conecte-se conosco


Mato Grosso

Operação retira 53 celulares da unidade penal de Lucas do Rio Verde

Publicado


.

Ação integrada no Centro de Detenção Provisória (CDP), em Lucas do Rio Verde (a 334 km ao Norte de Cuiabá) terminou com a apreensão de 53 celulares. A operação denominada “Reclusos II” começou na segunda-feira (27.07) e terminou no final da manhã deste sábado (01.08). A revista ocorreu nas 12 celas da unidade penal, que abriga 229 homens.

No primeiro dia da operação, além dos Policiais Penais da unidade, foram empregados também efetivos da Polícia Judiciária Civil (PJC), Polícia Militar (PM), Canil do Gefron e o Ministério Público Estadual (MPE) também participaram da ação. Já a partir de terça-feira (28.07), as ações repressivas foram executadas pelos profissionais da unidade.

Além da revista minunciosa, os servidores também realizaram a retirada de tomadas das celas e readequação da iluminação e ventilação da unidade. A medida serve para impedir o uso de celulares pelos reeducandos no interior do CDP.

“Atuamos durante toda a semana e dedicamos, em média, quatro horas em cada cela para fazer a vistoria. Avalio como positiva esta ação para ampliar a segurança na nossa unidade”, argumenta o diretor do CDP, Ronaldo Frutuoso.

No primeiro dia de revista foram 22 celulares apreendidos. Já na quarta-feira (29.07) foram 23 aparelhos, seguido de dois celulares na quinta (30.07) e seis neste sábado (01).

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook

Mato Grosso

Ouvidoria Geral de Polícia recebeu 116% mais ocorrências no segundo trimestre de 2020

Publicado

por


.

O relatório trimestral da Ouvidoria Geral de Polícia traz os dados sobre as ocorrências que chegaram ao órgão de controle social no segundo trimestre de 2020 (abril, maio e junho). São os primeiros dados já sob efeito das medidas de isolamento social necessárias para conter a propagação do coronavírus.

A quantidade de manifestações teve um aumento de 116% em relação ao primeiro trimestre de 2020. Se comparado ao ano de 2019 o aumento, somente do primeiro semestre, é de 208%. Das 140 manifestações recebidas, 33% foram encaminhadas para a PM.

Houve um pico em maio, quando pessoas em situação de rua relataram abordagens abusivas, no momento de maior isolamento social registrado, como tratado na matéria contida neste link.

Para o Ouvidor-geral de Polícia, Lúcio Andrade, “o aumento se deu principalmente pelo fato de estarmos mais próximos da sociedade civil organizada e também com a divulgação da OGP em redes sociais e matérias jornalísticas. É inegável que o acesso à ouvidoria está maior, mas não podemos descartar a possibilidade de um aumento real de ocorrências”.

O cidadão pode realizar denúncias, reclamações, solicitações ou elogios com a garantia do sigilo do reclamante. A Ouvidoria Geral de Polícia recebe comunicações pertinentes à Polícia Militar, Polícia Civil, Corpo de Bombeiros, Perícia Oficial e Identificação Técnica (Politec), Detran, Sistema Penitenciário e Socioeducativo.

Contatos

O cidadão pode entrar em contado com a Ouvidoria por telefone, e-mail ou ainda por meio do Fale Cidadão, disponível no site oficial do Governo do Estado de Mato Grosso.

(65) 3614-3103 / 3614-3102

(65) 9962-4270

[email protected]

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook
Continue lendo

Mato Grosso

Manutenção dos empregos no setor do turismo foi tema de live

Publicado

por


.

Estudos da Fundação Getúlio Vargas (FGV) apontam que o setor do turismo nacional teve perda de mais de R$ 16 bilhões durante a pandemia. Para que a retomada seja feita de forma segura e concreta, é preciso estratégia e inovação. Afetados dura e diretamente, os empresários e profissionais do turismo buscam alternativas para manter os colaboradores dentro da formalidade.

Para auxiliar neste período, o Governo Federal editou a Medida Provisória 936 que, entre outras coisas, permite que a empresa possa suspender temporariamente o contrato de trabalho ou fazer cortes na jornada e no salário dos funcionários sem demitir. Foi para discutir estes temas e o momento que empresários e colaboradores estão vivendo é que o Governo do Estado realizou nesta quinta-feira (31.07) mais uma live voltada para o setor do turismo dentro do projeto MT Unido para Superar.

De acordo com a professora mestre da Unioeste, no Paraná, Aline Henz, o turismo contava antes da pandemia com uma projeção positiva que representava 10% do Produto Interno Bruto Mundial (PIB), enquanto o setor de viagens de turismo havia crescido 3,5%, gerando US$ 330 milhões em termos globais. “O Brasil estava trabalhando na busca de melhorias e investimentos para o setor. Mas a queda foi expressiva”, afirmou.

A juíza do Trabalho, Dayna Lannes Andrade, informou que os empresários ainda podem usar a MP, agora convertida em Lei 14.020/2020. “Temos pela frente decretada a calamidade pública até dezembro e nesse período é possível e recomendado acordar diretamente com o empregador. Cálculos precisam ser feitos, mas há uma facilitação da negociação das empresas de pequeno porte”, explicou.

“As empresas de pequeno porte, além de terem o benefício da MP podem acessar linhas de crédito do Programa Nacional de Apoio às Microempresas e Empresas de Pequeno Porte (Pronampe) até agosto”, avisou Cláudia Aquino, advogada e presidente da Sociedade Kuiabana dos Amigos do Turismo (Skat).

Os bares e restaurantes também foram impactados com a pandemia e estão fortemente relacionados ao turismo. De acordo com a Associação Brasileira de Bares e Restaurantes de Mato Grosso (Abrasel), são 20 mil CNPJs  entre bares, restaurantes, cafeterias, boates afetados no Estado, totalizando 80 mil empregos. Somente em Cuiabá, são mais de seis mil CNPJs e 24 mil empregos neste setor.

Para a presidente da Abrasel, Lorena Bezerra, as linhas de crédito são extremamente necessárias para manter o funcionamento das empresas. ‘Tudo tem sido muito lento, mas antes de tudo a preocupação é readaptar e receber os clientes com segurança para que eles sintam que estão consumindo em locais seguros. Temos o nosso selo ‘’Restaurante Responsável’’ seguido à risca por todos que fazem parte da Associação. Os empresários têm se esforçado para manter o funcionamento e o empregado ativo e buscando inovação”, informou.

As lives ocorrerão às terças e quintas-feiras, às 16h30. Nesta edição, houve a participação da professora do curso de Turismo da Unemat, Rita Garcia, e Rejane Pasquali, empresária e especialista em Turismo. Os eventos online são organizados pelo Governo de Mato Grosso, por meio da Secretaria Adjunta de Turismo, com o apoio da Unemat.

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

Mato Grosso

Política MT

Mais Lidas da Semana