conecte-se conosco


Policia Federal

PF combate a caça de animais silvestres

Publicado

Rio de Janeiro/RJ – A Polícia Federal, em conjunto com o Ministério Público Federal e o ICMBio, deflagrou nesta segunda-feira (2/12) a operação Prohibitus, com o objetivo de desmantelar uma associação criminosa voltada para a caça de animais silvestres na Reserva Biológica de Poço das Antas, localizada nos municípios de Silva Jardim e Casimiro de Abreu. Eles também atuavam na Reserva Biológica União e na Área de Proteção Ambiental da Bacia do Rio São João/Mico-Leão-Dourado, que engloba os dois municípios antes citados e ainda Silva Jardim e Rio Bonito.

Estão sendo cumpridos 18 mandados de busca e apreensão nas cidades de Casimiro de Abreu, Rio das Ostras, Macaé, Rio Bonito e Silva Jardim. Dezenas de cães de caça foram apreendidos e, até o momento, oito pessoas foram presas portando armas, pássaros e carne de animais silvestres abatidos. A ação contou com apoio do Batalhão de Operações com Cães – BAC e do 32º batalhão da Polícia Militar.

A investigação iniciou-se há 4 meses e comprovou a intensa atividade de caça que o grupo exerce nas citadas áreas, com o abate de dezenas de animais silvestres por semana para consumo próprio e para comercialização.

Os envolvidos poderão responder por crime ambiental, posse de arma de fogo de uso permitido e crime ambiental.

 

  

Comunicação Social da Polícia Federal no Rio de Janeiro

[email protected] | www.pf.gov.br

(21) 2203-4404 / 4405 / 4406 / 4407

Comentários Facebook

Policia Federal

PF efetua prisão de suspeito de praticar crime sexual

Publicado

por


.

Dionísio Cerqueira/SC – Nesta sexta-feira, 5/6, a Polícia Federal deu cumprimento a mandados de prisão preventiva e de busca e apreensão, expedidos pelo Juízo Federal de Chapecó/SC, em desfavor de um homem residente em São Miguel do Oeste/SC, tendo em vista indícios da prática de crime sexual contra pessoa vulnerável.

O suspeito foi preso recentemente pela Polícia Civil de São Miguel do Oeste/SC pela posse de material contendo pornografia infantil, ocasião em que foram apreendidos equipamentos de informática em seu poder, que posteriormente foram encaminhados à Polícia Federal para continuidade da investigação. 

Na perícia desses equipamentos, foram encontrados indícios de que o suspeito teria praticado atos libidinosos com menor de idade. 

Na data de hoje, além da prisão do suspeito, foram apreendidos equipamentos de informática e um telefone celular, os quais podem conter outras provas do ilícito investigado, razão pela qual serão submetidos a exames periciais. 

O crime de estupro de vulnerável é previsto no art. 217-A do Código Penal, com pena prevista de 8 a 15 anos de reclusão.  

As ações contaram com o apoio da Polícia Civil de São Miguel do Oeste/SC.

 

Delegacia de Polícia Federal em Dionísio Cerqueira

[email protected]| www.pf.gov.br

Contato: (49) 3644-6300

Comentários Facebook
Continue lendo

Policia Federal

Polícia Federal prende, mais uma vez, empresário acusado de desvios na saúde do Rio

Publicado

por


.

Rio de Janeiro/RJ – Na quinta-feira, 4/6, a Polícia Federal deu cumprimento a mandado de prisão preventiva expedido pela 7ª Vara Federal Criminal do Rio de Janeiro/RJ.

O homem foi preso em sua residência e, após a adoção das formalidades na Superintendência Regional no Rio de Janeiro, foi encaminhado ao estabelecimento prisional.

Ele já havia sido preso no bojo da Operação Fratura Exposta, a qual foi deflagrada pela PF em abril de 2017 e visava acabar com um esquema de fraudes na compra de próteses para o Instituto Nacional de Traumatologia e Ortopedia e Secretaria Estadual de Saúde do Rio de Janeiro. Além de ter sido alvo também nas Operações Ressonância e SOS, deflagradas em julho e agosto de 2018.

O empresário que foi novamente preso coordenaria, com o então Secretário de Saúde do Estado do Rio de Janeiro, o direcionamento de contratações de material hospitalar num esquema milionário de desvio de recursos públicos.

O investigado havia sido solto por decisão anterior monocrática do STF, em sede de Habeas Corpus, e cumpria medidas cautelares diversas da prisão. Por meio de decisão colegiada da 2ª Turma do STF, foi determinada novamente a prisão preventiva do acusado.

 

Comunicação Social da Polícia Federal no Rio de Janeiro

Contato: (21) 2203-4404/ 2203-4405 / 2203-4406

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

Mato Grosso

Política MT

Mais Lidas da Semana