conecte-se conosco


Policia Federal

PF investiga crimes relacionados ao artefato explosivo encontrado no DF

Publicado

Brasília/DF –  A Polícia Federal e a Polícia Civil do Distrito Federal cumprem nesta segunda-feira (31/12) sete mandados de busca e apreensão no Distrito Federal, Goiás e São Paulo, na investigação que apura o  envolvimento de um grupo que reivindicou a confecção e o abandono de um artefato explosivo no Santuário Menino Jesus, em Brazlândia/DF, no último dia 24.

As investigações policiais prosseguem, sob segredo de justiça, para a apuração do crime de associação criminosa, além de outros ilícitos que possam a vir a ser identificados no decorrer das ações.

 

Divisão de Comunicação Social da Polícia Federal

Contato: (61) 2024-8142

 

Comentários Facebook
Leia mais:  Ação integrada apreende contrabando em Foz do Iguaçu
publicidade

Policia Federal

PF combate furto de veículos e carga em Minas Gerais

Publicado

por

Belo Horizonte/MG – Na manhã de hoje, 21/3, a Polícia Federal, com o apoio da Polícia Militar de Minas Gerais, deflagrou a Operação “Carga Suja II”, com o objetivo de desmantelar associação criminosa que atuava no furto/roubo de cargas e veículos na região de Congonhas e Conselheiro Lafaiete/MG.

Foram cumpridos três mandados judiciais de prisão preventiva e sete de busca e apreensão, além do bloqueio das contas bancárias dos investigados.

Os investigados responderão pelos crimes de furto qualificado e associação criminosa, cujas penas podem superar 10 anos de reclusão.

 

Fonte: Polícia Federal
Comentários Facebook
Leia mais:  Ação integrada apreende contrabando em Foz do Iguaçu
Continue lendo

Policia Federal

Operação Big Jhow investiga esquema de moeda falsa pelas redes sociais

Publicado

por

Cachoeiro de Itapemirim/ES – A Polícia Federal cumpriu na manhã de hoje (13/3) um mandado de prisão preventiva e dois mandados de busca (um deles em Ponta Porã/MS), relacionados à venda de moeda falsa via Facebook, Whatsapp e outras mídias sociais.

O principal investigado utilizava as redes sociais para anunciar a venda de moeda falsa. Ele já havia sido preso anteriormente pela Polícia Federal devido à prática do mesmo tipo de delito e responde a ação penal perante a Seção Judiciária de Cachoeiro de Itapemirim. Foram colhidos diversos elementos de prova indicando que, mesmo após ser solto sob liberdade provisória e respondendo a ação penal, o investigado continuava praticando o comércio de moeda falsa.

Foram apreendidos documentos e equipamentos de informática, que serão analisados a fim de apurar a identidade de todos os que adquiriram cédulas falsas do investigado.

Ao crime em questão é cominada pena de reclusão de 03 a 12 anos (art. 289 do Código Penal).

Fonte: Polícia Federal
Comentários Facebook
Leia mais:  PF fecha três rádios clandestinas no DF
Continue lendo

Polícia

Mato Grosso

Política MT

Mais Lidas da Semana