conecte-se conosco


Policia Federal

PF apreende quase 20 kg de cocaína no Aeroporto de SP

Publicado

Guarulhos/SP – A Polícia Federal prendeu, entre os dias 11 e 12/12, três passageiros tentando levar quase 20 kg de cocaína para a Europa e África.

Servidores da Receita Federal que atuavam nos canais de inspeção, na quarta-feira (11), selecionaram um passageiro que havia perdido o voo com destino a Madri, na Espanha, e submeteram sua bagagem ao aparelho de raio-x, momento em que perceberam três grandes volumes contendo material suspeito. O homem, nacional da Lituânia, de 36 anos, não soube explicar o motivo pelo qual perdeu o voo, apesar de ter feito todo o procedimento migratório com tempo suficiente para o embarque. A PF foi acionada e os policiais conduziram o homem à delegacia para que o material suspeito fosse periciado. Os peritos federais identificaram a substância contida nos nove tabletes prensados como cocaína, cujo peso somou 9 kg. O homem foi preso em flagrante.

Já nesta quinta-feira (12), servidores da Receita Federal que atuam com o auxílio de cães farejadores identificaram, nos porões de bagagens, após a indicação dos animais, duas malas suspeitas que seguiriam em voo com destino a Addis Ababa, na Etiópia. Acionados, os policiais localizaram seus proprietários no portão de embarque e os conduziram à sede policial para acompanhar a realização de perícia nos materiais suspeitos. Dentro da mala de um passageiro, de 29 anos, nacional de Serra Leoa e que ingressou no país em 2016 sendo portador de visto permanente, havia oito álbuns de figurinhas infantis, cujas capas continham cocaína, totalizando 4 kg da droga. Na outra mala, pertencente a uma venezuelana, de 47 anos e que pretendia desembarcar em Maputo, no Moçambique, havia quase 6 kg de cocaína ocultos dentro de dois cartuchos de toner.

Os presos serão conduzidos aos presídios estaduais, onde permanecerão à disposição da Justiça.

Entre janeiro e dezembro de 2019, as apreensões de drogas já somam quase 2.000 quilos, o que configura um novo recorde no Aeroporto Internacional de São Paulo, em Guarulhos. As ações resultaram na prisão de mais de 300 pessoas.

 

 

 

Comunicação Social da Polícia Federal no Aeroporto Internacional de São Paulo/Guarulhos

Contato: (11) 2445-2212

Comentários Facebook

Policia Federal

Polícia Federal extradita libanês suspeito de crime de falsidade ideológica

Publicado

por


.

Brasília/DF – A Polícia Federal realizou na manhã desta sexta-feira (17/07) a extradição de um nacional libanês ao Paraguai.

O extraditado foi preso em território brasileiro em 2018 pelo crime de falsidade ideológica, em razão de ordem de captura internacional da INTERPOL, e teve sua extradição para o Paraguai deferida pelo Supremo Tribunal Federal.

O extraditado estava preso na Superintendência Regional da PF em Curitiba desde setembro de 2019 e, na manhã de hoje, foi levado de helicóptero para a cidade de Foz do Iguaçu/PR onde foi entregue às autoridades paraguaias na Ponte Internacional da Amizade.

Divisão de Comunicação Social da Polícia Federal
E-mail: [email protected]
Telefone: (61)20248142

 

Comentários Facebook
Continue lendo

Policia Federal

Operação Bertholletia desarticula esquema de exploração ilegal de madeira em área de preservação florestal

Publicado

por


.

Porto Velho/RO – A Polícia Federal deflagrou, na manhã desta sexta-feira (17/7), a Operação Bertholletia, em Rondônia. Trata-se de ação ostensiva realizada nesta data, no contexto das ações da “Operação Verde Brasil 2” e em decorrência de investigação da Polícia Federal na “Operação Inimigos da Tora”, realizada no mês de maio de 2020, visando a prisão e desarticulação de organização criminosa dedicada à exploração ilegal de madeira da área de preservação da Floresta Nacional do Jacundá, em especial na região da Vila Nova Samuel, distrito de Candeias do Jamari/RO.

Policiais federais deram cumprimento a oito mandados de prisão preventiva e a oito mandados de busca e apreensão, todos expedidos pela 3ª Vara da Justiça Federal em Porto Velho/RO.

 As investigações tiveram início com o desmatamento e furto de madeira da Floresta Nacional do Jacundá, sendo que os mandados estão sendo cumpridos em face de organização criminosa ali instalada, que opera na extração ilegal de madeira, praticando ainda falsificação de créditos florestais a fim de dar aparência lícita a tais recursos naturais.

Após a primeira fase da operação, que contou com o apoio do Exército, ICMBio, SEDAM/RO e Polícia Militar Ambiental/RO, e teve como foco as pessoas jurídicas (madeireiras) da região, da análise de celulares e documentos apreendidos resultou a identificação de pessoas físicas que lideram o grupo da extração ilegal da FLONA Jacundá e o transporte da madeira (“toreiros”).

Os presos serão ouvidos na sede da Polícia Federal e responderão pelos crimes de organização criminosa, extração ilegal e furto de madeira, falsidade ideológica, inserção de dados falsos e lavagem de capitais.

 

 

Comunicação Social da Polícia Federal em Rondônia/RO

Contato: (69) 3216-6242

 

*** O termo “Bertholletia” é o nome científico da árvore Castanheira, cuja extração e comercialização é vedada, mas que foi encontrada nos pátios de diversas madeireiras alvo de buscas da primeira etapa da operação.

 

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

Mato Grosso

Política MT

Mais Lidas da Semana