conecte-se conosco


Curiosidades

Pacotes de maconha surgem em praias da Flórida após passagem do furacão Florence

Publicado


Os pacotes de maconha começaram a aparecer nas praias do estado da Flórida e deixaram muita gente confusa
Reprodução/Washington Post

Os pacotes de maconha começaram a aparecer nas praias do estado da Flórida e deixaram muita gente confusa

Vários pacotes com tijolos de até cinco quilos de maconha estão sendo encontrados nas praias na Flórida desde a manhã da última quinta-feira (13). Segundo informações do Washington Post
, a situação começou a ser investigada quando uma mulher ligou para a polícia e contou sobre o caso, que pode estar ligado ao furacão Florence.

Leia também: Tribunal descriminaliza consumo privado de maconha na África do Sul

“Estamos na praia do Parque Jungle Hut, e pacotes gigantes de drogas ou algo do gênero apareceram na praia”, explicou a moradora, cuja identidade não foi revelada. “Tem de sete a oito pessoas lá, brigando por isso, e meu pai está tentando pegar a maconha
para entregar a vocês”, disse às autoridades.

Os policiais chegaram ao local e encontraram diversos pacotes com a droga
, sendo que esta foi apenas a primeira de diversas outras aparições de entorpecentes ao longo da costa do estado americano. Em dois dias, foram recolhidos mais de 45 quilos de cannabis
, não incluindo tudo o que foi levado pelos banhistas que chegaram antes das autoridades.

Ainda não se sabe a origem dos pacotes ou como eles foram parar ali, mas acredita-se que estavam em um navio que tombou por causa do furacão e fez com que seu conteúdo fosse para o oceano.

Furacão Florence, o possível “culpado” para o aparecimento da maconha


O Furacão Florence, responsável pelos pacotes de maconha, deixou ao menos 32 pessoas mortas nos EUA
Reprodução/Nasa

O Furacão Florence, responsável pelos pacotes de maconha, deixou ao menos 32 pessoas mortas nos EUA

O furacão Florence
, que tocou o solo nos Estados Unidos na sexta-feira (14), causou ao menos 32 mortes no país, informaram as autoridades locais nesta terça-feira (18). Das vítimas fatias, 24 foram registradas na Carolina do Norte. 

Florence enfraqueceu-se para depressão tropical
 no domingo (16) e seguiu para o interior dos Estados Unidos, apresentando uma poderosa mistura de vento e chuva nas Carolinas do Norte e do Sul.

Até ontem (18) o número de mortos havia sido atualizado para 17, após um pinheiro cair em cima de uma casa móvel e atingir um bebê de três meses em Dallas. Autoridades do condado de Gaston, Carolina do Norte, informaram à  Fox News
 que a mãe e o bebê foram levados para um hospital em estado grave, porém, a criança não resistiu e faleceu no local.

De acordo com o The Washington Post
 , esperam-se que as inundações levem muitos rios a picos históricos, provocando deslizamentos de terra à medida que a tempestade se desloca para o Sudoeste de Virgínia. 

Durante uma entrevista coletiva, o governador da Carolina do Norte, Roy Cooper, afirmou que “o leste do estado sofreu muitos danos e que a tempestade nunca foi tão perigosa como agora”. Cooper acrescentou que o número de evacuações estava aumentando no final de semana, e que mais de 700 mil pessoas não tinham mais energia elétrica nas residências.

Leia também: Maconha para uso medicinal é liberada no Reino Unido

No caso da maconha
, todo o conteúdo foi encaminhado para a Alfândega e Proteção de Fronteiras, que ainda não respondeu sobre as investigações do caso. Na Flórida, a droga só é liberada para uso medicinal.

Comentários Facebook

Curiosidades

Vídeo de cachorro de “carona” na moto viraliza na internet em Tangará da Serra

Publicado

Um vídeo de um cachorro de carona no colo do dono numa motocicleta viralizou nas redes sociais, nesta sexta-feira (05). A imagem divulgada por uma internauta foi gravada em Tangará da Serra.

O cão aparece todo esticado, na condição de passageiro, entre os braços do piloto, com as duas patas traseiras no colo do homem e se apoiando no guidão do veículo com as patas dianteiras.  O curioso, e se tornou um atrativo a mais para o flagrante inusitado é que em tempos de pandemia, o mascote estava de máscara, para se proteger do coronavírus.

A cena da dupla foi gravada na Avenida Ismael José do Nascimento, no Jardim Tanaka, uma das mais movimentadas da cidade. Enquanto os dois seguem o trecho, é possível ouvir uma mulher se divertindo ao se deparar com a cena e filmar o transporte do animal na moto.

Comentários Facebook
Continue lendo

Curiosidades

Gêmeos ganham os nomes de Corona e Covid

Publicado

Um casal de indianos resolveu batizar os gêmeos recém-nascidos como Corona (a menina) e Covid (o menino), na cidade de Raipur, na Índia.

As crianças nasceram nas primeiras horas do dia 27 de março, no Hospital Memorial Dr. BR Ambedkar, segundo o site indiado “Press Trust da Índia”. Os pais se chamam Preeti e Vinay Verma, residem no município de Chhattisgarh, e disseram que os nomes foram escolhidos para simbolizar o triunfo sobre as dificuldades.

A opção inusitada por chamá-los dessa forma acontece em meio a pandemia do novo coronavírus, que assola mais de 200 países no mundo, com mais de 1 milhão de infectados pela Covid-19 e quase 57 mil mortes, segundo o estudo da universidade Johns Hopkins, dos Estados Unidos.

“O parto aconteceu depois de enfrentar várias dificuldades e, portanto, eu e meu marido queríamos tornar o dia memorável. De fato, o vírus é perigoso e potencialmente fatal, mas seu surto fez as pessoas concentrarem a atenção no saneamento, na higiene e incorporarem outros bons hábitos. Assim, pensamos sobre esses nomes. Quando a equipe do hospital também começou a chamar os bebês de Corona e Covid, finalmente decidimos dar seus nomes em razão da pandemia”, disse a mãe.

O casal já tem uma filha de dois anos e lutou para chegar ao hospital a tempo do parto em meio ao bloqueio. Segundo ela, a ambulância acionada pelo marido para levá-la ao hospital chegou a ser parada pela polícia porque os carros estão proibidos de transitar por causa do bloqueio nacional.

“‘De repente, senti fortes dores de parto e, de alguma forma, meu marido arranjou uma ambulância. Como nenhum movimento veicular foi permitido nas estradas devido ao bloqueio, fomos parados pela polícia em vários lugares. Mas eles nos deixaram sair depois de perceber minha condição”, contou a mãe.

Os gêmeos nasceram por cesariana após complicações, e tanto a mãe quanto o bebê tiveram alta. A porta-voz do hospital administrado pelo governo, Shubhra Singh, confirmou a notícia ao canal “NDTV”, da ÍNdia. No entanto, os pais de Corona e Covid disseram que mais tarde podem mudar sua decisão e mudar seus nomes.

Atualmente, a Índia está envolvida em um bloqueio de 21 dias em uma tentativa de combater os casos crescentes de coronavírus. Os números mais recentes revelam que mais de 2.300 pessoas foram diagnosticadas com o Covid-19 em toda a Índia e 56 morreram.

 

 

 

 

Fonte:Extra

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

Mato Grosso

Política MT

Mais Lidas da Semana