conecte-se conosco


Policia Federal

PF traz para o Brasil pesquisador preso na Rússia com Ayahuasca

Publicado

Recife/PE – A Polícia Federal escoltou, de volta ao Brasil,  nesta quinta-feira (6/12), o professor e pesquisador paraibano, de 68 anos, que se encontrava preso na Rússia, desde agosto de 2016, por tráfico de drogas. A transferência dele ao Brasil aconteceu em função de um acordo bilateral entre os dois países.

No dia 31 de agosto de 2016, ele foi detido no Aeroporto de Moscou por carregar em sua bagagem quatro garrafas da Ayahuasca (Santo Daime). Sua condenação, por tráfico de drogas, a princípio, era de seis anos e meio de prisão. Depois, a sentença foi reduzida para três anos. Chegou a cumprir dois anos da pena, na Rússia.

Em setembro deste ano, as autoridades russas autorizaram a transferência do paraibano para cumprir o restante da pena no Brasil. Chegando ao Recife, ele ficará sob custódia, na Superintendência da Polícia Federal até a audiência na Justiça Federal, nesta sexta-feira (7/12), quando será determinado o restante do cumprimento da pena. O pedido para cumprir o resto da pena no Brasil foi feito pelo próprio professor, por seus familiares e pelo Ministério de Relações Exteriores.

De forma tradicional, a bebida conhecida como Santo Daime é utilizada em rituais indígenas. Ainda que tenha uso autorizado no Brasil, em cerimônias religiosas, o Ayahuasca é proibido na Rússia, isso por ter substâncias alucinógenas como a dimetiltriptamina (DMT), considerada ilegal pelas leis Russas. O pesquisador utilizava a bebida em cursos de uma terapia chamada “Frequência de Luz”, ministrados por ele. No tribunal, o professor alegou não saber da proibição do chá, na Rússia.

 

Leia mais:  Polícia Federal lança nova Carteira de Registro Nacional Migratório

Comunicação Social da Polícia Federal em Pernambuco

Contato: (81) 2137-4000

Comentários Facebook
publicidade

Policia Federal

Operação Pay Load apreende quase meia tonelada de pasta base de cocaína em Goiás

Publicado

por

Goiânia/GO – A Polícia Federal desencadeou na quarta-feira (15/5), com apoio da Força Aérea Brasileira e a Polícia Militar do Estado de Goiás, a Operação Pay Load, com o objetivo de desarticular célula criminosa especializada no tráfico de drogas internacional, resultando na apreensão de 464 kg de pasta base de cocaína.

A droga, oriunda da Bolívia, estava sendo transportada por um avião que pousou numa pista na região rural de Quirinópolis/GO. A abordagem policial foi procedida depois que a droga foi descarregada na pista de pouso, tendo o avião decolado logo em seguida. Houve troca de tiros. Acionada, a FAB interceptou e determinou o pouso obrigatório do avião no aeroporto municipal de Rio Verde/GO, onde equipe de Policiais Federais e Militares efetuaram a prisão do piloto e do copiloto.

Duas pessoas foram presas e autuadas em flagrante pelo crime de tráfico de drogas. Quatro veículos e uma aeronave, avaliada em R$ 800 mil, foram apreendidos.

 

Fonte: Polícia Federal
Comentários Facebook
Leia mais:  Operação Pay Load apreende quase meia tonelada de pasta base de cocaína em Goiás
Continue lendo

Policia Federal

PF combate a produção e divulgação de arquivos contendo abuso sexual infatojuvenil

Publicado

por

São Paulo/SP – A Polícia Federal deflagrou nesta sexta-feira (17/5), em uma cidade do interior do Estado de São Paulo e na capital, operação policial com a finalidade de identificar suspeitos de produzir e de distribuir na internet grande quantidade de arquivos contendo abuso sexual de crianças e adolescentes.

Iniciada em março deste ano, a investigação da Polícia Federal começou a partir de uma prisão feita no leste da Europa, de um casal de predadores sexuais que abusava de crianças da própria família, registrava em arquivos de imagens e vídeos, e compartilhava na internet, inclusive na Darkweb. Com a ajuda da Interpol e graças a um trabalho de cooperação policial internacional envolvendo Austrália, França e Brasil (URCOP/SRCC – unidade central da PF de combate a pornografia infantil), chegaram à PF informações sobre um casal brasileiro que aparece em um vídeo abusando sexualmente de um bebê.

Foram identificados dois locais onde possivelmente um dos vídeos foi produzido e enviado ao exterior pela internet. Também foram obtidos fortes indícios da identidade do suspeito estuprador da bebê. A pedido da PF, a Justiça Federal autorizou a realização de buscas domiciliares, bem como decretou a prisão preventiva do principal suspeito, um frentista de 33 anos.

Os investigados vão responder pela prática dos crimes previstos nos art. 217-A do Código Penal (pena de reclusão de 8 a 15 anos), art. 240 (pena de reclusão de 4 a 8 anos e multa), art, 241-A (pena de reclusão de 3 a 6 anos e multa) e art. 241-B (pena de reclusão de 1 a 4 anos e multa) do Estatuto da Criança e do Adolescente.

Leia mais:  Operação Pay Load apreende quase meia tonelada de pasta base de cocaína em Goiás

Será concedida entrevista coletiva, às 10h30, na Superintendência Regional da Polícia Federal em São Paulo/SP.

 

Fonte: Polícia Federal
Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

Mato Grosso

Política MT

Mais Lidas da Semana