conecte-se conosco


Polícia

Operação prende seis motoristas e recolhe 20 CNHs em pouco mais de uma hora

Publicado

Ao todo foram 53 Autos de Infração de Trânsito, sendo 11, de pessoas que se recusaram a fazer o teste de bafômetro, e 13, por dirigir carro sem licenciamento

Débora Siqueira | Sesp-MT 

Quatro motoristas foram presos por dirigir embriagados e duas pessoas foram presas por porte de drogas durante a 27ª Operação Lei Seca, realizada das 03h20 até às 04h50 do dia 18 de agosto, na Avenida Getúlio Vargas, em Cuiabá.

Foram realizados 115 testes de alcoolemia, resultando em 20 Carteiras Nacionais de Habilitação (CNHs) recolhidas, nove documentos de carros apreendidos e 34 veículos removidos. Ao todo, foram 53 Autos de Infração de Trânsito, sendo 11, de pessoas que se recusaram a fazer o teste de bafômetro, e 13, por dirigir carro sem licenciamento.

A coordenação da Operação Lei Seca é do Gabinete de Gestão Integrada (GGI) da Secretaria de Estado de Segurança Pública, com participação do Batalhão de Trânsito da Polícia Militar, 10º Batalhão da Polícia Militar, Delegacia de Delitos de Trânsito (Deletran), Polícia Rodoviária Federal (PRF), Departamento Estadual de Trânsito de Mato Grosso (Detran-MT), Secretaria de Mobilidade Urbana de Cuiabá (Semob), Sistema Penitenciário, Corpo de Bombeiros e o Ciosp.

Com esta Operação Lei Seca, já somam 133 pessoas presas em flagrante por embriaguez ao volante. Foram lavrados 1.245 Autos de Infração no Transito (AITs), sendo 335 pelo artigo 165 do Código de Trânsito Brasileiro (dirigir sob a influência de álcool ou de qualquer outra substância psicoativa que determine dependência) e 95 pelo artigo e 165-A (recusar-se a ser submetido a teste, exame clínico, perícia ou outro procedimento que permita certificar influência de álcool ou outra substância psicoativa).


Também foram realizados 3.402 testes de alcoolemia, 368 Carteiras Nacional de Habilitação (CNHs) e 322 Certificados de Registro e Licenciamento de Veículo (CRLVs) foram recolhidos, além de 664 veículos removidos.

 

Fonte: PJC MT
Comentários Facebook

Mato Grosso

Funcionária de frigorífico morre após ficar presa em mesa de abate de bovinos em MT

Publicado

Uma mulher de 41 anos morreu após acidente de trabalho na noite de sexta-feira (14) em um frigorífico em Pontes e Lacerda.

De acordo com a Polícia Civil a vítima ficou presa na mesa de abate de bovinos, o Corpo de Bombeiros socorreu a trabalhadora que estava presa ao equipamento. A mulher foi encaminhada ao Hospital Vale do Guaporé, no município, para atendimento. A vítima sofreu afundamento de crânio e teve morte confirmada em decorrência de traumatismo craniano.

O caso será apurado pela delegacia de Polícia Civil de Pontes e Lacerda.

Comentários Facebook
Continue lendo

Barra do Bugres

PM apreende 897 quilos de pescado em área de reserva indígena em Barra do Bugres e Porto Estrela

Publicado

Policiais do Batalhão de Polícia Militar de Proteção Ambiental prenderam uma pessoa e apreenderam 897 quilos de pescado ilegal. Foram duas ações distintas na noite de sexta-feira (14), nas MTs 246 e 343, nos municípios de Barra do Bugres e Porto Estrela.

Dezenas de peixes de espécies nobres, principalmente o pintado, estavam sem as cabeças, uma das características da pesca predatória. Além da apreensão do pescado e de dois veículos usados no transporte, os policiais também aplicaram R$ 18 mil em multas por pesca e transporte ilegal.

Uma das apreensões, de 685 quilos, feita em Porto Estrela, na MT-343, ocorreu no trevo de acesso à aldeia indígena Humutina, que é cortada pelo Rio Bugres, um dos mais piscosos do Estado. O motorista de um dos veículos que transportava peixe conseguiu fugir por uma área de mata fechada no momento em que os policiais faziam a revista e checagem do carro.

Essa é a segunda grande apreensão de pescado irregular na região esta semana. Na quinta-feira (13), em Barra do Bugres, policiais do Batalhão Ambiental prenderam um homem que transportava 155 quilos de peixe da espécie cachara.


Em ambos os casos os peixes apreendidos foram doados para instituições filantrópicas como as associações de Pais e Amigos dos Excepcionais (APAE) de Barra do Bugres e Porto Estrela, ‘SOS’ Criança de Barra do Bugres e Faculdade Indígena da Unemat.

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

Mato Grosso

Política MT

Mais Lidas da Semana