conecte-se conosco


Policia Federal

PF prende passageiro por tráfico internacional de drogas

Publicado

Guarulhos/SP – A PF prendeu, no Aeroporto Internacional de São Paulo, um nigeriano tentando embarcar com droga oculta em voo internacional.

Na noite de quarta-feira (8), policiais federais, em fiscalização de rotina junto aos balcões de check-in em voo com destino a Serra Leoa, na África, abordaram um homem, de 48 anos, nacional da Nigéria, que havia sido beneficiado pela Lei do Refúgio no ano de 2018 e se encontrava na condição de residente, sendo submetido a entrevista.

Em razão das suspeitas levantadas após respostas evasivas e nervosismo, o homem foi levado à uma sala reservada para que policiais pudessem realizar uma inspeção em sua mala. Alguns objetos apresentavam um peso desproporcional.

O suspeito e sua mala foram conduzidos à sede policial para que, na presença de testemunhas, seus pertences fossem verificados mais detidamente. Peritos federais identificaram 10 kg de cocaína oculta em uma espécie de forro no interior de 4 edredons e 2 bolsas. O homem foi preso em flagrante.

O preso será conduzido ao presídio estadual, onde permanecerá à disposição da Justiça.

 

Comunicação Social da Polícia Federal no Aeroporto Internacional de São Paulo/Guarulhos


Contato: (11) 2445-2212

Fonte: Polícia Federal
Comentários Facebook
Leia mais:  PF prende jogador de futebol em Feira de Santana/BA

Policia Federal

PF prende casal portando cocaína no Aeroporto do Galeão

Publicado

por

Rio de Janeiro/RJ – Na última sexta-feira (17/1), em mais uma ação de combate ao tráfico internacional de drogas, a Polícia Federal prendeu em flagrante um casal que tentava transportar para o exterior droga escondida em sua bagagem.

O casal foi preso no momento em que tentava embarcar em voo para a França. Foram encontrados no fundo falso de duas malas mais de 4 kg de cocaína.

 

Comunicação Social da Polícia Federal no Rio de Janeiro


[email protected] | www.pf.gov.br
(21) 2203-4404 / 4405 / 4406 / 4407

Fonte: Polícia Federal
Comentários Facebook
Leia mais:  Operação Araticum cumpre mandados de busca e apreensão na fronteira com a Argentina
Continue lendo

Policia Federal

PF combate fraudes em títulos de terras públicas em Vitória da Conquista

Publicado

por

Vitória da Conquista/BA – A Polícia Federal deflagra nesta terça-feira (21/1) a OPERAÇÃO ARCAICO, que visa combater crimes relacionados a fraudes em títulos de propriedade de terrenos da União em Vitória da Conquista. Cerca de 20 policiais federais cumprem quatro mandados de busca e apreensão e cinco mandados de intimação nos municípios baianos de Salvador e em Vitória da Conquista.

A operação decorre de uma investigação iniciada em janeiro de 2019, quando a Polícia Federal tomou conhecimento de que um casal de ex-juízes de direito do Estado da Bahia, uma advogada e um corretor de imóveis estariam comercializando, como se donos fossem, terrenos que haviam sido destinados pela Secretaria de Patrimônio da União – SPU, para a construção das novas sedes da Delegacia de Polícia Federal em Vitória da Conquista, do Ministério Público do Trabalho e do Ministério do Trabalho e Emprego.

A fraude teve início em 2016, com a confecção de uma certidão falsa do 3º Tabelionato de Notas de Vitória da Conquista, que atestava a existência de uma suposta escritura pública de compra e venda da área em questão, datada de 1994, cujo livro havia sido extraviado. A partir dessa certidão, teria sido feito um registro imobiliário no 1º Ofício de Imóveis de Vitória da Conquista, em um livro que, coincidentemente, estaria totalmente danificado e ilegível, impossibilitando a sua verificação.

Os investigados conseguiram, então, em curto espaço de tempo, cancelar administrativamente a matrícula da propriedade da União e a partir daí o casal, a advogada e o corretor passaram a ameaçar algumas pessoas que ocupavam irregularmente a área, exigindo pagamentos em troca da manutenção de suas residências e negócios.

Leia mais:  PF deflagra 2ª etapa da Operação Serra Alta

Nesta fase do inquérito, os investigados foram indiciados pelos crimes de associação criminosa, estelionato, extravio de livro ou documento, prevaricação, falsidade ideológica, falsificação de documento público, extorsão e alienação ou oneração fraudulenta de coisa própria.


Outras informações poderão ser obtidas com a Comunicação Social da Delegacia de Polícia Federal em Vitória da Conquista no turno matutino.

 

Fonte: Polícia Federal
Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

Mato Grosso

Política MT

Mais Lidas da Semana