conecte-se conosco

  • banner_Lorenzetti_1250x250

Polícia

Polícia Civil de Mato Grosso integra a operação nacional “Anjos da Lei”

Publicado

Assessoria PJC | MT

A Polícia Judiciária Civil de Mato Grosso, por meio da Delegacia Especializada de Repressão a Entorpecentes (DRE), integra a operação nacional “Anjos da Lei”, deflagrada na manhã desta terça-feira (13), em conjunto com outras Polícias Civis do País. O foco é a repressão ao tráfico de drogas no entorno de escolas ou que guardem proximidade com crianças e adolescentes.

Em Mato Grosso, conforme explica o delegado titular da DRE, Vitor Hugo Bruzulato Teixeira, as diligências da operação iniciaram desde o final do mês passado. Na ocasião, duas mulheres foram presas em uma boca de fumo em frente a uma escola em Várzea Grande (Leia mais aqui)

Outros dois traficantes também foram presos em Várzea Grande durante cumprimento de cinco mandados de busca e apreensão nos bairros Costa Verde, São Matheus e São Benedito. (Saiba mais)

Na tarde de segunda-feira (12), o suspeito Luan Diego dos Santos Melo, 22, foi preso no bairro Jardim Imperial II, por volta das 17h, em verificação de denúncia anônima de intensa movimentação em uma residência, que seria proveniente de atividade de tráfico de drogas. No local foram apreendidos materiais utilizados para a produção e embalo de entorpecente, celulares, balança de precisão, dinheiro em espécie trocado, entre outros itens.

Balanço

Foram cinco traficantes presos na operação (sendo duas mulheres e três homens), apreensão de 12 kg de pasta base de cocaína (apreendido em um ônibus na BR 070. LEIA AQUI) e 03 kg de maconha, R$ 8 mil em espécie, além de outros materiais como balanças de precisão, cadernos de anotação e aparelhos celulares.

“A operação Anjos da Lei é um compromisso firmado em conjunto com outras Polícias Civis do País para proteção de crianças e adolescentes do uso de drogas. O enfoque das diligências foram os entornos de escolas e também traficantes que comercializavam o entorpecente para os menores de idade”.

Ainda de acordo com o delegado Vitor Hugo Bruzulato Teixeira as investigações estão em andamento da unidade especializada buscando a identificação e prisão de outros traficantes envolvidos no tráfico de drogas doméstico.

Denúncia – Além do Disque-denúncia via 197, a Polícia Civil disponibiliza canais de comunicação direta e exclusiva para denúncias de tráfico de drogas. Por meio do whatsapp (65) 99989-0071 e email: [email protected] qualquer pessoa pode passar informações que auxiliem os trabalhos de investigação. O sigilo é absoluto.

 

 

 

Comentários Facebook

Barra do Bugres

Pai e filhos são presos na Barra por matar homem com tiro e golpes de facão em Alagoas

Publicado

O Núcleo de Inteligência da Delegacia Regional de Tangará da Serra, coordenado pelo Delegado Adil Pinheiro de Paula, com apoio da Delegacia de Barra do Bugres e atendendo a uma solicitação do Núcleo de Inteligência da SSP de Alagoas, cumpriu nesta manhã de quinta-feira, 30, três mandados de prisão pelo crime de homícidio.

Os três indivíduos presos são pai e filhos. O crime aconteceu no Assentamento São Luiz, Povoado de Ouricuri, zona rural da cidade de Atalaia no Estado de Alagoas.

Segundo o Delegado Adil Pinheiro, os suspeitos em dezembro de 2012 assassinaram a vítima Jakson Batista da Silva com disparo de arma de fogo e golpes de facão. Os criminosos estavam escondidos em Barra do Bugres.

De acordo com a PJC, os presos passaram por exame de corpo delito e foram encaminhados para a Cadeia Pública de Barra do Bugres, onde ficam a disposição da justiça.

Continue lendo

Polícia

Repressão a organizações criminosas resulta em 82 prisões no primeiro semestre

Publicado

O enfrentamento da Polícia Civil a organizações criminosas no estado resultou em 82 prisões no primeiro semestre deste ano em ações realizadas pela Gerência de Combate ao Crime Organizado (GCCO), em especial na repressão a roubo e furto de cargas e de defensivos agrícolas em Mato Grosso. A Polícia Civil também registrou a apreensão de 22 toneladas de defensivos, número superior ao total apreendido no ano passado.

Como parte da atribuição da unidade especializada estão investigações sobre organização criminosa, sequestro, roubos/furtos contra instituições financeiras e de defensivos agrícolas e de cargas. As ações englobaram ainda prisões de integrantes de organizações criminosas que estavam foragidos há muito tempo.

Nos seis primeiros meses deste ano foram apreendidos 21 veículos (12 carros, duas motocicletas, três caminhões e quatro semirreboques), 12 armas de fogo, mais de R$ 46 mil em dinheiro e 276 munições de diferentes calibres.

As ações também resultaram na apreensão de três emulsões de explosivos, 22 toneladas de defensivos agrícolas, número que supera a apreensão do ano passado inteiro, além de uma carga de 50 toneladas de soja, outra de 39 toneladas de sal e 62 litros de óleo.

O delegado titular da GCCO, Vitor Hugo Bruzulato Teixeira, destaca que o resultado é um somatório de investigações realizadas pela própria unidade e também fruto da proximidade com delegacias do interior e parcerias com outras instituições.

Defensivos agrícolas

As ações de combate a roubos, furtos, desvios e adulteração de defensivos agrícolas foram um dos focos de atuação da GCCO no primeiro semestre do ano. Neste primeiro semestre foram apreendidas 22 toneladas de defensivos agrícolas, número superior ao total apreendido em 2021, quando 19 toneladas foram recolhidas durante operações especializadas.

Roubo e furto de cargas

Passando a ser atribuição recente da GCCO, as investigações de roubos de cargas já apresentaram resultados positivos, com a apreensão de mais de 50 toneladas de soja, 39 toneladas de sal e 62 litros de óleo apenas nos seis primeiros meses deste ano.

Continue lendo

Polícia

Mato Grosso

Política MT

Mais Lidas da Semana