conecte-se conosco

  • powered by Advanced iFrame free. Get the Pro version on CodeCanyon.


Mato Grosso

Peritos realizam simulação de local de crime para estudantes do Ensino Médio

Publicado

Peritos criminais da Politec participaram do encerramento da atividade eletiva de Biologia Forense, da Escola Estadual Honório Rodrigues Amorim, em Várzea Grande, na manhã desta quarta-feira (12.06). Os profissionais apresentaram para 80 estudantes do 1º e 3º ano do Ensino Médio a estrutura organizacional e as atribuições das carreiras que compõem a instituição.

Em seguida, os alunos acompanharam uma simulação de local de crime, onde os peritos explicaram como são feitos os levantamentos dos vestígios e amarrações para a compreensão da dinâmica e análise dos elementos que levarão à autoria de um crime. Na simulação, um boneco, representando um cadáver, foi colocado na cena que se situava dentro de uma residência. Ao longo da atividade, e conforme os vestígios eram levantados e revelados, concluiu-se que se tratava de um suicídio.

Foram realizadas demonstrações sobre revelação de manchas de sangue, trajetória de disparo de armas de fogo, balística forense, revelação de impressões digitais, identificação de entorpecentes, exame grafotécnico e exame perinecroscópico.

Conforme os profissionais, a visita tem por objetivo divulgar a instituição além de conscientizar os estudantes sobre a importância da preservação dos vestígios de cenas de crime.

De acordo com a professora de Biologia, Fernanda Martins Lopes, a simulação foi essencial para a fixação dos conhecimentos apresentados em teorias na sala de aula. “Os peritos vieram apresentar as teorias que já foram lecionadas em sala de aula, atendendo a proposta de interdisciplinaridade trabalhada pela Escola Plena. Ao longo da disciplina optativa os alunos aprenderam como se coleta e como é feito o levantamento dos vestígios”, citou.


A atividade foi realizada pelos peritos oficiais criminais Jaime Trevizan Teixeira, Luis Carlos Shibassaki Figueiredo, e Thiago Francisco Zys e faz parte do projeto ComCiência, desenvolvido pela Politec. O projeto busca oferecer experiências práticas de ciência do cotidiano, para despertar nos alunos do ensino básico o gosto pelo conhecimento científico, ao mesmo tempo em que demonstra os fundamentos do trabalho desenvolvido pela Politec no serviço de Perícia Criminal e Identificação Técnica, criando um espaço para discutir a cidadania por meio de temas transversais.

Leia mais:  Taques decreta luto de três dias por morte de procurador

Fonte: GOV MT
Comentários Facebook
publicidade

Mato Grosso

Corpo de jovem de Diamantino desaparecido há uma semana é encontrado em Campo Novo do Parecis

Publicado

O corpo de um adolescente de 16 anos, foi encontrado no início da noite deste domingo (22) em uma área de mata, há cerca de 28 quilômetros da cidade de Campo Novo do Parecis.

Foto: Arquivo pessoal

A suspeita é que a vítima, tenha sido assassinado a tiros. Segundo a mãe dele, a família mora em Diamantino, e procurava por Gabriel Siqueira Machado, desde a manhã do dia 16 de setembro, quando ele fez o último contato com a mãe e declarou que estaria sendo ameaçado. O jovem teria comunicado a família que iria para Campo Novo do Parecis, visitar um amigo.

Os peritos em criminalística estiveram no local para os procedimentos de análise técnica e liberação do corpo. As investigações sobre a autoria do crime ficarão sob responsabilidade da Polícia Civil de Campo Novo do Parecis. A previsão é que o corpo de Gabriel seja velado e enterrado, nesta terça-feira (24), em Diamantino.


 

 

 

 

 

 

 

 

Da Redação com informações Atual MT

 

Comentários Facebook
Leia mais:  Nota – Emissão de Guias Florestais
Continue lendo

BemRural

Primavera começa com temperaturas acima da média e pouca chuva, aponta Inmet

Publicado

primavera começou nesta segunda-feira (23), às 4h50, e a previsão é que a estação chegue com temperaturas acima da média climatológica e poucas chuvas na maior parte do país, de acordo com o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet).

Foto: DS

Os termômetros deverão registrar temperaturas de 1°C a 1,5°C acima da média – isso significa ter dias com temperaturas bem altas, e outros com temperaturas mais baixas ou dentro da média, o que na variação entre os três meses chega à elevação prevista, afirma o chefe da previsão do tempo do Inmet, Francisco de Assis Diniz.


Chuva na primavera

A primavera deverá ter menos chuvas do que o normal para a estação, de acordo com Diniz. Em Goiás, parte do Mato Grosso e em Minas Gerais, as chuvas deverão ser irregulares e um pouco abaixo da média climatológica. A estação se estende até o dia 22 de dezembro, quando começa o Verão, à 1h19.

Fim do inverno com recorde de calor

Na segunda-feira (16), Cuiabá chegou a registrar a maior temperatura em 108 anos – foram 42,3°C. Desde 1911 até agora, o último recorde foi de 42,2°C, em 1940.

Fonte: G1

Comentários Facebook
Leia mais:  Produtores de Mato Grosso protestam contra imposto sobre o milho em Cuiabá
Continue lendo

Polícia

Mato Grosso

Política MT

Mais Lidas da Semana