conecte-se conosco


Policia Federal

PF desarticula esquema de fabricação e venda de armas e munições em Roraima

Publicado

Boa Vista/RR – A Polícia Federal deflagrou nesta sexta-feira (13/12) a Operação K’daai Maqsin*, que tem o objetivo de desarticular organização criminosa que seria responsável pela fabricação ilegal de armas e munições que abasteceria garimpos, facções criminosas e outras atividades ilegais em Roraima. As investigações contaram com o apoio do Ministério Público do Estado de Roraima e da 1ª Brigada de Infantaria de Selva.

Mais de 80 policiais federais cumprem 10 mandados de prisão preventiva e 20 de busca e apreensão nos estados do Amazonas e Roraima. Os mandados foram expedidos pela Vara de Entorpecentes e Organizações Criminosas da Justiça Estadual de Roraima.

O inquérito policial foi instaurado após diligências constatarem que um galpão, localizado em Boa Vista/RR, poderia estar sendo utilizado como oficina para a fabricação e comercialização de armas de fogo e munições de forma irregular. Com o avanço das investigações, a PF identificou uma rede de armeiros irregulares que estariam operando no estado, inclusive contando com o apoio de um estabelecimento comercial familiar que operaria com aparente legalidade. Os indícios apontam que os principais suspeitos, além de abastecerem garimpos e outras atividades ilegais da região com os armamentos, operariam diretamente a exploração ilegal de ouro em terras indígenas.

Os principais crimes investigados são a participação em associação criminosa ou organização criminosa e o comércio ilegal de arma de fogo.

*O nome da operação faz referência a uma divindade maligna da cultura iacuta (turcomanos que habitam região próxima à Sibéria), K’daai Maqsin, que seria o ferreiro-chefe do submundo e associado às perversões da arte da forja.


 

Leia mais:  PF prende mulher com Skunk no Aeroporto Internacional de Fortaleza

Comunicação Social da Polícia Federal em Roraima
[email protected]
Contato: (95)3261-1500.

Fonte: Polícia Federal
Comentários Facebook

Policia Federal

Polícia Federal apreende cerca de 6 mil papelotes de cocaína em Macaé/RJ

Publicado

por

Rio de Janeiro/RJ – Na manhã desta terça-feira (28/01), a Polícia Federal, em ação conjunta com o 32º Batalhão de Polícia Militar, apreendeu cerca de 6 mil papelotes de cocaína na comunidade Nova Holanda em Macaé. 

Os policiais chegaram à droga, que estava escondida em uma caixa de alvenaria no interior de uma casa em construção na comunidade,  através de uma denúncia anônima. Não havia ninguém no local.

Após a conferência e pesagem, totalizou-se 7,4 quilos da droga. Todo material apreendido foi encaminhado para a Delegacia de Polícia Federal em Macaé para continuidade da investigação.

 

Comunicação Social da Polícia Federal no Rio de Janeiro

[email protected] | www.pf.gov.br


(21) 2203-4404 / 4405 / 4406 / 4407

Fonte: Polícia Federal
Comentários Facebook
Leia mais:  Operação Hórus faz novas apreensões no Paraná
Continue lendo

Policia Federal

PF prende foragido colombiano

Publicado

por

Belo Horizonte/MG – Nesta terça-feira (28/1), a Polícia Federal prendeu um fugitivo internacional, de nacionalidade colombiana, em cumprimento a mandado judicial de prisão, para fins de extradição, expedido pelo Supremo Tribunal Federal. O estrangeiro vinha se escondendo em Belo Horizonte e tinha contra si difusão vermelha da Interpol.

O preso, de 57 anos, integrava a lista de procurados internacionais da Interpol e estava foragido desde 1994, tendo sido posteriormente condenado na Colômbia a uma pena de 27 anos pelos crimes de estupro e homicídio de uma jovem numa cidade colombiana. O suspeito fugiu para o Brasil e, já em 1995, adquiriu documentos falsos, conforme comprovado em Laudo Pericial Papiloscópico da Polícia federal. Em Belo Horizonte, o fugitivo constituiu família e teve filhos brasileiros. Há indícios de que, durante todo esse tempo, o preso teria continuado a praticar crimes, usando sua identidade falsa, razão pela qual responde a inquérito policial na Superintendência de Polícia Federal em Minas Gerais.

Ao ser abordado por policiais federais, para cumprimento do mandando judicial de prisão, o homem apresentou uma Carteira Nacional de Habilitação falsa. Se for condenado no Brasil por esse crime, ele poderá cumprir até cinco anos de reclusão.

Após exames de corpo e delito, o preso foi conduzido para a penitenciária Nelson Hungria, onde aguardará sua extradição para cumprimento da pena na Colômbia.

Leia mais:  PF combate difusão de arquivos contendo exploração sexual de crianças

 

Comunicação Social da Polícia Federal em Minas Gerais

[email protected] | www.pf.gov.br


Contato: (31) 3330-5270

Fonte: Polícia Federal
Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

Mato Grosso

Política MT

Mais Lidas da Semana