conecte-se conosco

  • banner_Lorenzetti_1250x250

Policia Federal

Operação Juriti combate desmatamento em Terra Indígena Urucu-Juruá

Publicado


São Luís/MA – A Polícia Federal deflagrou na quinta-feira (2/12) a OPERAÇÃO JURITI, visando combater a extração ilegal de madeira no interior da Terra Indígena Urucu-Juruá, situada no município de Itaipava do Grajaú/MA. Foi realizado sensoriamento remoto da região e constatou-se, por meio dos alertas do Planet – Programa Brasil M.A.I.S., um incremento no desmatamento desse território indígena no segundo semestre do corrente ano. Ademais, levantamentos indicaram dois ramais madeireiros com intensa atividade madeireira ilegal e tráfego de caminhões carregados com toras.

Cabe destacar que a madeira extraída ilegalmente dessa área protegida abastece serrarias e movelarias clandestinas localizadas no entorno, principalmente no município de Grajaú, as quais processam, beneficiam e comercializam os insumos florestais oriundos da T. I. Urucu-Juruá, infringindo a legislação pátria, promovendo a degradação ambiental, a invasão em território indígena, expondo a população local a risco de doenças, bem como tornando escassos os recursos naturais da área para a subsistência dos povos indígenas.

Ressalte-se que a Terra Indígena Urucu-Juruá possui uma área de 13 mil hectares e é habitada por uma população indígena de aproximadamente 1.500 membros da etnia Guajajara.

Durante a Operação Juriti, três indivíduos foram presos em flagrante delito pelo corte de árvores nativas no interior da Terra Indígena Urucu-Juruá e pelo uso de motosserra sem licença da autoridade competente. Deverão responder pelos crimes previstos nos artigos 50-A, 51 e 52 da Lei 9.605/98, com penas que podem chegar a 6 anos de reclusão.

Os conduzidos confessaram que haviam acabado de efetuar a derrubada de sete árvores de grande porte na Reserva Indígena e que voltariam com um caminhão para a retirada da madeira. Foram apreendidas duas motocicletas, aparelhos celulares dos envolvidos e motosserra. As investigações terão continuidade.

Participaram da Operação Juriti aproximadamente 25 servidores dos seguintes órgãos: Polícia Federal, MPF, IBAMA, PRF, ICMBio e Corpo de Bombeiros Militar (CBM).

Comunicação Social da Polícia Federal no Maranhão

Telefones: (98) 31315105 (98) 991286428

Comentários Facebook

Policia Federal

Em ação integrada, BPFRON-PMPR e Polícia Federal apreendem veículo com 50 caixas de cigarros contrabandeados do Paraguai

Publicado

por


Guaíra/PR – Nesta madrugada (27/1), na zona rural de Guaíra, policiais federais e polícias militares do BPFron apreenderam um veículo carregado com aproximadamente cinquenta caixas de cigarros de origem estrangeira. Dirigia o veículo um menor de idade, que foi apreendido e levado à  Delegacia de Polícia Civil de Guaíra, para as providências cabíveis.

Todo material apreendido foi encaminhado para a polícia federal de Guaíra para procedimentos cabíveis.

Fazem parte do Programa V.I.G.I.A. nessa operação interagências equipes do BPFRON e demais Unidades da PMPR, Polícia Federal, PCPR, RECEITA FEDERAL e EXÉRCITO BRASILEIRO, com apoio da SEOPI – Secretaria de Operações Integradas/MJSP.

As ações integradas dos órgãos de segurança pública federais e estaduais também fazem parte do PPIF – Programa de Proteção Integrada de Fronteiras, coordenado pelo GSI – PR, que busca integrar e articular ações de segurança pública, inteligência, controle aduaneiro e das Forças Armadas com as ações dos estados e municípios situados na faixa de fronteira e divisas, incluídas suas águas interiores e costa marítima.

Comunicação Social da Polícia Federal em Guaíra/PR

Contato: (44) 3642-9131

Continue lendo

Policia Federal

PF prende dois homens e apreende 15 girafas em um resort safari em Mangaratiba/RJ

Publicado

por


Rio de Janeiro/RJ – Na tarde de hoje (26/1), a Polícia Federal prendeu, em flagrante, dois homens por maus-tratos e apreendeu 15 (girafas em um resort safari, em Mangaratiba, litoral sul do Rio de Janeiro.

A ação, desenvolvida no âmbito de inquérito policial instaurado pela PF, foi acompanhada por analistas ambientais do IBAMA, para verificar informações acerca da morte de três espécimes, de um conjunto original de 18 girafas importadas da África do Sul.

No local, os policiais federais e os analistas ambientais constataram situação de maus-tratos dos animais. Diante disso, dois homens, responsáveis pela manutenção dos animais, foram presos, os animais apreendidos e depositados sob cuidados da entidade. O IBAMA ficará responsável pela supervisão e adotará todas as providências necessárias para salvaguardar a integridade das girafas.

Os presos foram conduzidos à Superintendência da Polícia Federal no Rio, onde foi lavrado termo circunstanciado de ocorrência por maus tratos, crime previsto no Art. 32 da lei de crimes ambientais.

Além deste crime, a investigação, que deu origem ao inquérito policial, prosseguirá com o objetivo de apurar as circunstâncias e a legalidade da importação dos animais, bem como as condições de manutenção e cuidado das girafas.

Comunicação Social da Polícia Federal no Rio de Janeiro

[email protected] | www.gov.br/pf

(21) 2203-4404 / 4405 / 4406 / 4407

Continue lendo

Polícia

Mato Grosso

Política MT

Mais Lidas da Semana