conecte-se conosco


Policia Federal

Operação Cochabambas investiga esquema criminoso de atendimento médico

Publicado

Sorocaba/SP – A Polícia Federal deflagrou hoje (12/11) a Operação Cochabambas, para investigar pessoa que atuava há anos ilegalmente como médico, em municípios paulistas.

Policiais federais deram cumprimento a sete mandados de busca e apreensão e um mandado de prisão preventiva. Os cumprimentos dos mandados estão sendo realizados em Santa Luzia D¹Oeste/RO, Rolim Moura/RO e Ji-Paraná/RO.

As investigações foram iniciadas em 2018, no âmbito de inquérito policial instaurado para apuração dos crimes de falsidade ideológica, uso de documento falso, associação criminosa, exercício ilegal da medicina e estelionato contra a administração pública. O principal objetivo das ações desencadeadas hoje é a prisão de falso médico que atuou por anos no interior paulista (Itapeva, Tatuí, Itapirapuã Paulista e Itararé), além da apuração de outros envolvidos nos crimes citados, bem como da coleta de elementos relacionados a estes ilícitos.

Segundo elementos apurados, o investigado, utilizando-se de documentos verdadeiros de um médico, conseguiu obter uma inscrição secundária no CREMESP, constituir empresa e, por vários anos, prestar serviços para Prefeituras do interior de São Paulo, tendo auferido, no período, contraprestação de, ao menos, R$ 8 milhões.

 

 

Comunicação Social da PF em Sorocaba/SP

Contato: (15) 3416-5200

 

*** O nome da Operação, qual seja, “Cochabambas”, faz alusão à cidade da Bolívia onde o falso médico teria feito parte de um curso de medicina.

Fonte: Polícia Federal
Comentários Facebook

Policia Federal

Polícia Federal prende norte-americano acusado de crimes financeiros no Brasil e nos Estados Unidos

Publicado

por

Rio de Janeiro/RJ – A Polícia Federal prendeu, nessa quinta-feira (20/2), em Búzios/RJ, um dos sócios de uma empresa multinacional que operava esquemas financeiros, em cumprimento a mandado judicial de prisão para fins de extradição, expedido pelo Supremo Tribunal Federal – STF.

O preso, que perdeu a nacionalidade brasileira, é acusado nos Estados Unidos da prática dos crimes de fraude por correspondência e eletrônica, conspiração e lavagem de dinheiro por sua atuação à frente da empresa.

O procurado fugiu para o Brasil após a empresa ter sido formalmente acusada de praticar pirâmide financeira nos EUA. Para sair daquele país, o acusado cruzou a fronteira com o Canadá de carro e dias depois embarcou em um voo de Toronto para São Paulo.

No Brasil, os sócios da empresa e outros participantes do negócio foram denunciados pelo Ministério Público Federal pela prática de crimes contra o sistema financeiro, lavagem de dinheiro e crime contra a economia popular.

As investigações feitas pelo Escritório Central Nacional da Interpol no Brasil e pela Superintendência da Polícia Federal no Espírito Santo contaram com a cooperação do Immigration and Customs Enforcement – ICE e do Departamento de Segurança Interna (DHS) dos Estados Unidos.

O preso ficará à disposição da Suprema Corte Brasileira até que seja autorizada sua extradição para os Estados Unidos, onde prestará contas à Justiça daquele país.

 

Comunicação Social da PF61 – 2024 8142

Fonte: Polícia Federal
Comentários Facebook
Continue lendo

Policia Federal

PF coibi o transporte ilegal de ouro retirado de garimpos ilícitos

Publicado

por

Redenção/PA – A Polícia Federal deflagrou na quinta-feira (20/2) a Operação Milhas de Ouro, que teve por objetivo coibir o transporte ilegal de ouro retirado de garimpos ilícitos situados dentro da Terra Indígena Kayapó, no município de Cumaru do Norte/PA.

Após levantamentos realizados pelos policiais federais, obteve-se a informação de que um avião havia decolado do garimpo denominado ARARA e estaria chegando no aeroporto da cidade de Redenção/PA, possivelmente trazendo material ilícito proveniente do citado garimpo. Uma equipe de policiais fez campana nas proximidades do aeroporto e confirmou as suspeitas com o pouso do avião com o prefixo previamente identificado. Foi procedida a abordagem ao piloto e ao passageiro da aeronave, que é menor de idade, e,após procedimento de revista logrou-se êxito em localizar em poder deles a quantia total de 71,9 gramas de ouro, avaliado em aproximadamente R$ 10.500,00 (dez mil e quinhentos reais), além de ter sido confirmado que o avião havia decolado do referido garimpo.

O piloto, que estava com o Certificado de Habilitação Técnica vencida, não podendo pilotar qualquer aeronave nessa condição, foi preso em flagrante delito pelo crime descrito no art. 261 do CPB (pena: reclusão de 2 a 5 anos) e também pelo crime descrito no art. 2º, §1º da Lei nº 8.176/91 (pena: detenção de 1 a 5 anos), haja vista que portava 67,9 gramas de ouro proveniente de garimpo clandestino. Já o menor de idade, que portava 4 gramas de ouro, segundo o qual foi recebida em pagamento por seu trabalho no garimpo, foi apreendido e encaminhado para a Polícia Civil de Redenção/PA, para lavratura de procedimento de ato infracional. Um homem que aguardava o pouso da aeronave e que seria o destinatário/adquirente das 67,9 gramas do ouro que o piloto portava, foi identificado e também recebeu voz de prisão pelo delito descrito no art. 2º, §1º da Lei nº 8.176/91 (pena: detenção de 1 a 5 anos).

A aeronave, avaliada em R$ 100 mil, também foi apreendida e permanecerá à disposição da Justiça Federal.

 

Comunicação Social da Polícia Federal em Redenção/PA

Contato: (94) 3424-9800

Fonte: Polícia Federal
Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

Mato Grosso

Política MT

Mais Lidas da Semana