conecte-se conosco


Política Nacional

Padrinho de casamento de Carla Zambelli, Moro elogia deputada: “guerreira”

Publicado

source
homem sorrindo e mulher vestida de noiva atrás dele arrow-options
Twitter/Reprodução

Moro falou no casamento de Carla Zambelli

A deputada federal Carla Zambelli (PSL) utilizou as redes sociais na madrugada deste sábado (15) para agradecer ao ministro Sergio Moro pelo discurso proferido como padrinho do casamento dela, realizado em Brasília na noite da sexta-feira (14).

Nas imagens com cortes, em pouco mais de um minuto Moro elogia a deputada Zambelli , que firmou relação com o Coronel Aguiar. Ele fala que poucas pessoas teriam a coragem de lutar pelo Brasil nas ruas como ela fez e diz que nem mesmo ele sabe se faria isso. “É uma guerreira, sem formação de policial militar, mas mereceria uma medalha de caveira honorária”, afirmou Moro.

Leia também: Com voto da oposição, Conselho de Ética arquiva denúncia contra Carla Zambelli

Visivelmente emocionada, a deputada ri e abraça o padrinho de casamento. Em poucas horas, o vídeo alcançou mais de 50 mil visualizações no Twitter, dividindo opiniões com críticas e elogios a Sergio Moro.

Segundo a jornalista Monica Bergamo, da Folha de S.Paulo , outros nomes do governo marcaram presença no casamento de Zambelli . Entre eles, a secretária da Cultura Regina Duarte e o ministro da Educação, Abraham Weintraub.

Fonte: IG Política
Comentários Facebook

Política Nacional

Crivella divulga vídeo que de apoio a Bolsonaro e fala em “perseguição”

Publicado

por

source
Marcelo Crivella e Jair Bolsonaro arrow-options
Marcos Corrêa/PR

Marcelo Crivella e Jair Bolsonaro

O prefeito do Rio de Janeiro , Marcelo Crivella (PRB), divulgou no início da noite desta sexta-feira (28) um vídeo em suas redes sociais em apoio ao presidente Jair Bolsonaro . “Quero deixar aqui explícito o meu total apoio e solidariedade ao presidente Jair Messias Bolsonaro que, assim como eu, tem sofrido tantas perseguições por parte da mídia”, disse Crivella na publicação.

Conforme revelou o site BR Político, do jornal O Estado de S. Paulo , o presidente usou seu celular pessoal para disparar, por meio do WhatsApp, um vídeo que convoca a população a sair às ruas, no dia 15 de março, contra o Congresso e o Supremo Tribunal Federal (STF). A manifestação anti-Congresso e a favor do governo Bolsonaro tem sido articulada por grupos de direita, autointitulados “conservadores e patriotas”.

Leia também: Disparo de vídeo por Bolsonaro pode chegar ao Supremo, diz ministro do STF

Bolsonaro não negou o envio dos vídeos via aplicativo, mas alegou que “troca mensagens de cunho pessoal, de forma reservada”. Na ocasião, diversos políticos reagiram à ação do presidente.

Depois da repercussão negativa, Bolsonaro que sua equipe ministerial não se manifestasse sobre o ato nem comparecesse a ele. O objetivo é fazer com que o clima de tensão do Planalto com o Legislativo e o Judiciário diminua.

Fonte: IG Política
Comentários Facebook
Continue lendo

Política Nacional

Governador do Ceará propõe emenda à Constituição que proíbe anistia a policiais

Publicado

por

source
Camilo Santana arrow-options
Divulgação

Camilo Santana, governador do Ceará

O governador do Ceará , Camilo Santana (PT), enviou à Assembleia Legislativa do estado uma proposta de emenda à Constituição que proíbe concessão de qualquer tipo anistia a policiais militares que fazem motins . O Ceará passa por uma crise na segurança e essa é a principal demanda dos policiais para que eles voltem a trabalhar. Apesar do pedido dos agentes, o governador não pretende ceder à reivindicação. A informação é da colunista Mônica Bergamo, da Folha de S. Paulo .

Nesta sexta-feira (28), depois de participarem de uma reunião com a comissão que está fazendo as negociações, os militares não conseguiram chegar a um acordo e decidiram continuar amotinados . A paralisação já dura 11 dias.

Devido à falta de perspectiva do caso se resolver, o presidente Jair Bolsonaro renovou também nesta sexta o decreto de Garantia da Lei e da da Ordem (GLO), permitindo que as Forças Armadas fiquem mais uma semana no estado. O prazo acabava hoje.

Leia também: ‘Nenhuma chance’, diz Maia sobre votar anistia a policiais do Ceará

A iniciativa do governador de propor a proibição da anistia, segundo interlocutores dele, é evitar que, mais tarde, deputados ou mesmo um sucessor dele no governo acabe fazendo essa concessão, o que tem sido comum em vários estados.

Fonte: IG Política
Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

Mato Grosso

Política MT

Mais Lidas da Semana