conecte-se conosco


Saúde

Pacientes ficam sem atendimento médico na UPA em Tangará

Publicado

Muitos pacientes que procuraram atendimento nesta terça-feira (19) na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) esperaram por horas e outros, foram embora sem serem consultados, já que apenas um médico estaria de plantão em Tangará da Serra.

Pacientes denunciaram o caos. De acordo com os relatos, muitos ali teriam chegado no local, por volta das 10h00 e até às 16h00, ainda não haviam consultado. Uma paciente com sintoma de hemorragia interna, esperou mais de seis horas por socorro e só foi internada, após a chegada da Imprensa e dos vereadores, Wilson Verta (PSDB) e Claudinho Frare (PSD), que buscaram auxílio para a paciente.


Funcionários que não quiseram se identificar confirmaram o problema e disseram que o quadro médico estava incompleto, pela ausência de um dos profissionais. Explicaram ainda, terem seguido o procedimento de classificação de risco, padrão em todas as emergências, mas como a unidade estava superlotada, muitos pacientes ficaram sem atendimento. A Secretaria Municipal de Saúde não se pronunciou sobre o caso.

 

Comentários Facebook
Leia mais:  Carreata, missa e almoço encerram comemorações em honra à São Cristóvão em Tangará da Serra

Saúde

Sábado: mutirão oferece atendimento gratuito para detecção do câncer de pele em Tangará da Serra

Publicado

Um mutirão gratuito de saúde, voltado para a prevenção ao câncer de pele, será realizado no sábado (7), na Clínica da Família em Tangará da Serra.

Neste mês, chamado de “Dezembro Laranja”, são realizadas campanhas de combate à doença. Em Mato Grosso, apenas Tangará, Cuiabá e Rondonópolis participam da campanha. Os interessados devem comparecer no local indicado das 08h00 às 12h00. Além disso, o público deve levar os documentos de RG ou documento de identificação com foto e Cartão do SUS. A consulta é gratuita e serão atendidos pacientes de todas as idades, para casos suspeitos; acnes, coceiras ou espinhas não passarão pela triagem.

Os números de câncer de pele no Brasil são alarmantes. Dados do Instituto Nacional do Câncer (INCA) apontam que, anualmente, são diagnosticados 180 mil casos novos da doença. Isso significa que um em cada quatro casos novos de câncer no Brasil, é de pele. Em 2018, as ações da campanha Dezembro Laranja atingiram mais de 21 milhões de pessoas em todo o país.


Além do exame gratuito para prevenção e diagnóstico precoce do câncer da pele, a ideia da campanha é conscientizar a população para a necessidade de adotar hábitos preventivos, uma vez que no Brasil o sol brilha o ano inteiro e o efeito cumulativo da exposição aos raios solares é o principal fator de risco para a doença.

Leia mais:  Roraima decreta estado de calamidade pública na saúde

Regra do ABCDE das pintas

De acordo com a Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD), a regra ABCDE pode te ajudar a identificar os sinais do câncer tipo melanoma. Autoexamine suas pintas ou peça ajuda a algum parente ou amigo regularmente. Em caso de alguma suspeita, procure um dermatologista imediatamente para uma consulta. Mas, lembre-se: o ABCDE não substitui a ida ao médico.

  • A de Assimetria: A metade da pinta não “casa” com a outra metade. Pintas perigosas ou melanomas tendem a ter uma assimetria de cores e formas.
  • B de Bordas: Lesões malignas apresentam bordas irregulares, dentadas ou com sulcos, com interrupção abrupta na pigmentação da margem.
  • C de Cor: A coloração não é a mesma em toda pinta. Lesões muito escuras ou que apresentem diferentes tons em uma mesma lesão devem ser avaliadas, pois podem ser malignas.
  • D de Diâmetro: Lesões que crescem rápido, principalmente aquelas maiores que têm 6 milímetros. Estas têm maiores chances de ser malignas.
  • E de Evolução: Toda pinta que mudar de cor, formato, tamanho e relevo, em curto período de tempo (1 a 3 meses), deve ser examinada por um dermatologista.

Comentários Facebook
Continue lendo

Saúde

Quase 50 novos casos de HIV são diagnosticados em Tangará da Serra em 2019

Publicado

No último domingo, dia 1º de dezembro, foi lembrado o Dia Mundial Contra a Aids. A data relembra a importância da prevenção e do diagnóstico precoce, oportunidade em que estatísticas sobre o assunto foram divulgadas em todo o país.

Em Tangará da Serra, o número de diagnósticos positivos também ainda é preocupante. De acordo com dados repassados pela Vigilância Epidemiológica, somente nesse ano, 46 novos casos foram registrados. Apesar de ser considerado um número alto, a quantidade de diagnósticos positivos caiu em um comparativo com 2018, quando 50 casos foram confirmados.

Para a coordenadora do Centro de Testagem e Aconselhamento/ Serviço de Atenção Especializado (CTA/SAE) de Tangará da Serra, Cláudia Cunha de Oliveira, para a luta contra a Aids ser efetiva é fundamental que haja o diagnóstico precoce. “Em Tangará da Serra não tivemos aumento dos casos se compararmos com o ano passado, mas a gente fica preocupado se essa diminuição aconteceu porque o paciente não foi até a unidade fazer o teste ou se o medo do preconceito afastou o paciente de fazer o exame”, comentou a coordenadora, destacando que ações para prevenção e diagnóstico estão acontecendo de forma intensificada. “Temos trabalhado tanto com qualificação nas USF’s de Tangará como também nos municípios vizinhos”, relatou a responsável.

O CTA/SAE está localizado na Rua Sebastião Barreto, 824 – Centro. Além da unidade, testes rápidos também são oferecidos nas USF’s do município.

Leia mais:  Quadrilha é presa durante tentativa frustrada de assalto a banco em Tangará da Serra

DADOS

Conforme informativo da Secretaria Estadual de Saúde (SES), Mato Grosso registrou 718 casos de pessoas contaminadas pelo vírus HIV neste ano. Desse número, 37,2% foram detectados em jovens com a faixa etária de 20 a 29 anos. Se comparado a 2018, esse número diminuiu em Mato Grosso. No ano passado, foram 859 pessoas contaminadas pelo vírus.


 

Fonte: Diário da Serra

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

Mato Grosso

Política MT

Mais Lidas da Semana