Em nome da diretoria da Polícia Civil, o delegado-geral Mário Dermeval lamenta a perda de mais um profissional, que dedicou seus 18 anos a honrar a instituição. “Teve uma postura profissional exemplar e com destaque exerceu sua atividade. nos deixa em um momento difícil, em que muitas famílias são surpreendidas por esse vírus. Só nos resta agradecer profundamente ao profissional Celso e desejar que toda a família que possa superar este momento e guardem na lembrança a pessoa exemplar que ele sempre foi enquanto esteve conosco”.

Fonte: PJC MT

Comentários Facebook

Polícia

Estelionatários presos, que agem a mando de grupo criminoso aplicam golpes com prejuízo de R$ 38 mil

Publicado

por


.

Assessoria | Polícia Civil-MT                        

Um casal envolvido em vários golpes de estelionato e associação criminosa foi preso pela Polícia Civil de Sinop (500 km ao norte de Cuiabá), na manhã desta quarta-feira (29.07). A ação deflagrada pela 1ª Delegacia de Polícia de Sinop resultou na apreensão de diversas máquinas de cartão de crédito, documentos contendo a contabilidade dos crimes, extratos bancários, entre outros. 

O homem de 46 anos e a mulher de 23 anos foram autuados em flagrante pelos crimes de estelionato e associação criminosa. O suspeito responderá também por uso de droga, pois em sua posse foi apreendida uma porção de maconha. 

Investigação

As investigações iniciaram após registros de diversos boletins de ocorrências de estelionato, em que os suspeitos se passavam por funcionários da Federação Brasileira de Bancos (Febraban) entravam em contato com as vítimas, informando que os cartões de crédito estavam cancelados. Os golpistas diziam ainda que um funcionário da Febraban iria procurar as vítimas para retirar o cartão e após três dias a pessoa receberia o cartão novo.

Durante diligências para esclarecer os crimes, os policiais civis identificaram, inicialmente, que os suspeitos ficaram hospedados em um hotel de Sinop. Posteriormente confirmaram as características, de que se tratava de um casal, sendo um homem moreno e uma moça branca, e que utilizava um taxista para fazer corridas na cidade.  

No decorrer das apurações foi descoberto que o suspeito foi até a um supermercado em Sinop. Nas imagens captadas pelas câmeras de segurança do estabelecimento foi possível verificar o exato momento em que o indivíduo entra no local e procura um caixa eletrônico para sacar dinheiro. Os policiais constataram que o casal estaria hospedado em uma pousada, no centro de Sinop.  

Com base nos informações, a equipe da 1ª Delegacia de Sinop passou a monitorar o local e fez a abordagem dos suspeitos. No quarto onde o casal estava foram apreendidos vários cartões de crédito, comprovante de débitos, além de várias máquinas de cartão utilizadas para fazer as transações ilícitas.

Diante dos indícios e provas da prática criminosa de estelionato, os dois envolvidos foram encaminhados para a delegacia, onde informaram que estavam em Sinop a mando de pessoas do estado de São Paulo, que seriam as responsáveis por entrar em contato com as vítimas. O casal contou que a cada semana um estado do País era escolhido para a aplicação dos golpes, com preferência para cidades em que esse tipo de crime não era muito conhecido. 

“Lucros” dos golpes

Em depoimento, os conduzidos revelaram que na semana passada estavam no Espírito Santo onde, no período de uma semana, conseguiram aplicar golpes no valor total de R$ 38 mil. De acordo com os dois, a associação criminosa conseguia arrecadar por mês cerca de R$ 160 mil, bem como o valor obtido ilicitamente era dividido entre os demais integrantes da quadrilha, sendo que para os mesmos sobravam de R$ 4 a 5 mil por semana. 

A Polícia Civil de Sinop descobriu que o golpe era aplicado com os cartões da seguinte forma: os suspeitos, de posse da senha previamente conseguida por meio da ligação telefônica feita por um dos membros da associação criminosa para a vítima, e com o cartão das vítimas efetuavam débitos e/ou parcelamentos até utilizarem todo o limite.

O homem e a mulher presos chegaram a Sinop no dia 27 de julho. No dia seguinte (28) iniciaram a sequência de golpes na cidade, os quais, segundo planilha de contabilidade, ultrapassam o montante de R$ 32 mil. 

Após interrogatório, os dois suspeitos foram autuados em flagrante pelos crimes de estelionato e associação criminosa e depois colocados à disposição da Justiça.

 

Fonte: PJC MT

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

Homem é preso em flagrante após cometer crimes no âmbito da violência doméstica

Publicado

por


.

Assessoria/Polícia Civil-MT

Policiais da Delegacia Especializada de Defesa da Mulher de Barra do Garças (509 a leste de Cuiabá) prenderam um homem em flagrante por crimes relacionados à violência doméstica cometidos contra sua companheira.

Na manhã desta quarta-feira (29), a equipe da delegacia especializada foi informada pelo Creas do município de que uma vítima de violência doméstica fora encaminhada ao órgão, logo após receber alta hospitalar. Os policiais entraram em contato com a mulher para efetivar as ações voltadas ao acolhimento de vítimas de violência doméstica.

Na delegacia, em entrevista com a autoridade policial, foi apurado que a vítima sofreu agressões durante a madrugada praticadas por seu companheiro, com que tem dois filhos. O homem de 20 anos foi localizado e conduzido à delegacia, onde recebeu voz de prisão em flagrante pelos crimes de lesão corporal, injúria e ameaça no âmbito da violência doméstica contra a mulher, sendo autuado em seguida.

Depois ele foi encaminhado para realização de exame de corpo de delito e posteriormente para a unidade prisional de Barra do Garças, onde ficará à disposição do Poder Judiciário.

O casal já possui histórico de violência doméstica por crimes idênticos.

 

Fonte: PJC MT

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

Mato Grosso

Política MT

Mais Lidas da Semana