conecte-se conosco


Mulher

“Piada cruel”: criança recebe troféu de “menino mais irritante” da escola

Publicado

Um momento de premiação na escola americana Bailly Preparatory Academy, que fica em Gary, no estado de Indiana, gerou muita indignação nos pais de uma criança autista de 11 anos. Na ocasião, um professor de educação especial deu ao garoto o troféu de o “menino mais irritante” da escola.

Leia também: Professora obriga menina a trocar de roupa por achar vestido “inadequado”

criança autista recebe troféu de
Reprodução/NBC
O troféu que ele ganhou é uma estrela dourada. Segundo a mãe, ele pegou o objeto sem saber o que significava


Estella e Rick Castejon, pais do garoto, estavam presentes no momento da entrega do troféu e afirmaram que não esperavam essa atitude. “Como diretor ou professor, você nunca deve deixar isso acontecer a qualquer aluno”, diz Rick ao Northwest Indiana Times .

“Este não é o tipo de atenção que queríamos ou serviços que queríamos para nosso neto”, conta a avó do estudante, Angie Castejon.

A mãe do menino ressalta que não conseguia acreditar no objeto que seu filho recebeu. “Eu não tinha certeza se meus olhos estavam lendo corretamente”, conta. O prêmio dizia: “Bailey Preparatory Academy 2018-2019 – Menino mais irritante”.

Os pais, no entanto, acreditam que a criança não entendeu do que se trata o troféu . “Ele queria apenas porque era uma estrela bonita e brilhante. Só isso”, fala Rick Castejon.

Medidas contra a escola

A família do menino procurou o conselho escolar do estado para tomar as medidas necessárias e repreender os atos dos funcionários da escola. “O objetivo para nós é garantir que todos os envolvidos nesta piada cruel sejam responsabilizados”, enfatiza Angie ao canal NBC de Chicago.

Leia mais:  Após ser chamada de nojenta e feia, mãe consegue aceitar seu corpo pós-gravidez

A avó relata que entrou em contato com o diretor da escola por e-mail, mas que a resposta foi “desdenhosa” e não ajudou.

Leia também: Irmãs são expulsas de escola dos Estados Unidos porque a mãe “vive em pecado”

Escola se desculpa pelo troféu

criança triste
shutterstock
A escola lamentou e se desculpou pelo o que aconteceu. Instituição abriu investigação para responsabilizar os envolvidos


Em comunicado oficial, a Bailly Preparatory Academy lamenta e se desculpa pelo ocorrido durante a premiação anual, além de informar que o diretor da instituição foi demitido e três professores, incluindo o que entregou o troféu, estão em uma espécie de aviso prévio e terão o contrato cancelado.

A Gary Community School Corporation divulgou uma nota destacando que abriram uma investigação interna para analisar tudo o que aconteceu e responsabilizar as pessoas relacionadas a essa atitude.

“Nossa principal preocupação é o bem-estar das crianças que nos foram confiadas”, pontua Pete Morikis, gerente distrital de Emergência da entidade. “Sua segurança, física e emocional, é nossa maior prioridade”, acrescenta ele.

Leia também: Mãe é impedida de matricular a filha na escola por usar um “vestido curto”


A família ainda se diz chocada ao notar que a escola permitiu que o prêmio fosse entregue ao garoto autista , que também é não verbal. “Meu filho é um bom menino. Ele não é chato, garante Estella Castejon. “[Crianças com autismo] só querem ser amadas, elas querem apenas se divertir, ser tratadas como pessoas normais, só isso”, evidencia Rick.

Leia mais:  Noiva cria desafio matemático para que cada convidado descubra onde vai sentar

Fonte: IG Delas
Comentários Facebook
publicidade

Mulher

Jovem que tem seios grandes sonha com redução: “Traria minha vida de volta”

Publicado

por

A galesa Danielle Markerson tem 20 anos e sofre com os constantes incômodos no corpo causados pelos seios grandes. Ela teve até que abandonar o emprego como monitora por não suportar a dor e o peso das mamas, e luta para fazer uma cirurgia plástica de redução.

Leia também: Após 16 anos tingindo os cabelos brancos, mulher assume grisalho: “Sou livre”

jovem com seios grandes sonha com redução
Reprodução/Facebook/Danielle Markerson
Danielle Markerson relata os problemas causados pelos seios grandes e espera fazer cirurgia para redução


Danielle tentou reduzir a mama de maneira gratuita há dois anos e, novamente, em março de 2019. As duas solicitações foram recusadas pela NHS ( National Health Service ), órgão público de saúde do Reino Unido. Agora, a jovem quer arrecadar 6 mil libras – aproximadamente R$ 29,2 mil – para operar os seios grandes com um médico particular.

O incômodo é tanto que a galesa afirma ter dificuldade até para manter o equilíbrio do corpo. “O peso dos meus seios é irreal, e carregá-los é muito doloroso. Acho que eles poderiam pesar tanto quanto um bebê recém-nascido”, diz ela ao site The Sun .

Sem ajuda de órgãos públicos

As dores agudas a fizeram procurar ajuda gratuita, mas o tratamento não iniciou. Segundo ela, a justificativa dada pelos médicos é que “não haveria ajuda do NHS, porque eles não consideram uma coisa séria o suficiente para gastar dinheiro”.

Leia mais:  Lista com exigências bizarras para alugar imóvel chama atenção

A jovem relata que explicou que sofre com os danos nas articulações e os “furos” nos ombros, causados pelas alças dos sutiãs, mas os especialistas mantiveram a ideia de que a situação não é grave.

“Eles disseram que o NHS não vai financiar uma redução a menos que eu tenha sérios problemas de saúde. Eu senti que eles achavam que eu estava fazendo-os perder tempo”, desabafa Danielle.

Leia também: Nike usa manequins plus size em loja conceito de Londres e viraliza nas redes

Atenção indesejada

jovem com seios grandes sofre com olhares indesejados
Reprodução/Facebook/Danielle Markerson
Danielle desabafa sobre os olhares indesejados que os seios grandes atraem de pessoas na rua


Os seios grandes atraem olhares de inúmeras pessoas, em especial dos homens. “Eu tento usar roupas mais largas, mas não há nada que os esconda”, afirma. “Os meninos veem alguém com um peito como o meu como um símbolo de status para ter em seus braços”, complementa.

Em relação às mulheres, a galesa comenta que os olhares direcionados por elas são de julgamento. “As mulheres dizem para os namorados: ‘Olhe para os seios dela’ ou ‘olhe para o estado disso’. Eles olhavam para mim como se eu fosse um pedaço de terra”, pontua ela, definindo a situação como constrangedora.

“Eu sofri de ansiedade, estresse e depressão por causa dos meus seios. Minha confiança despencou porque tenho medo de ser julgada”, conta.

Leia mais:  Mulher mostra como limpar o fogão com dois produtos que você tem em casa

Esses casos eram ainda mais frequentes quando Danielle estava na fase da adolescência. “Caminhava para a escola com meu uniforme e os homens paravam e buzinavam, gritando para eu ir para casa com eles. A atenção que recebi foi nojenta”, declara a jovem.

Seios ainda maiores com a gestação

Amamentação não reduz tamanho dos seios
Reprodução/Facebook/Danielle Markerson
Mãe de Theo, de oito meses, Danielle esperava que a amamentação ajudasse a reduzir o tamanho dos seios


Danielle é a mãe do Theo, de apenas oito meses. Ela enfatiza que suas mamas aumentaram significativamente na gestação , assim como os incômodos no corpo. “Estar grávida significava que eu estava ainda mais desequilibrada. Meus joelhos continuaram cedendo e eu não conseguia me manter em pé”, diz.

Com a amamentação, a galesa esperava que os seios diminuíssem de tamanho, mas não foi o que aconteceu. Agora, Danielle precisa encomendar seus sutiãs para serem feitos sob medida, e desembolsa entre R$ 146 e R$ 195.

Mesmo com sutiãs especiais, ela relata que o peso é tão elevado que os ganchos dobram e o material da alça se deforma, o que a faz romper com facilidade.

Leia também: Blogueira abandona dieta e diz estar mais feliz “cheia de curvas”


O desejo de uma nova vida

A galesa avalia que a “única chance” para ter uma “vida sem dor” e sem julgamento é fazer uma cirurgia plástica : “Acho que isso traria minha vida de volta. Eu poderia voltar ao trabalho e sair confiante”. Ela afirma ainda que mulheres que gostariam de ter seios grandes não sabem como é o sofrimento: “Gostaria que tivessem por uma semana e depois contassem como se sentiram”.

Fonte: IG Delas
Comentários Facebook
Continue lendo

Mulher

Serviços à mesa: principais tipos e funcionalidades

Publicado

por

Ao chegar ao restaurante e se deparar com o garçom servindo os clientes com auxilio de um gueridón, você esta diante do serviço à inglesa indireto. Quando o prato escolhido para o jantar vem montado diretamente da cozinha, tem-se o serviço empratado. Durante um casamento ou formatura, é comum perceber a presença de garçons servido aperitivos, o chamado serviço volante. 

Leia também: Planejamento de recepções em casa: dicas práticas para receber os amigos

garçom
shutterstock
O serviço à mesa é a forma como será servida a refeição aos convidados e geralmente é executado por garçons

A todo tempo, nos deparamos com cenas do cotidiano em que os serviços à mesa se fazem presentes. É importante compreender o que significam e como são incorporados ao nosso dia a dia. 

O serviço à mesa é a forma como será servida a refeição aos convidados e geralmente é executado por garçons. 

1) Serviço à francesa 

 O serviço à francesa é o mais requitado e costuma ser utilizado em jantares formais. Nessa ocasião, o garçom se aproxima à esquerda do convidado e posiciona a travessa próxima ao prato, para que o próprio convidado se sirva. 

Por tratar-se de uma recepção formal, deve-se utilizar louças mais sofisticadas e montar a mesa com talheres, taças e utensílios exigidos para a recepção. 

2) Serviço à inglesa direto 

Esse é um serviço comum em diversos restaurantes brasileiros. Ocorre quando o garçom se aproxima do cliente pelo lado esquerdo, posiciona a travessa próxima ao prato e serve o alimento com auxilio de talheres ou alicates. 

3) Serviço à inglesa indireto 

Neste serviço, o garçom se aproxima do cliente pelo lado direito e serve o alimento , que, comumente fica localizado no gueridón, uma espécie de mesa ou  carrinho auxiliar. 

Leia mais:  Horóscopo do dia: previsões para 2 de junho de 2019

4) Serviço empratado 

O serviço empratado é um tipo de serviço muito comum também em restaurantes. Ocorre quando o prato selecionado pelo cliente vem montado diretamente da cozinha e servido pelo garçom pelo lado direito. Em restaurantes mais formais, o prato vem coberto pelo Cloche, uma espécie de cobertura dos pratos normalmente em inox e/ou prata. 

O serviço empratado tem sido a escolha também de muitas pessoas que curtem cozinhar e receber os amigos em casa. Para testar os dotes culinários, o anfitrião monta os pratos na cozinha e serve os convidados , caprichando na apresentação da comidinha. 

Leia também: Guia Básico da Mesa Posta: dicas de como montar o seu acervo

5) Serviço à americana 

O serviço à americana, também conhecido por estilo “buffet” é aquele serviço eleito para ocasiões que envolvem um número extenso de convidados. Nessa proposta, as comidinhas são servidas em uma mesa principal e os convidados ficam a vontade para servirem-se. 

Neste tipo de serviço as comidinhas podem ser servidas em uma mesa principal, no buffet, no aparador, no espaço gourmet de uma varanda, por exemplo. Por ser uma proposta mais descontraida, permite que todos consigam se servir e curtir a festinha. 

O ideal na hora de montar a mesa para servir à americana é utilizar umas das  extremidades da mesa para dispor os talheres, pratos e guardanapos. O convidado começa o “roteiro” retirando o prato, talher e guardanapo. Em seguida podem ser dispostos os frios, saladas e azeite; em seguida as guarnições (arroz, massas, farofa..) seguido das proteínas (carne, frango, peixe). 

Leia mais:  Após ser chamada de nojenta e feia, mãe consegue aceitar seu corpo pós-gravidez

Dispondo as comidinhas dessa forma, a mesa fica organizada e setorizada, facilitando o serviço. 

Uma dúvida muito comum nesse tipo de recepção é em relação a possibilidade de utilizar mais de um tipo de prato raso. Vai receber 30 pessoas em casa e não tem a quantidade idêntica de pratos rasos? Não tem problema. Busca os pratos que você tem e que combinam entre si para dispor à mesa. 

6) Serviço de travessas sobre à mesa 

Claro que nós brasileiros temos um serviço para chamar de nosso. Na verdade o serviço à brasileira, nada mais é do que dispor as travessas sobre a mesa, ou seja, as travessas com alimentos são trazidas da cozinha pelo garçom e posicionadas na mesa dos clientes e/ou convidados para que eles possam se servir. 

É o serviço mais comum nos lares brasileiros, em que é montada uma mesa posta com jogo americano, louça e talheres devidamente posicionados e as travessas são postas à mesa para que todos sirvam-se. 

7) Serviço volante 

O serviço volante é o mais comum em formaturas e casamentos. O garçom serve canapés e petiscos aos convidados para que possam degustar em pé ou próximos a mesas de apoio. 

Leia também: O que é mesa posta para você?


E você, conhecia as caracteristicas de cada um dos serviços à mesa ? Qual deles é o mais utilizado nas suas refeições em casa?

Fonte: IG Delas
Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

Mato Grosso

Política MT

Mais Lidas da Semana