conecte-se conosco


Polícia

PJC adotou medidas legais em relação a boletim de ocorrência na Defaz

Publicado

Em relação às matérias dando conta de suposta denúncia encaminhada pelo prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro, sobre alegado uso do aparato do Estado para investigá-lo ilegalmente, a Polícia Judiciária Civil (PJC) esclarece que:

– Foi registrado em novembro deste ano um Boletim de Ocorrência na Delegacia Especializada em Crimes Fazendários e Contra a Administração Pública (Defaz). No documento, uma servidora da Prefeitura de Cuiabá narrou suposto ato de corrupção, citando no corpo da ocorrência o nome do prefeito Emanuel Pinheiro. Em posse do documento, a PJC adotou as medidas legais para o total esclarecimento da verdade dos fatos;

– O trâmite legal aplicado às pessoas com prerrogativa de foro consiste na necessidade de autorização do órgão de instância superior do Poder Judiciário para o prosseguimento dos atos investigativos;

– Nas hipóteses em que há menção a qualquer ilicitude envolvendo um prefeito, por exemplo, eventual abertura de inquérito depende da autorização do Tribunal de Justiça de Mato Grosso (TJ-MT). Cabe ao Núcleo de Ações de Competências Originárias (NACO), do Ministério Público Estadual (MPE), a análise dos requisitos legais e o encaminhamento ao TJ-MT para decisão;

– É preciso registrar que, em situações como esta, a PJC somente pode dar prosseguimento às investigações se houver decisão do TJ-MT neste sentido. Desta forma, a Polícia Judiciária Civil repudia veementemente as falas atribuídas ao atual prefeito de Cuiabá, constantes em matérias publicadas na imprensa, no sentido de que dois delegados de polícia estariam sendo transferidos da Defaz por “pressão política” ou por qualquer outro motivo que não seja absolutamente técnico e pautado no interesse da administração pública;

Leia mais:  Irmãos que mantinha empresa de fachada para comércio de drogas são presos

– Tais declarações são infundadas e afrontam a inteligência da população, até porque os delegados citados sequer estão à frente das investigações ventiladas;

– Além disso, as remoções são atos legais e frequentes na instituição e ocorreram em razão  da criação da Delegacia Especializada de Combate à Corrupção (DECCOR) via Decreto 267/2019 publicado em outubro deste ano, ou seja, mais de um mês antes da lavratura do Boletim de Ocorrência supracitado, bem como a consequente reconfiguração da Defaz.


Mário Dermeval Aravechia de Resende
Delegado Geral da Polícia Judiciária Civil do Estado de Mato Grosso

Fonte: PJC MT
Comentários Facebook

Polícia

Operação combate crimes de roubo, furto e tráfico de drogas em Arenápolis

Publicado

por

Assessoria | PJC-MT

Uma operação integrada com objetivo de combater a criminalidade, em especial ocorrências de roubos, furtos e tráfico de drogas, foi deflagrada pela Polícia Judiciária Civil e Polícia Militar no município de Arenápolis (258 km a Médio-Norte de Cuiabá).

A ação, realizada pelas equipes de policiais civis e militares de Arenápolis e Nortelândia, faz parte do cronograma da Secretaria de Estado de Segurança Pública (Sesp-MT) e contou com apoio do Grupo Armado de Resposta Rápida (Garra) da Delegacia Regional e Força Tática de Nova Mutum.

Durante os trabalhos foi realizada a prisão de L.D.O.S. apontado como autor de diversos furtos ocorridos durante a semana no município. Segundo as investigações, o suspeito já conhecido da Polícia foi visto pulando o muro de uma das residências furtadas.

Os furtos chamavam a atenção uma vez que o suspeito furtava apenas joias, e Luan, que saiu da cadeia há menos de um mês agia da mesma forma quando em liberdade.

Com informações do local onde o suspeito estaria escondido, as equipes das Polícias Civil e Militar foram até o endereço, ocasião em que o procurado empreendeu fuga, correndo e efetuando disparos de armas de fogo contra os policias.

Durante a perseguição, os policiais encontraram o revólver calibre 38 dispensado pelo suspeito com 5 munições (2 deflagradas e 3 intactas). A prisão do suspeito foi realizada em uma casa, onde foi apreendido mais um revólver (calibre 32) e várias joias furtadas de uma residência na quinta-feira (05) e em outras ocasiões.

Leia mais:  Curso de primeiros socorros é ministrado para 21 policiais civis

Na casa, também foram encontrados menores de idade que foram conduzidos à delegacia para serem ouvidos em declarações. Diante das evidências, após ser interrogado, Luan, foi autuado em flagrante pelos crimes de porte ilegal de arma de fogo e munições, receptação e corrupção de menores.

Tráfico de drogas

Em outro alvo da operação, desta vez relacionado a investigações do comércio de entorpecentes no município, os policiais realizaram a prisão em flagrante da suspeita M.K.O.S. pelo crime de tráfico de drogas.

Em buscas na casa da investigada, foi apreendido em um dos quartos, uma porção de maconha, a qual a suspeita confessou ser de sua propriedade.

Em buscas em outro ponto de venda de entorpecentes, no bairro Vila Rica, as equipes policiais encontraram dois cartuchos calibre 20 e calibre 32 e diversas anotações referentes a controle de venda de drogas.


O responsável pelo local, J.L.A.D. foi conduzido a Delegacia de Arenápolis, onde após interrogado foi autuado por tráfico de drogas.

 

 

Fonte: PJC MT
Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

Polícia Civil prende suspeito e apreende veículo utilizado em roubo em Várzea Grande

Publicado

por

Assessoria | PJC-MT

Um integrante de uma organização criminosa envolvida em roubos de veículos em Cuiabá foi preso pela Polícia Judiciária Civil, na sexta-feira (06.12), durante trabalhos investigativos da Delegacia Especializada de Roubos e Furtos de Veículos (DERRFVA).

O suspeito, A.F.R., de 42 anos, era responsável por uma caminhonete Chevrolet S-10, que dava apoio aos assaltos realizados pelo grupo e foi autuado em flagrante pelos crimes de roubo majorado e associação criminosa. Na ação, o veículo utilizado pelo grupo também foi apreendido.

A prisão do suspeito aconteceu durante investigações de um roubo, ocorrido na quinta-feira (05), em uma chácara da região do Capão Grande, em Várzea Grande ocasião em que a vítima foi abordada por quatro criminosos em posse arma de fogo, que subtraíram o seu veículo Ford Fiesta.

Assim que foi acionada do assalto, a equipe da DERRFVA iniciou as diligências, conseguindo identificar a participação do veículo S-10, assim como o envolvimento do suspeito no crime.

Com base no levantamento, os policiais realizaram a abordagem do identificado que a apreensão da caminhonete que dava apoio a ação do grupo criminoso. Após algumas checagens, foi possível constatar que o veículo realmente era o utilizado no roubo.

A vítima compareceu à DERRFVA onde realizou o reconhecimento fotográfico e pessoal do suspeito como um dos autores do roubo. Interrogado, o conduzido confessou a participação no crime e também revelou que emprestava o veículo para a prática de outros assaltos praticados pelo grupo.


Diante das evidências, o suspeito foi autuado em flagrante pelos crimes de roubo majorado e associação criminosa. As investigações seguem em andamento para identificar e prende os outros integrantes do grupo.

Leia mais:  Polícia Civil deflagra operação e prende sete suspeitos em Itiquira

 

Fonte: PJC MT
Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

Mato Grosso

Política MT

Mais Lidas da Semana