conecte-se conosco


Turismo

PASSEIO EM SÃO PAULO: MERCADO MUNICIPAL

Publicado

Por, Bárbara Fava, jornalista.

O Mercado Municipal de São Paulo, o famoso Mercadão, é grandioso até no nome. Um dos pontos turísticos mais conhecidos da cidade, não é só colorido pelas frutas. Ele é colorido também pela diversidade de pessoas que passam por lá, principalmente pelos turistas de todo o mundo.

Quando você for conhecer, antes de entrar, repare na arquitetura majestosa ao lado de fora. O mercado foi construído em 1926, pelo famoso arquiteto Francisco Ramos de Azevedo, e inaugurado em 1933 às margens do rio Tamanduateí. Ele fica na região central, próximo a rua 25 de Março. Por isso, quando você for fazer este passeio se programe para ir também às compras no entorno.

São 12.600 metros quadrados de área construída com 290 boxes que disponibilizam desde carnes e peixes até especiarias. Os empórios vendem vinhos, azeites importados e azeitonas de todos os tamanhos. Por dia, cerca de 350 toneladas de alimentos movimentam o estabelecimento. E são as frutas que chamam atenção! Têm frutas comuns e frutas raras. Os atendentes querem que você experimente um pouco de tudo e são bem simpáticos. Dá também para aprender muito sobre as frutas, já que eles explicam um pouco sobre as suas origens, sobre os seus diferentes sabores e texturas.

Para almoçar, você já deve ter ouvido falar dos tradicionais sanduíches de mortadela e dos pastéis de bacalhau. Os vários restaurantes no local oferecem essas duas receitas tanto na parte de baixo tanto na parte de cima, no mezanino. Só fique atento com o preço. Por serem pratos famosos, não é nada barato!

Leia mais:  Vereador sugere a instalação de um letreiro turístico em Tangará da Serra

Você matogrossense, quando for visitar o Mercadão fique atento também aos detalhes. Os vitrais coloridos são obras de arte que não podem passar despercebidos. Criados pelo artista Russo Conrado Sorgenicht Filho, responsável também pelos vitrais da catedral da Sé e de outras 300 igrejas brasileiras, os vitrais retratam o homem do campo no seu trabalho: colhendo café, cuidando do gado e transportando alimentos.

Para ver o dia a dia dos feirantes e entender melhor como funciona no mercado, prefira ir em dia da semana, pois sábado e domingo fica tudo muito cheio. Se você quer ter uma experiência diferente, vá durante a madrugada. Nesse período, é possível ver os caminhões de verduras chegando e os comerciantes negociando entre si. Por tudo isso e por outras, o Mercado Municipal tem que estar na sua listinha de lugares para conhecer na capital paulistana!

Comentários Facebook
publicidade

Tangará da Serra

Motociclista tenta ultrapassar e colide de frente com carro na Vila Goiânia

Publicado

Uma motocicleta e um carro de passeio colidiram de frente na tarde desta sexta-feira (17), na Rua 26, Bairro Vila Goiânia em Tangará da Serra.

Segundo testemunhas a moto ocupada por dois passageiros, trafegava na mão direita da via, quando na subida da Vila Goiânia, ao tentar ultrapassar uma caminhonete, o condutor perdeu o controle da direção e colidiu contra o veículo que vinha no sentido contrário.

Socorridos pelo SAMU, as vítimas estavam conscientes e orientadas, porém, foi constado que um dos pacientes fraturou a perna e o outro, se queixava de dores, teve lesões na face e possível fratura nas pernas. Ambos foram encaminhados à Unidade de Pronto Atendimento (UPA), para a realização de exames e avaliações da equipe médica.

Comentários Facebook
Leia mais:  Busão do Noel encerra passeios com cerca de 15 mil embarques
Continue lendo

Tangará da Serra

Vereador sugere a instalação de um letreiro turístico em Tangará da Serra

Publicado

Um projeto de indicação do Poder Legislativo, sugere a instalação de um letreiro turístico em Tangará da Serra.

A sugestão foi apresentada outras duas vezes, em fevereiro e setembro do ano passado. Foto: Assessoria Câmara Municipal

O vereador Professor Sebastian (PSB), indicou à Secretaria Municipal de Turismo a construção de um letreiro com os dizeres: “Eu Amo Tangará”. O vereador sustenta que a ideia é escolher o melhor projeto artístico em um ponto ainda a ser definido, embora proponha para a área central. “Em muitos lugares do Brasil existem letreiros que se tornam cartões postais e são tão populares quanto os monumentos construídos em locais públicos. Slogans como “Eu amo Brasília”, “Eu amo Natal”, “Eu amo Aracaju”, entre outros, foram instalados em pontos estratégicos e atraem munícipes e turistas para a realização de registros fotográficos”, explica o vereador.

A indicação foi apresentada outras duas vezes, em fevereiro e setembro do ano passado. Não há um orçamento determinado, embora, obras deste perfil, fiquem na faixa de R$40 mil. Os letreiros costumam ter entre 1,70 a 1,80 de altura e são confeccionados em metal ou concreto.

Em Tangará da Serra, alguns pontos são cogitados para a instalação do monumento, por exemplo, a Praça da Bíblia, Bosque Municipal e Memorial dos Pioneiros. A Secretaria de Turismo, não descarta a possibilidade, porém, alerta que devido a outras demandas, não é possível inserir ao orçamento do Município, a instalação do letreiro neste ano.

Leia mais:  Passeio em São Paulo: PARQUE IBIRAPUERA

 

 

 

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

Mato Grosso

Política MT

Mais Lidas da Semana