conecte-se conosco

  • banner_Lorenzetti_1250x250

Tangará da Serra

Plantação de maconha é descoberta pela Polícia no Jardim dos Ipês

Publicado

Plantação de maconha encontrada no Jardim dos Ipês

A Polícia Judiciária Civil de Tangará da Serra conseguiu desarticular uma quadrilha de traficantes que atuavam no Jardim dos Ipês. No bairro, em um terreno localizado nas proximidades de uma região popularmente chamada de ‘Inferninho’, os policiais descobriram uma plantação de maconha.

Veja vídeos da plantação de machonha abaixo

“Encontramos essa plantação de maconha com diversas mudas plantadas em pontos do terreno, inclusive com baldes utilizados para regar a plantação”, informou o Delegado Adil Pinheiro.

A operação da PJC aconteceu na tarde de terça-feira, 04. “Após algumas semanas de investigação a Polícia conseguiu localizar uma plantação de maconha com 10 pés já em idade adulta, que em pouco tempo estariam aptos para serem colhidos. Foram encontrados no Jardim dos Ipês, próximo ao matagal”, completou o Delegado.

Veja vídeos gravados pelo Delegado Adil Pinheiro nesta terça

Segundo Adil Pinheiro, Polícia já havia percebido que sempre que havia aproximação da guarnição naquela região os meliantes se embrenhavam em uma área de mata. “Fizemos uma operação de inteligência e conseguimos abordar dois cidadãos. Percebemos que outros dois fugiram por um trilho na mata. Esses dois cidadãos que abordamos foram apresentados no CISC onde foi lavrado o boletim de ocorrência, sendo um cidadão de 45 anos e um de 24 anos”, revelou o Delegado.

Nenhum dos indivíduos detidos durante a operação da PJC possui passagem criminal pela delegacia. “Os envolvidos juntamente com o material apreendido foram encaminhados ao delegado plantonista do CISC na terça. O local onde foi feita a prisão e apreensão dos pés de maconha e demais objetos apreendidos é conhecido como Inferninho, justamente por ser amplamente frequentado por usuários de droga e também por traficantes”, finalizou Adil Pinheiro.

Comentários Facebook

Tangará da Serra

Vereador Eduardo Sanches visita cidades do Nortão para conhecer Projeto Alvará Fácil

Publicado

O vereador Eduardo Sanches (PSL) esteve em visita a cidades do norte do estado, e participou da implantação do projeto do “Alvará Fácil”, em Sorriso. A intenção é trazer o projeto para Tangará da Serra. O programa Alvará Fácil auxiliará a expedição do Alvará de Construção, objetivando acelerar o ritmo do processo de autorização para a execução.

Depois de sancionado, poderão ser licenciados os projetos de construção de residências unifamiliares e os projetos comerciais, abrangidos na Categoria de Uso Compatível, com área construída de até 750 m², além de outros requisitos, de acordo com a Lei de Uso e Ocupação do Solo vigente no município. O prazo de validade do Alvará Fácil será de 12 meses.

Mesmo com a pandemia a construção civil continua em ritmo acelerado e Tangará da Serra teve números de crescimentos expressivos na emissão de alvarás nos anos de 2020 e 2021.

Segundo Eduardo Sanches o Alvará Fácil chegou para facilitar a vida dos proprietários que desejam construir e profissionais. “Com o alvará fácil, os trâmites para a liberação dos projetos terão maior celeridade. O cidadão que tem urgência em construir não precisará esperar até 30 dias para ter acesso ao alvará, agora, o contribuinte sai com o alvará provisório em até 48h. Sem burocracia, menos papelada e muito mais rapidez”, explica vereador.

Também estiveram presentes na reunião, o secretário de Cidade, Ednilson Oliveira, o deputado estadual, Ulysses Moraes (PSL), e o vereador de Sorriso, Diogo Kriguer (PSDB). O parlamentar Eduardo Sanches finalizou sua agenda em Sinop.

Continue lendo

Tangará da Serra

Homem que teve corpo incendiado pela mulher não resiste e morre

Publicado

Genésio da Silva Miranda que foi atacado e teve seu corpo incendiado pela própria mulher acabou não resistindo aos ferimentos e morrendo em Cuiabá nesta segunda-feira, 21. O crime aconteceu em Tangará da Serra no dia 14 de junho, após uma discussão do casal.

Genésio foi atendido inicialmente na Unidade de Pronto Atendimento (UPA 24 Horas), mas acabou sendo transferido para a capital em decorrência da gravidade dos ferimentos provocados pelo fogo em seu corpo.

A morte de Genésio foi confirmada pelo Hospital Municipal de Cuiabá, para onde a vítima havia sido transferida no dia 21 de junho. Atacado com álcool e fósforo, o homem sofreu queimaduras de 2° e 3° graus e ficou com cerca de 50% de seu corpo queimado.

De acordo com as últimas informações, a Polícia Civil de Cuiabá registrou o óbito e o corpo será ser encaminhado para Tangará. A mulher de Genésio, apontada como autora do crime, foi detida e liberada após audiência de custódia.

Continue lendo

Polícia

Mato Grosso

Política MT

Mais Lidas da Semana