conecte-se conosco


Policia Federal

PF e PM/PR apreendem mais um trator de origem ilícita no sudoeste do PR

Publicado

Foz do Iguaçu/PR – Dando continuidade às investigações sobre a comercialização de tratores de origem ilícita na fronteira sudoeste que vêm sendo realizadas conjuntamente pela Polícia Federal e PM/PR, mais um trator foi localizado e apreendido na manhã desta sexta-feira (7/12).

A máquina havia sido furtada, no município de Ipaussu/SP, em fevereiro de 2017, e vendida a um agricultor da região sudoeste por uma empresa do ramo de máquinas e implementos agrícolas, sediada em Santo Antônio do Sudoeste/PR.


O trator apreendido hoje foi encaminhado para a Delegacia de Polícia daquela cidade, onde já se encontra outra máquina similar, apreendida no último dia 30/11, no pátio da mesma empresa, por apresentar problemas documentais.

As ações conjuntas da Polícia Federal com a Polícia Militar/PR já resultaram, somente neste ano de 2018, na prisão em flagrante de 51 pessoas e na apreensão de 33 tratores, 10 motocicletas e 48 armas de fogo.

 

 

Comunicação Social da Polícia Federal em Foz do Iguaçu

Contato: (45) 3576-5515

 

Comentários Facebook
Leia mais:  PF prende traficante que costurava coletes sob medida impregnados com droga
publicidade

Policia Federal

PF e MPF deflagram a 2ª fase da Operação Data Leak

Publicado

por

Cuiabá/MT – A Polícia Federal e o Ministério Público Federal deflagraram nesta quinta (21/2) a segunda fase da Operação Data Leak, que apura o comércio ilícito de bases de dados públicas sigilosas da DataPrev, Siape, Prefeituras e Exército.

Estão sendo cumpridos simultaneamente cinco mandados de prisão temporária e dez de buscas e apreensões, nas capitais dos estados de Paraná, Rio Grande do Sul, São Paulo e Rio de Janeiro. Um dos mandados de prisão se refere a funcionário da DataPrev do Rio de Janeiro, suspeito de prática de corrupção, violação de sigilo funcional e vazamento de dados sigilosos.


Na primeira fase dos trabalhos, ocorrida no dia 11/12/18, foram cumpridos outros sete mandados de prisão temporária e nove mandados de busca e apreensão, todos expedidos pela 5ª Vara Federal de Cuiabá.

O nome Data Leak faz referência ao vazamento de dados sigilosos que chegam ao poder de pessoas que praticam o comércio clandestino de informações financeiras e pessoais de funcionários públicos e segurados do INSS.

Os receptadores dos dados, por sua vez, comercializam as informações com escritórios de advocacia, contabilidade, financeiras e empresas de cobrança, dentre outras, auferindo expressivos lucros na transação.

A Polícia Federal apurou que essas empresas chegam a faturar mais de R$ 2 milhões por mês com o comércio dos dados públicos sigilosos. O Ministério Público Federal pretende obter o sequestro de bens que superam o valor de R$ 10 milhões. Na primeira fase foram apreendidos vários veículos de luxo pertencentes aos investigados.

Leia mais:  PF incinera drogas apreendidas em Alagoas

Os investigados estão sendo indiciados e responderão criminalmente por vazamento e receptação de dados públicos sigilosos, corrupção ativa e passiva, violação de sigilo funcional e participação em organização criminosa.

 

Comunicação Social da Polícia Federal no Mato Grosso

Contato: (65) 99284-8987

Fonte: Polícia Federal
Comentários Facebook
Continue lendo

Policia Federal

PF cumpre mandados em investigação do caso Marielle Franco

Publicado

por

Rio de Janeiro/RJ – A Polícia Federal cumpre hoje (21/2), na cidade do Rio de Janeiro/RJ,  oito mandados de busca e apreensão, expedidos nos autos da investigação que apura possíveis ações que estariam sendo praticadas com o intuito de obstaculizar as investigações dos homicídios de Marielle Franco e Anderson Gomes, ocorridos em 14/3/2018.

As medidas constituem fase intermediária de investigação de caráter sigiloso e foram autorizadas pela Justiça Estadual, após submetidas ao Ministério Público do Rio de Janeiro.


Em razão das circunstâncias do caso e necessidade efetiva de manutenção do sigilo das investigações em curso, não haverá qualquer manifestação da equipe encarregada dos trabalhos, até sua integral conclusão, quando serão informados os resultados diretamente ao Ministério Público e Poder Judiciário.

Ressalte-se que as investigações a cargo da Polícia Federal se restringem à identificação de entraves e obstáculos dirigidos à investigação dos crimes, estando a cargo dos órgãos de segurança do Estado do Rio de Janeiro a apuração da autoria, motivação e materialidade de tais eventos criminosos.

 

Comunicação Social da Polícia Federal no Rio de Janeiro

Contato: (21) 2203-4404 / 4405 / 4406 / 4407
E-mail: [email protected] (atendimento à imprensa)

Fonte: Polícia Federal
Comentários Facebook
Leia mais:  PF combate organizações criminosas especializadas em fraudes a licitações
Continue lendo

Polícia

Mato Grosso

Política MT

Mais Lidas da Semana