conecte-se conosco


Cidades

Plano Municipal de Saneamento é apresentado em Tangará

Publicado

Foto: Rodrigo Soares

O Executivo Municipal de Tangará da Serra, por meio do Serviço Antônomo Municipal de Água e Esgoto, realizou entre os dias 06 a 08 de novembro o 2º Fórum Municipal de Saneamento e Educação Ambiental. O evento contou com participação diária de aproximadamente 300 pessoas, oportunidade que em seu encerramento foi apresentado o Plano Municipal de Saneamento Básico.

De acordo com o Professor Dr. Aldecy de Almeida Santos, mestrado em Recursos Hídricos na Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT), o documento elaborado estabelece diretrizes, metas e prioridades do saneamento básico do município, visando o benefício da saúde da população e Meio Ambiente. “Para isso, fizeram o diagnóstico da quantidade da água do município, a qualidade dos reservatórios, qual forma de tratamento da água e como ela é distribuída, então fizemos uma investigação na água como um todo, analisando a bruta e a tratada”, comentou o profissional, destacando que ficou surpreso com o sistema de tratamento, pois o estudo confirmou que Tangará da Serra é referência em qualidade da água.


Outra surpresa para o profissional foi referente ao sistema de resíduo, quesito em que Tangará da Serra pode ser considerada referência no Estado. “A coleta seletiva é um exemplo, inclusive a questão do aterro sanitário, então é algo para falar bem”, avaliou, enfatizando ainda que o trabalho contou com detalhado levantamento no sistema de esgoto e drenagem, somando aos eixos que serão extremamente importantes ao saneamento para as próximas duas décadas. “O brasileiro não tem essa percepção de longo prazo, mas quando começamos a pensar em Plano Municipal , estamos pensando em 20 anos. Todo esse conjunto vai dar subsídio para recursos. O Plano é ligado, por exemplo, ao plano diretor e plano de bacias, então inteliga tudo para tomar decisões. Aqui estamos criando cenário para tomarmos decisões”, finalizou. (Fonte: Diário da Serra)

Comentários Facebook
Leia mais:  Câmara aprova em 2º turno PEC que amplia orçamento impositivo

Cidades

Sicredi está entre as 150 Melhores Empresas para Trabalhar no Brasil

Publicado

Pelo nono ano consecutivo, o Sicredi, instituição financeira cooperativa com mais de 4 milhões de associados pelo país, foi classificado no ranking das “150 Melhores Empresas para Trabalhar” no Brasil. A lista, divulgada na terça-feira, 19 de novembro, é resultado da pesquisa realizada pela revista Você S/A, da Editora Abril, em parceria com a Fundação Instituto Administração (FIA), com mais de 250 mil trabalhadores de cerca de 500 empresas e instituições, incluindo o Sicredi, nas cinco regiões do país.

As notas são utilizadas pelos organizadores do ranking para calcular dois indicadores: o Índice de Qualidade no Ambiente de Trabalho (IQAT), que é baseado na visão dos colaboradores, no qual o Sicredi atingiu 92,3, e o Índice de Qualidade na Gestão de Pessoas (IQGP), que é a avaliação feita pela publicação, em que a instituição financeira figura com 62,7. Os dois indicadores formam o Índice de Felicidade no Trabalho (IFT), onde o Sicredi atingiu a marca de 81,9.

Equipe MT/PA – Tangará da Serra

Na classificação setorial de Serviços Financeiros, o Sicredi foi destaque, ocupando o 2º lugar e tendo como pontos positivos enfatizados a criação de um grupo de diversidade, a adoção de um assistente virtual, chamado Hugo, para interpretação de libras, além de aulas da linguagem para os funcionários.

Entre os indicadores usados para compor os índices, destacarem-se no IQAT “Employer Branding”, com nota 98,0; “Sustentabilidade e Diversidade”, (97,3); “Estratégia e Objetivos” (95,4); “Processos e Organização”, (94,8); “Comunicação Interna” (94,6) e “Participação e Autonomia” (92,9). Já nos índices relativos ao IQGP, os destaques foram “Processos e Organização”, que recebeu nota 92,3; “Estratégia e Objetivos”, (84,8); “Participação e Autonomia”, (76,5); “Relações Interpessoais”, (74,5); “Comunicação Interna”, (70,1); além de “Employer Branding”, que atingiu o índice 66,2.

Leia mais:  TCE inicia levantamento de obras paralisadas e suspensas em Mato Grosso

Segundo Rodrigo Wegener, superintendente da área de Gestão de Pessoas do Sicredi, o bom desempenho no ranking deste ano e de anos anteriores reflete a essência da instituição. “As pessoas são o centro da nossa atuação e com os nossos colaboradores, que também são associados, não poderia ser diferente. Por isso, buscamos atrair pessoas que se identifiquem com a causa do cooperativismo e nos preocupamos em oferecer as melhores condições para que elas exerçam suas atividades”, afirma.

Atualmente o Sicredi tem com mais de 28 mil colaboradores, que atuam em 112 cooperativas espalhadas por 22 estados e no Distrito Federal. Em 2017, a instituição deu início a um processo de transformação no seu modelo de organização interna, adotando metodologias ágeis e proporcionando ainda mais autonomia aos colaboradores.

Sobre o Sicredi

O Sicredi é uma instituição financeira cooperativa comprometida com o crescimento dos seus associados e com o desenvolvimento das regiões onde atua. O modelo de gestão do Sicredi valoriza a participação dos mais de 4 milhões de associados, os quais exercem papel de donos do negócio. Com presença nacional, o Sicredi está em 22 estados* e no Distrito Federal, com mais de 1.800 agências, e oferece mais de 300 produtos e serviços financeiros (www.sicredi.com.br).


 

 

 

Fonte:Assessoria de Imprensa

Comentários Facebook
Continue lendo

Cidades

Câmara aprova e orçamento do município para 2020 será de R$ 408 milhões

Publicado

O Governo Municipal de Tangará da Serra terá orçamento de mais de R$ 408 milhões em 2020.

Aprovado em Plenário na 7ª sessão extraordinária, na última semana, o Projeto de Lei 107/2019, votado em dois turnos, recebeu a aprovação unânime dos parlamentares, seguindo agora para a sanção do Poder Executivo. O projeto prevê o Orçamento Geral do Município de Tangará da Serra para o Exercício financeiro de 2020, estimando receita e fixando as despesas. Serão R$ 408 milhões 417 mil, 895 reais e 70 centavos.

Deste total, R$ 295 milhões para a administração direta, e R$ 87 milhões para o Serviço Autônomo Municipal de Água e Esgoto (SAMAE), e R$ 25 milhões para o Instituto Municipal de Previdência Social dos Servidores Públicos do Município de Tangará da Serra (SERRAPREV).


 

 

 

 

 

 

***Com informações Assessoria de Comunicação

Comentários Facebook
Leia mais:  Câmara aprova em 2º turno PEC que amplia orçamento impositivo
Continue lendo

Polícia

Mato Grosso

Política MT

Mais Lidas da Semana