conecte-se conosco

  • banner_Lorenzetti_1250x250

Polícia

Polícia Civil apreende carregamento de cocaína pura avaliado em aproximadamente R$ 1,5 milhão

Publicado


Um carregamento de cocaína pura avaliado em mais de R$ 1,5 milhão foi apreendido pela Polícia Civil, na tarde de quinta-feira (31.03), no município de Rondonópolis (212 km ao sul de Cuiabá), durante cumprimento de mandado de busca e apreensão domiciliar.

A ação realizada pela Delegacia Especializada de Roubos e Furtos (Derf) resultou também na prisão de um homem e duas mulheres.

O suspeito de 42 anos, com passagem criminal por tráfico de drogas na Polícia Federal, e as duas mulheres de 26 e 62 anos, foram autuados em flagrante por tráfico de drogas e associação para o tráfico.

Em diligências de combate à criminalidade, os policiais civis identificaram um suspeito responsável pela distribuição de entorpecentes no bairro Jardim Assunção e região, além de abastecer pontos de vendas de droga na cidade de Poxoréo.

Conforme apurado o suspeito realizava o comércio de cocaína e pasta base de cocaína na própria residência e de sua mãe, bem como a esposa do investigado atuava no tráfico, pois quando o esposo não se estava no imóvel, era a mulher quem atendia os usuários e fazia a venda.

Com base nos indícios e materialidade de tráfico, a Polícia Civil representou pelos mandados de busca e apreensão domiciliar da casa do casal e da residência da mãe do suspeito, as quais ficam próximas, deferidos pela juízo da 5ª Vara Criminal da Comarca de Rondonópolis.

Na quinta-feira (31), os investigadores avistaram o momento em que um usuário chegou no endereço do casal para comprar droga. Ao realizar a abordagem, foram apreendidas porções de cocaína adquiridas pelo valor de R$ 50 cada.

Em seguida, a equipe policial foi aos endereços alvos das ordens judiciais, onde foi apreendida uma grande quantidade de cocaína pura e pasta base de cocaína, quatro balanças de precisão, dinheiro, dois veículos, entre outros materiais.

Diante do flagrante, os três envolvidos foram conduzidos até a Derf de Rondonópolis, interrogados e autuados pelos crimes de tráfico de drogas e associação para o tráfico. Após a confecção dos autos, os presos foram colocados à disposição da Justiça.

Fonte: PJC MT

Comentários Facebook

Cidades

Quatro morrem carbonizados e um fica ferido em acidente na BR-364

Publicado

Quatro pessoas morreram carbonizadas nesta segunda-feira, 04, após uma grave colisão entre uma Toyota Hilux e uma carreta, na BR-364, entre Comodoro e Campos de Júlio (389 e 313 km de Tangará da Serra, respectivamente). Além dos mortos, uma pessoa ficou gravemente ferida.

Veja abaixo o vídeo do acidente

De acordo com a Polícia Rodoviária Federal, os dois veículos bateram de frente. O trecho na região está interditado para o atendimento da ocorrência.

Vídeo do local do acidente mostra o estrago. A caminhonete partiu ao meio com a batida. A carroceria ficou “para trás” e a cabine foi arrastada alguns metros. Veja vídeo no fim da matéria.

Nas imagens é possível ver bastante fumaça no local e alguns focos de incêndio às margens da pista.

O vídeo também mostra o corpo de um homem carbonizado no meio da pista e outros dois dentro da Hilux. “Gente queimando vivo aqui, gente, que acidente horrível. Você está doido”, narra.

O homem que gravou as imagens ainda conta que o motorista da carreta estava vivo dentro do veículo.

ATENÇÃO: IMAGENS SÃO FORTES

Com Repórter MT

Continue lendo

Barra do Bugres

Pai e filhos são presos na Barra por matar homem com tiro e golpes de facão em Alagoas

Publicado

O Núcleo de Inteligência da Delegacia Regional de Tangará da Serra, coordenado pelo Delegado Adil Pinheiro de Paula, com apoio da Delegacia de Barra do Bugres e atendendo a uma solicitação do Núcleo de Inteligência da SSP de Alagoas, cumpriu nesta manhã de quinta-feira, 30, três mandados de prisão pelo crime de homícidio.

Os três indivíduos presos são pai e filhos. O crime aconteceu no Assentamento São Luiz, Povoado de Ouricuri, zona rural da cidade de Atalaia no Estado de Alagoas.

Segundo o Delegado Adil Pinheiro, os suspeitos em dezembro de 2012 assassinaram a vítima Jakson Batista da Silva com disparo de arma de fogo e golpes de facão. Os criminosos estavam escondidos em Barra do Bugres.

De acordo com a PJC, os presos passaram por exame de corpo delito e foram encaminhados para a Cadeia Pública de Barra do Bugres, onde ficam a disposição da justiça.

Continue lendo

Polícia

Mato Grosso

Política MT

Mais Lidas da Semana