conecte-se conosco

  • banner_Lorenzetti_1250x250

Tangará da Serra

PM à paisana impede assalto com refém em Tangará. Suspeito foi preso

Publicado

Um policial militar à paisana conseguiu evitar que um criminoso concluísse um assalto à mão armada, com refém em Tangará da Serra. Toda essa ação aconteceu na manhã de sábado, 09, em uma ótica localizada no Centro da cidade.

De acordo com o Tenente Coronel Vanílson Moraes da Polícia Militar, a proprietária da loja e os clientes que se encontravam no local, foram surpreendidos por um jovem de posse de um simulacro de arma de fogo, anunciando o assalto, apontando a arma para a cabeça da proprietária, a fazendo de refém.

Segundo a PM, esse suspeito é o mesmo que cometeu crime semelhante na semana passada. “Tivemos um roubo em Tangará a uma semana atrás e esse o roubo ocorreu em uma ótica da cidade, onde houve o registro dessa ação na câmeras daquele estabelecimentos”, disse.

A partir de então a PM passou a observar indivíduos que possuiam aquelas características. “Nesta manhã de sábado um outro estabelecimento estava sendo roubado e por infelicidade do criminoso, de frente ao estabelecimento reside um policial militar e quando esse criminoso adentrou o local em posse de um simulacro que possui muita semelhança com arma de fogo, tendo feto refém a proprietária, apontando o simulacro para sua cabeça, uma das clientes conseguiu sair pelos fundos e gritar que ali acontecia um roubo”, completou o Tenente Coronel.

Nesse momento, o policial que mora de frente, imediatamente atendeu aquele chamado, se posicionando em frente ao estabelecimento. O criminoso saiu do local mantendo a proprietária refém com o simulacro na sua cabeça. O policial se identificou, determinando que o suspeito jogasse a arma no chão e liberasse a refém.

“Entretanto, ele apontou a arma em direção ao policial, deixando a refém de lado. O policial revidou essa agressão e efetuou um disparo na direção do criminoso, momento em que ele abandonou a ação criminosa e empreendeu fuga a pé, pulando muros e terrenos baldios”, informou Vanílson.

Perseguição e prisão do suspeito em construção abandonada

Com a fuga do suspeito, o policial acionou as guarnições da PM via 190, verificando em seguida o estado das vítimas, constatando que não havia ninguém ferido. “As demais guarnições conseguiram fazer várias rondas e encontrar o suspeito escondido em uma construção abandonada, tendo sido efetuada a prisão em flagrante”, completou o Tenente Coronel.

Devido a um ferimento na mão do suspeito, podendo ser do disparo efetuado pelo PM ou em decorrência da fuga empreendida, o SAMU foi acionado para prestar atendimento ao indivíduo. “No momento da prisão ele admitiu ter realizado o roubo na semana passada em uma ótica no centro da cidade”, disse.

Após o atendimento do SAMU, o suspeito foi apresentado ao delegado. As vítimas foram levadas ao CISC para procederem com o reconhecimento, o boletim de ocorrência foi confeccionado e ele foi preso em flagrante delito, junto com o simulacro utilizado na ação criminosa.

Comentários Facebook

Tangará da Serra

‘Debate público’ para discutir aquisição de área do HR será promovido pela Prefeitura

Publicado

O prefeito municipal, Vander Masson, convida a sociedade civil organizada, entidades, associações e população em geral para debate público a ser realizado na próxima segunda-feira, dia 25/10, no teatro do Centro Cultural de Tangará da Serra. Em pauta estará a aquisição de área para a construção do Hospital Regional de Tangará da Serra.

O chefe do Executivo explica que o objetivo do debate público é ouvir a comunidade sobre o tema, apresentando de maneira transparente os encaminhamentos já feitos pelo Poder Executivo, mostrando a importância do Hospital Regional para Tangará e região, bem como esclarecer que tudo está sendo realizado sem onerar os cofres públicos.

“Queremos convocar a população, a sociedade civil organizada, entidades, associações para esse debate público para tratarmos de maneira participativa da aquisição da área para a construção do Hospital Regional. Contamos com a participação de toda a nossa sociedade. Esse debate é muito importante, nós não podemos correr o risco de perdermos o nosso Hospital Regional”, disse o prefeito, conclamando a população para participar do debate.

Ele destaca que é importante a participação da sociedade civil organizada, vereadores, lideranças comunitárias e população em geral. “Precisamos debater esse assunto e decidirmos o que é melhor para nós, para a nossa cidade, para a nossa população. Nós somos moradores de Tangará, temos e sabemos das nossas necessidades, do que realmente é importante para nossa comunidade”, disse.

“Vamos todos juntos defender esse projeto tão importante para a nossa comunidade, que é o nosso Hospital Regional, precisamos adquirir a área, que é a nossa contrapartida e repassar para o Governo do Estado poder licitar a obra e já iniciar a construção”, defendeu.

Ao pedir apoio da sociedade, o prefeito solicita aos proprietários de áreas compatíveis com o projeto que apresentem carta de intenção de venda ou doação durante o debate público da próxima segunda-feira. “Pedimos aos proprietários, que possuem áreas que atendam o projeto, que apresentem carta de intenção de venda ou doação à Prefeitura durante esse debate público. A área será analisada e se for compatível com o projeto do Governo do estado procederemos com o processo de compra e doação ao Estado”, disse.

O debate público entre prefeito, vereadores e sociedade representativa ocorrerá na segunda-feira, dia 25/10, às 19h, no teatro do Centro Cultural Pedro Alberto Tayano Filho.

Alexandre Rolim/Assessoria de Comunicação

Continue lendo

Tangará da Serra

Dr. João sugere ‘chamamento público’ para definir área do Hospital Regional em Tangará

Publicado

O deputado estadual Doutor João (MDB) em entrevista à Rádio Serra FM, sugeriu que uma alternativa rápida para definição da área para construção pelo governo do estado do Hospital Regional em Tangará da Serra seria a realização de um Chamamento Público.

“As coisas são demoradas, e na minha opinião, um chamamento público, com um edital prático, objetivo, bem feito, acredito que em 45 dias teríamos condições de resolver o problema a nível de justiça, a nível de Ministério Público. A sociedade precisa participar, apoiar. Unir forças para ultrapassar este impasse”, disse o deputado ao programa Primeira Hora.

Ainda durante a entrevista, o deputado confirmou que se reunirá com o prefeito Vander Masson. Segundo ele, o objetivo do encontro é discutir uma alternativa para a solução do impasse que envolve a definição da área para construção do HR.

“Vou a Prefeitura conversar com o prefeito, sugerir ideias. O que precisar da gente, de alguma experiência da Secretaria Estadual de Saúde, para dar uma agilidade”, disse, na sequência Dr. João alertou. “Se deixar, pode demorar de seis meses a um ano”, completou.

Foto Dr. João: Diário da Serra

Continue lendo

Polícia

Mato Grosso

Política MT

Mais Lidas da Semana