conecte-se conosco


Mato Grosso

Parceria entre Governo e setor produtivo é fundamental para o combate aos incêndios

Publicado


.

O Governo do Estado tem atuado de forma integrada com o setor produtivo para combater os incêndios e queimadas ilegais em Mato Grosso. A parceria é fundamental, segundo o presidente do Sistema Famato, Normando Corral, uma vez que os produtores também têm interesse em combater os incêndios para proteger as propriedades.

“As queimadas são um problema que não podem ser dissociados, Governo e produtores. Cada um tem que fazer a sua parte. Tanto na pecuária, quanto na agricultura, há muito tempo que o fogo deixou de existir, não podemos ter incêndios, e é nosso interesse proteger nossas propriedades, combatendo os incêndios em parceria com os órgãos públicos estaduais”, afirmou Corral.

De acordo com ele, a parceria entre Governo e produtores também facilita o acesso das equipes de combate às queimadas em locais distantes e de pouca acessibilidade. “Essa proximidade é necessária e útil, para garantir os recursos e equipamentos de combate aos incêndios”, completou o presidente do Sistema Famato.

Corral ainda contou que os produtores têm acesso a capacitações para prevenção e combate aos incêndios, principalmente, no período de seca. “Sabemos que o fogo causa muitos prejuízos. Então o entendimento que temos junto à Secretaria de Meio Ambiente é que o produtor é um aliado, principalmente, dos Bombeiros, pois não somos especializados no combate às queimadas”.

A secretária de Meio Ambiente, Mauren Lazzaretti, afirmou que a principal meta do Governo é orientar os produtores e evitar que os crimes ambientais ocorram. Ela reforçou que as parcerias entre setor produtivo, Governos Federal e do Estado fazem a diferença para uma resposta rápida no combate às queimadas.

“Estamos, por exemplo, atuando fortemente no Pantanal para que o controle dos incêndios no local possa ser feito o mais rapidamente possível. Essas parcerias nos possibilitaram implementar as ações corretivas e diminuir em 75% os focos de calor e de incêndios florestais na região”, concluiu ela.

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook

Mato Grosso

Apenas o município de Sorriso está com risco alto de contaminação de Covid-19 em Mato Grosso

Publicado

por


.

A Secretaria Estadual de Saúde (SES-MT) divulgou nesta segunda-feira (17.08) o Boletim Informativo n°162 com o panorama da situação epidemiológica da Covid-19 em Mato Grosso.

O documento mostra (a partir da página 6) que o município de Sorriso continua classificado com “risco “alto” para o novo coronavírus.

Ainda de acordo com informações contidas no boletim, 16 municípios estão na classificação de risco “moderado” para a disseminação do coronavírus. São eles: Cuiabá, Lucas do Rio Verde, Rondonópolis, Várzea Grande, Primavera do Leste, Barra do Garças, Cáceres, Tangará da Serra, Mirassol D’Oeste, Campo Novo do Parecis, Paranatinga, Sapezal, Alta Floreta, Barra do Bugres, Nova Ubiratã e Nova Nazaré.

Outros 124 municípios estão na classificação “baixo”, indicado pela cor verde e não apresentam grandes riscos de contaminação. Nenhuma cidade de Mato Grosso foi classificada com risco “muito alto”, indicado pela cor vermelha.

Veja a tabela de classificação de risco por município

 

Recomendações e cuidados

– Evitar contato próximo com pessoas que sofrem de infecções respiratórias agudas;

– Usar máscara quando sair de casa;

– Evitar aglomerações;

– Lavar as mãos frequentemente com água e sabão por pelo menos 20 segundos. Se não houver água e sabão, usar um desinfetante para as mãos à base de álcool;

– Evitar tocar nos olhos, nariz e boca com as mãos não lavadas;

– Evitar contato próximo com pessoas doentes. Ficar em casa quando estiver doente;

– Cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar com um lenço de papel e jogar no lixo;

– Limpar e desinfetar objetos e superfícies tocados com frequência.

 

 

 

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook
Continue lendo

Mato Grosso

Segunda-feira (17): Mato Grosso registra 74.770 casos e 2.416 óbitos por Covid-19

Publicado

por


.

A Secretaria de Estado de Saúde (SES-MT) notificou, até a tarde desta segunda-feira (17.08), 74.770 casos confirmados da Covid-19 em Mato Grosso, sendo registrados 2.416 óbitos em decorrência do coronavírus no Estado. 

Foram registradas 1.655 novas confirmações de coronavírus no Estado. Dos 74.770 casos confirmados da Covid-19 em Mato Grosso, 19.363 estão em monitoramento e 52.991 estão recuperados.

Entre casos confirmados, suspeitos e descartados para a Covid-19, há 283 internações em UTIs públicas e 291 em enfermarias públicas. Isto é, a taxa de ocupação está em 73,09% para UTIs adulto e em 32,92% para enfermarias adulto.

Dentre os dez municípios com maior número de casos de Covid-19, estão: Cuiabá (15.355), Várzea Grande (5.955), Rondonópolis (4.982), Lucas do Rio Verde (3.822), Sorriso (3.742), Tangará da Serra (3.302), Sinop (2.713), Primavera do Leste (2.327), Nova Mutum (1.691) e Campo Novo do Parecis (1.458).

A lista detalhada com todas as cidades que já registraram casos de coronavírus em Mato Grosso pode ser acessada por meio do Painel Interativo Covid-19, disponível neste link.

Os dados ainda apontam que um total de 68.074 amostras já foram avaliadas pelo Laboratório Central do Estado (Lacen-MT) e que, atualmente, restam 924 amostras em análise laboratorial.

Cenário nacional

No último domingo, o Governo Federal confirmou 3.340.197 casos da Covid-19 no Brasil e 107.852 óbitos oriundos da doença. No levantamento do dia anterior, o país contabilizava 107.232 óbitos e 3.317.096 casos confirmados de pessoas infectadas pelo coronavírus.

Até o fechamento deste material, o Ministério da Saúde não divulgou a atualização desta segunda-feira (17).

Recomendações

Atualmente, não existe vacina para prevenir a infecção pelo novo coronavírus. A melhor maneira de prevenir a infecção é evitar ser exposto ao vírus. Os sites da SES e do Ministério da Saúde dispõem de informações oficiais acerca do novo coronavírus. A orientação é de que não sejam divulgadas informações inverídicas, pois as notícias falsas causam pânico e atrapalham a condução dos trabalhos pelos serviços de saúde.

O Ministério da Saúde orienta os cuidados básicos para reduzir o risco geral de contrair ou transmitir infecções respiratórias agudas, incluindo o novo coronavírus. Entre as medidas estão:

– Lavar as mãos frequentemente com água e sabão por pelo menos 20 segundos. Se não houver água e sabão, usar um desinfetante para as mãos à base de álcool;

– Evitar tocar nos olhos, nariz e boca com as mãos não lavadas;

– Evitar contato próximo com pessoas doentes;

– Cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar com um lenço de papel e jogar no lixo;

– Limpar e desinfetar objetos e superfícies tocados com frequência.

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

Mato Grosso

Política MT

Mais Lidas da Semana