conecte-se conosco


Entretenimento

Pimenta no Reino: A TETA RESTRITA

Publicado

O Reino da Serra é um paraíso para se viver. Tanto que a realeza, a nobreza, o patriciado e a plebe não se cansam de apreciar esta verdadeira “uva”.

No Reino da Serra vários bailes são dançados por muitos. Mas também há algumas tetas sugadas por poucos.

A Câmara dos Comuns, por exemplo, já foi salão de muitos bailes. E, também tem sido uma grande teta para poucos (e discretos) privilegiados.

Teta dos Discretos

No Reino da Serra vários bailes são dançados por muitos. Mas também há algumas tetas sugadas por poucos

No Reino da Serra vários bailes são dançados por muitos. Mas também há algumas tetas sugadas por poucos

Pois a Câmara dos Comuns é a legítima “Teta dos Discretos”. Neste grande úbere público escorre aos discretos mamões um gordo leite que representa, num único contracheque, mais de P$ 25 mil (Vinte e cindo mil pratas) por mês para o bolso de apenas um oficial-servidor.

Nas polpudas remunerações há proventos-base e uma série de subvenções que, somadas, são maiores até mesmo que o salário do Soberano Salomão.

Nesta farra restrita, os poucos privilegiados são extremamente discretos. E não poderia ser diferente, pois não há quem queira alardear tal privilégio sem chamar atenção. Entre os discretos se inclui um ex-comum que, ironicamente, já presidiu a Casa de Leis.

Quem garante que aí, neste caso em tela, não teria havido prestação de favores corporativos?

Leia mais:  Mc Pocahontas rebate crítica a vestuário: “Se quiser ir com o rabo de fora, vou”

Dizem pelas alamedas e tabernas do reino que a Ordem dos Procuradores tem estudado o caso com uma grande lupa.

Tudo posso, mas…

A Teta dos Discretos desperta a crítica no reino. Se por um lado a lei autoriza tal baile, por outro a silenciosa bailanta leva a uma reflexão.

Está nas Escrituras...

Está nas Escrituras…

Está nas Escrituras: “Tudo me é lícito, mas nem tudo me convém”. Nunca é demais lembrar que o discreto baile é custeado com pratas públicas.

Sobre isso, há um sugestivo samba estilo bossa-nova da dupla Antônio Carlos e Jocafi, sucesso de outrora no distante Reino do Brasil:

Você abusou, tirou partido de mim, abusou // Tirou partido de mim, abusou (…)

Se o quadradismo dos meus versos // Vai de encontro aos intelectos // Que não usam o coração com expressão

Uma coisa é certa: Isso ainda vai render muita conversa no Reino da Serra. E, talvez, idas-e-vindas na Ordem Judiciária.

 

Corujando…

A Bandeira Social Liberal, levantada com honras e glórias pelo futuro Imperador Capitão, tem sido um guarda-chuva desejado por muitos.

Resta saber se todos os que procuram a bandeira para integrar as suas alas tem postura e pensamento condizentes

Resta saber se todos os que procuram a bandeira para integrar as suas alas tem postura e pensamento condizentes

Resta saber se todos os que procuram a bandeira para integrar as suas alas tem postura e pensamento condizentes. Afinal, a Bandeira Social Liberal se propõe ao resgate da moralidade e da probidade, qualidades que com o tempo se perderam no Império Tupiniquim.

Não demorará até que alguns hipócritas e fariseus sejam identificados na tentativa de buscar a sombra (leia-se ‘proteção’) do desejado guarda-chuva político. Será fácil saber, pois há uma campanha de adesão à promissora e cintilante bandeira.

Isto será um prato cheio para futuros episódios do Pimenta no Reino.

 

Ficção

Pimenta no Reino é uma obra de ficção que não reproduz, em hipótese alguma, qualquer lugar imaginável da realidade. Mas todo e qualquer ranço ou careta pode significar que o chapéu ou carapuça tenha servido a alguém.

Imagens e fotos são meramente ilustrativas. Qualquer semelhança com locais, fatos e pessoas, sambas e bossas, comuns e presidências, imoralidades e inconveniências, bailes e caretas, proventos e tetas, contracheques e uvas, hipócritas e guarda-chuvas (…) terá sido enorme coincidência.

Comentários Facebook
publicidade

Entretenimento

Acusado de estupro, Chris Brown é liberado e responderá processo em liberdade

Publicado

por

O rapper americano Chris Brown, ex-namorado da cantora Rihanna, foi libertado nesta terça-feira (22) pela Justiça francesa, um dia após ter sido preso em Paris devido a uma acusação de estupro.  Um amigo e um segurança de Brown que são suspeitos do mesmo crime também foram soltos. Todos eles poderão deixar a França durante as investigações.

Leia também: Chris Brown é preso em Paris após ser acusado de estupro


Chris Brown é solto na França após acusação de estupro
Reprodução/Instragram

Chris Brown é solto na França após acusação de estupro

Leia também: “Foi brutal e violento”, diz suposta vítima de Chris Brown; cantor nega acusação

O suposto abuso sexual envolvendo Chris Brown teria ocorrido na noite de 15 de janeiro, em um quarto de hotel em Paris, na França, onde uma jovem de 24 anos convidada pelo rapper teria sido violentada.

Relato sobre suposto estupro envolvendo Chris Brown

A jovem que acusou o artista de estupro deu mais detalhes sobre a noite em que teria diso violentada pelo cantor, seu amigo e segurança para a revista francesa  Closer . A entrevista traz alguns trechos da mulher idenficada como Karima, que retrata que o cantor a arrastou para um armário do hotel, a atacou brutalmente e violentamente por meia hora. 

De acordo com a publicação, a mulher contou que estava na suíte do hotel Mandarin Oriental Hotel, em Paris, no dia 16 de janeiro, com outros amigos e mais 15 meninas, usando maconha e cocaína, quando o artista agarrou seu braço enquanto ela ia ao banheiro e a fez entrar em uma espécie de closet. “Ele fechou a porta…durou de 25 a 30 minutos”, completando dizendo que ainda é difícil explicar em detalhes o que aconteceu. 

Leia mais:  Jô Soares desmente rixa com Chico Anysio e fala de censura de diretor da Globo

Mulher que acusa o cantor Chris Brown de estupro fala comportamento agressivo do artista, revelando também que foi violentada por um amigo e segurança
Reprodução/Instagram

Mulher que acusa o cantor Chris Brown de estupro fala comportamento agressivo do artista, revelando também que foi violentada por um amigo e segurança

“Ainda é muito difícil explicar em detalhes o que ele fez comigo. Mas foi brutal e violento. Ele era agressivo e me ameaçava. Eu estava com muito medo. Após o estupro, a mulher disse que gostaria de ter seu celular de volta e ir embora.

No entato, segundo o relato, um dos amigos de Chris apareceu e ela pensou que ele estava ali para levá-la para caso, mas, o rapaz a levou para um quarto, tranvou a porta e a abusou sexualmente. O guarda-costa do cantor também foi citado e Karima também o acusa de estupro. 

“Tudo que eu queria era ir para casa. Eu estava com tanto medo”, disse Karima. “Eles eram três homens fortes, agressivos e ameaçadores. Não havia nada que eu pudesse fazer”, completa. 

A mulher disse que coseguiu explicar para o astro aos prantos que precisava ir embora porque tinha aula no dia seguinte. O cantor devolveu seu celular e logo após ela foi embora e fez a denúncia alguns dias depois do acontecimento. 

“Eu não queria que eles fizessem a mesma coisa com outras garotas”, explicou. “Chris Brown é o tipo de pessoa que acha que eles estão acima da lei, mas não. Eu vou até o final. Ser abusada três vezes na mesma noite por três homens diferentes. É insuportável viver”, completou a mulher.

Leia mais:  Meghan Markle recebeproposta milionária para aparecer em “Suits”, diz jornal

Leia também: Chris Brown dá detalhes de agressão à Rihanna: “Ela me batia, eu batia nela”

Através do perfil oficial do Instagram, a equipe de  Chris Brown  compartilhou a mensagem se defendendo das acusações: “Quero deixar bem claro que isso é falso e um monte de m*rda. Nunca! Isso é muito desrespeitoso à minha filha e família, e vai contra meu caráter e minha moral”. 

* Texto com informações agência ANSA

Comentários Facebook
Continue lendo

Entretenimento

“Foi brutal e violento”, diz suposta vítima de Chris Brown; cantor nega acusação

Publicado

por

A jovem que acusou Chris Brown de estupro deu mais detalhes sobre a noite em que teria diso violentada pelo cantor, seu amigo e segurança para a revista francesa Closer . A entrevista traz alguns trechos da mulher idenficada como Karima, que retrata que o cantor a arrastou para um armário do hotel, a atacou brutalmente e violentamente por meia hora. Chris foi preso nesta terça-feira (22) pela polícia francesa em Paris, na França, e está detido até o momento. 

Leia também: Chris Brown é preso em Paris após ser acusado de estupro


Mulher que acusa o cantor Chris Brown de estupro fala comportamento agressivo do artista, revelando também que foi violentada por um amigo e segurança
Reprodução/Instagram

Mulher que acusa o cantor Chris Brown de estupro fala comportamento agressivo do artista, revelando também que foi violentada por um amigo e segurança


De acordo com a publicação, a mulher contou que estava na suíte de Chris Brown no Mandarin Oriental Hotel, em Paris, no dia 16 de janeiro, com outros amigos e mais 15 meninas, usando maconha e cocaína, quando o artista agarrou seu braço enquanto ela ia ao banheiro e a fez entrar em uma espécie de closet. “Ele fechou a porta…durou de 25 a 30 minutos”, completando dizendo que ainda é difícil explicar em detalhes o que aconteceu. 

“Ainda é muito difícil explicar em detalhes o que ele fez comigo. Mas foi brutal e violento. Ele era agressivo e me ameaçava. Eu estava com muito medo. Após o estupro, a mulher disse que gostaria de ter seu celular de volta e ir embora. No entato, segundo o relato, um dos amigos de Chris apareceu e ela pensou que ele estava ali para levá-la para caso, mas, o rapaz a levou para um quarto, tranvou a porta e a abusou sexualmente. O guarda-costa do cantor também foi citado e Karima também o acusa de estupro. 

Leia mais:  Meghan Markle recebeproposta milionária para aparecer em “Suits”, diz jornal

Leia também: Chris Brown dá detalhes de agressão à Rihanna: “Ela me batia, eu batia nela”

“Tudo que eu queria era ir para casa. Eu estava com tanto medo”, disse Karima. “Eles eram três homens fortes, agressivos e ameaçadores. Não havia nada que eu pudesse fazer”, completa. 

A mulher disse que coseguiu explicar para o astro aos prantos que precisava ir embora porque tinha aula no dia seguinte. O cantor devolveu seu celular e logo após ela foi embora e fez a denúncia alguns dias depois do acontecimento. 

“Eu não queria que eles fizessem a mesma coisa com outras garotas”, explicou. “Chris Brown é o tipo de pessoa que acha que eles estão acima da lei, mas não. Eu vou até o final. Ser abusada três vezes na mesma noite por três homens diferentes. É insuportável viver”, completou a mulher. 

Chris Brown nega caso de estupro

Detino nesta terça-feira (22) em Paris, na França, após ser acusado de estupro, uma fonte próxima ao astro disse ao TMZ que Chris não estava sozinho com a mulher, sua namorada, Ammika Harris, também estava presente entre as mais de 20 pessoas que estavam com o cantor enquanto ele tocava música. 

Leia também: Chris Brown é processado por facilitar prática de abuso sexual em sua casa

Através do perfil oficial do Instagram, a equipe de Chris Brown compartilhou a mensagem se defendendo das acusações: “Quero deixar bem claro que isso é falso e um monte de m*rda. Nunca! Isso é muito desrespeitoso à minha filha e família, e vai contra meu caráter e minha moral”. 

Leia mais:  Netflix remove episódio do catálogo após ameaça do governo Saudita

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

Mato Grosso

Política MT

Mais Lidas da Semana