conecte-se conosco


Policia Federal

Operação Bertholletia desarticula esquema de exploração ilegal de madeira em área de preservação florestal

Publicado


.

Porto Velho/RO – A Polícia Federal deflagrou, na manhã desta sexta-feira (17/7), a Operação Bertholletia, em Rondônia. Trata-se de ação ostensiva realizada nesta data, no contexto das ações da “Operação Verde Brasil 2” e em decorrência de investigação da Polícia Federal na “Operação Inimigos da Tora”, realizada no mês de maio de 2020, visando a prisão e desarticulação de organização criminosa dedicada à exploração ilegal de madeira da área de preservação da Floresta Nacional do Jacundá, em especial na região da Vila Nova Samuel, distrito de Candeias do Jamari/RO.

Policiais federais deram cumprimento a oito mandados de prisão preventiva e a oito mandados de busca e apreensão, todos expedidos pela 3ª Vara da Justiça Federal em Porto Velho/RO.

 As investigações tiveram início com o desmatamento e furto de madeira da Floresta Nacional do Jacundá, sendo que os mandados estão sendo cumpridos em face de organização criminosa ali instalada, que opera na extração ilegal de madeira, praticando ainda falsificação de créditos florestais a fim de dar aparência lícita a tais recursos naturais.

Após a primeira fase da operação, que contou com o apoio do Exército, ICMBio, SEDAM/RO e Polícia Militar Ambiental/RO, e teve como foco as pessoas jurídicas (madeireiras) da região, da análise de celulares e documentos apreendidos resultou a identificação de pessoas físicas que lideram o grupo da extração ilegal da FLONA Jacundá e o transporte da madeira (“toreiros”).

Os presos serão ouvidos na sede da Polícia Federal e responderão pelos crimes de organização criminosa, extração ilegal e furto de madeira, falsidade ideológica, inserção de dados falsos e lavagem de capitais.

 

 

Comunicação Social da Polícia Federal em Rondônia/RO

Contato: (69) 3216-6242

 

*** O termo “Bertholletia” é o nome científico da árvore Castanheira, cuja extração e comercialização é vedada, mas que foi encontrada nos pátios de diversas madeireiras alvo de buscas da primeira etapa da operação.

 

Comentários Facebook

Policia Federal

PF deflagra a Operação Olaria para combater crimes eleitorais no Piauí

Publicado

por


Teresina/PI: A Polícia Federal deflagrou, na manhã desta sexta-feira (27/11), a Operação Olaria, em Teresina/PI. Ela decorre da prisão em flagrante de importante liderança do bairro Cerâmica Cil, nesta Capital, ocorrida de 15/11 para 16/11, por suspeita de corrupção eleitoral (compra de votos), dentre outros crimes.

Estão sendo cumpridos 4  mandados de busca e apreensão, expedidos pelo juízo da 98ª Zona Eleitoral de Teresina/PI, todos na Capital.

Além de corrupção eleitoral, estão sendo investigados outros crimes eleitorais, como o transporte irregular de eleitores, ambos em benefício de candidato a vereador nas Eleições 2020, em Teresina/PI.

O material apreendido agora será analisado, com objetivo de comprovar os crimes investigados e a participação de outras pessoas, inclusive do candidato beneficiado.

 

Comunicação Social da Polícia Federal no Piauí

Contato:  (86) 2106-4937/99451-8529

E-mail: [email protected]

 

*** O nome da operação faz alusão à localidade de origem da liderança política presa, isto é, o bairro Cerâmica Cil.

 

 

 

 

Comentários Facebook
Continue lendo

Policia Federal

PF deflagra operação contra fraudes à licitação no município de Ladário/MS

Publicado

por


Corumbá/MS – A Polícia Federal deflagrou nesta quinta, 26/11, a Operação Posto Exclusivo, com o objetivo de combater a prática de crimes de corrupção envolvendo licitações na Prefeitura do Município de Ladário, no estado do Mato Grosso do Sul.

Aproximadamente 55 policiais federais cumprem 12 mandados de busca e apreensão, expedidos pela 1ª Vara Federal de Corumbá/MS, nas cidades de Ladário/MS, Corumbá/MS e Rio de Janeiro/RJ.

A investigação teve início após denúncia que indicava haver conluio de um empresário do ramo de combustíveis com servidores municipais. Os investigados poderão responder pelos crimes de corrupção passiva e ativa, por crimes previstos na Lei de Licitações e Contratos e por organização criminosa, prevista na Lei nº 12.850/2013, conforme aprofundamento dos trabalhos.

O nome da operação faz referência ao fato de a empresa investigada ser a única fornecedora de combustível à Prefeitura de Ladário, vencendo sucessivas licitações com suspeitas de fraudes.

Em razão da situação de pandemia da COVID-19, a Polícia Federal planejou uma logística especial de prevenção ao contágio, com distribuição de EPIs a todos os envolvidos na deflagração, a fim de preservar a saúde dos policiais, testemunhas, investigados e seus familiares.

 

Comunicação Social da Polícia Federal no Mato Grosso do Sul

Fone: (67) 3368-1105
E-mail: [email protected]

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

Mato Grosso

Política MT

Mais Lidas da Semana