conecte-se conosco

  • powered by Advanced iFrame free. Get the Pro version on CodeCanyon.


Policia Federal

PF deflagra 2ª fase da Operação Octopus para combater fraudes em benefícios previdenciários

Publicado

Curitiba/PR – A Polícia Federal deflagrou nesta terça-feira (11/6) a segunda fase da Operação Octopus, para combater fraudes em aposentadorias por idade, por tempo de contribuição e pensões por morte. O objetivo desta etapa foi apreender documentos relacionados às fraudes já constatadas na primeira fase da ação.

Nesta fase foram cumpridos dois mandados de busca e apreensão em Curitiba/PR e Paranaguá/PR. A Operação Octopus foi deflagrada em 14 de maio de 2019 e identificou que para obter os benefícios fraudulentos a organização criminosa criou mais de 800 vínculos empregatícios fictícios.

As investigações tiveram início em 2017, a partir de denúncias recebidas pela Coordenação-Geral de Inteligência Previdenciária e Trabalhista (CGINT) da Secretaria Especial de Previdência e Trabalho do Ministério da Economia. Durante a primeira fase a  CGINT estimou um prejuízo aproximado de R$ 3,7 milhões com o pagamento de 53 benefícios obtidos de forma fraudulenta.

Atualmente um dos principais operadores das fraudes está preso preventivamente e outro também teve a prisão preventiva decretada e está foragido e está sendo procurado pelos policiais federais.

Os investigados já identificados poderão responder pelos crimes de associação criminosa, estelionato e inserção de dados falsos em sistemas corporativos do governo federal, com penas que podem chegar a 20 anos de prisão.


 

***O nome Octopus foi escolhido em alusão aos tentáculos do polvo, assemelhando-se ao modus operandi utilizado pela organização criminosa para alcançar seus objetivos.

Leia mais:  Operação Onipresente investiga contratação irregular em Salto do Céu/MT

Fonte: Polícia Federal
Comentários Facebook
publicidade

Polícia

Tangaraense é preso com mais de uma tonelada de maconha em Mato Grosso do Sul

Publicado

 

Luan Rodrigues Honorato de Araújo, morador de Tangará da Serra foi preso na noite deste domingo, 15, na BR 463, entre Ponta Porã e Dourados (MS) com mais de uma tonelada de maconha.

A droga era transportada em um veículo Santa Fé com registro de furto/roubo, acobertado com placas frias de Campo Grande. O condutor do veículo, que estava acompanhado de um adolescente, desobedeceu ordem de parada, mas acabou alcançado, preso e o adolescente apreendido.  O adolescente utilizava uma carteira de habilitação em nome de um irmão que encontra-se preso em Mato Grosso.

Ao abordar o veículo a equipe da PRF constatou grande quantidade de maconha que pesada chegou a 1.121 quilos em 941 tabletes. A dupla contou ter viajado de ônibus de Cuiabá a Pedro Juan Caballero exclusivamente para buscar o veículo com a droga, pelo que receberia R$ 1.200 quando da entrega em Cuiabá.


Luan alegou ter sido “obrigado” a fazer a viagem, por estar devendo R$ 10 mil para a facção Comando Vermelho, dívida que afirma ser de drogas. Luan, que possui curso superior, foi encaminhado com a droga e veículo para a Polícia Civil de Ponta Porã e o adolescente para o Conselho Tutelar. O veículo era roubado em Fortaleza, Ceará. (Com informações MS em Foco)

Comentários Facebook
Leia mais:  Operação Singular desarticula grupo responsável por fraudes bancárias por meio da internet
Continue lendo

Policia Federal

PF deflagra 2ª fase da Operação Pacificação

Publicado

por

Cabedelo/PB – A Polícia Federal deflagrou nesta sexta-feira (13/9) a Operação PACIFICAÇÃO II, para dar continuidade à investigação referente aos roubos das agências dos Correios das cidades de Serra da Raiz/PB, em 6/6/2018, e Dona Inês/PB, em 28/6/2018.

A operação contou com a participação de 10 policiais federais, sendo realizado o cumprimento de três mandados de busca e apreensão em residências na cidade de Belém/PB. A ordem foi expedida pelo Juiz Federal da Vara de Guarabira/PB, após deliberação por parte do Tribunal Regional Federal da 5ª Região, na cidade de Recife/PE.


A Polícia Federal já havia cumprido mandado de prisão preventiva contra um dos indiciados, em 28/6/2019, dentro da mesma investigação, sendo essa fase chamada Operação PACIFICAÇÃO. Outro indiciado, entretanto, continuava foragido, sendo que um dos objetivos da PF na data de hoje foi o de localizá-lo.

 

Fonte: Polícia Federal
Comentários Facebook
Leia mais:  PF investiga esquema de contrabando de cigarros de origem estrangeira que funcionava em 3 estados
Continue lendo

Polícia

Mato Grosso

Política MT

Mais Lidas da Semana