conecte-se conosco

  • banner_Lorenzetti_1250x250

Polícia

Oito foragidos são capturados pela PM em Rondonópolis e Jaciara

Publicado


Num período de menos de 24h, entre a tarde de terça-feira (12) e o final da manhã desta quarta-feira (13.01), a Polícia militar capturou oito foragidos da justiça em diversos bairros de Rondonópolis (212km de Cuiabá) e um em Jaciara (144 km). São suspeitos que respondem por crimes que estavam com mandados em aberto por prisão preventiva ou tem sentença condenatória.

A primeira prisão, de uma mulher de 33 anos, ocorreu na tarde de terça-feira (12), no Jardim Participação. Ela invadiu uma casa durante a ausência da moradora e foi flagrada supostamente tentando praticar um furtar. No momento da abordagem policial a suspeita se identificou com nome falso, porém como havia policiais que a conheciam de outras passagens policiais ela acabou revelando o nome verdadeiro. O mandado em aberto dela é por furtos qualificados.

Horas depois, no mesmo bairro, durante rondas noturnas policiais da 14ª Companhia de PM de Força Tática abordaram dois homens em uma motocicleta e descobriram que contra um deles, de 35 anos, havia um mandado em aberto, também por furto qualificado.

Já nos bairros Jardim Mariana, Jardim das Flores, Jardim Santa Catarina e Residencial Buriti ocorreram quatro prisões. No período da tarde, o suspeito, um homem de 52 anos, que responde por furto qualificado foi pego com mandado de prisão pela 5ª Vara Criminal de Rondonópolis.  

No Jardim das Flores, as 16h, ocorreu a prisão de um homem de 25 anos com mandado de prisão expedido em setembro de 2020 por roubo. Já no Jardim Santa Catarina e no Residencial Buriti foram presas duas mulheres. Uma de 33 anos que teve prisão decretada por tentativa de homicídio. A outra, de 47 anos, teve a prisão decretada em junho de 2020, porém no mandado não consta o crime praticado.

Em Jaciara, policiais da 7º Companhia de PM prenderam no final da tarde de terça-feira (12) um homem de 42 anos. A prisão ocorreu no Jardim Leblon. Ele tem condenação por roubo, entre outros crimes.

No final da manhã desta quarta-feira (13), por volta das 12h, a partir de informações levantadas pela Agência de Inteligência do 4º Batalhão os policiais chegaram a um homem de 42 anos que tinha mandado em aberto por roubos e furtos.

Ele havia recebido benefício para responder em liberdade condicional, monitora por tornozeleira, porém descumpria exigências legais como manter o equipamento ligado e prestar conta mensal à justiça e por isso teve a prisão novamente decretada.  

 

Serviço

A sociedade pode contribuir com as ações da Polícia Militar de qualquer cidade do Estado, pelo 190 ou, sem precisar se identificar, por meio do disque-denúncia 0800.65.3939. Nesse número, sem custo de ligação, qualquer cidadão pode informar situações suspeitas ou crimes. Exemplos: a presença de foragidos da Justiça com mandado de prisão em aberto e ponto de venda de droga

Fonte: PM MT

Comentários Facebook

Polícia

Academia de Polícia Militar Costa Verde é reconhecida pelo Conselho Estadual de Educação

Publicado

por


Em solenidade realizada na noite de quinta-feira (02.12), a Academia de Polícia Militar Costa Verde (APMCV) foi reconhecida pelo Conselho Estadual de Educação como Escola de Governo Militar. Durante a cerimônia alusiva aos 34 anos de criação da unidade de ensino, foi inaugurada a pista de atletismo e realizada a entrega de 39 moedas honoríficas à autoridades civis e militares.

A cerimônia foi presidida pelo coronel Jonildo José de Assis, comandante geral da Polícia Militar de Mato Grosso que, juntamente com o tenente coronel Almir de França Ferraz, comandante da APMCV, realizou o descerramento das placas de inauguração: do novo Centro de Recargas, revitalização do pátio e da nova pista de atletismo e a única natural no município de Várzea Grande, que atenderá alunos de diversos projetos sociais parceiros da Academia Costa Verde, coparticipação ressaltada pelo comandante da PMMT.

“Nós temos mais de 9 mil crianças e adolescentes que são atendidas por vários projetos sociais da PM, e essa nova pista com certeza irá beneficiar e agregar ainda mais valor a esse esforço demandado pela instituição”, disse o comandante da Polícia Militar, Jonildo José de Assis.  

O comandante da Academia Costa Verde destacou os trabalhos realizados pela instituição na profissionalização dos agentes públicos, enaltecendo os índices de produtividade alcançados. “A nossa última turma, em 2015, formou 31 oficiais. Ao todo foram mais de 1,9 mil formados, 22 turmas e 90 mil horas aula ministradas em diversos cursos institucionais. Estamos trabalhando ainda mais pelo fortalecimento da nossa base e pelo aperfeiçoamento profissional”.

No ato solene, 39 autoridades, entre civis e militares, foram honradas com as Moedas Honoríficas APMCV, destinadas a homenagear personalidades que prestaram relevantes serviços à Polícia Militar nos processos de ensino da PM. Entre as autoridades militares, além do coronel Jonildo José de Assis, comandante geral da Polícia Militar, coronel Daniel Lipi Alvarenga, comandante geral adjunto, e o coronel Paulo César da Silva, diretor de Ensino, Instrução e Pesquisa da PMMT, foram agraciados com a Moeda.   

O presidente do Conselho Estadual de Educação, Gelson Menegatti, um dos civis homenageados, assinou o documento do credenciamento da APMCV como Escola de Governo Militar, título que insere a Academia no Sistema Estadual de Ensino. “É a terceira escola credenciada junto ao conselho. Temos a Escola de Magistratura, a Escola de Ministério Público e, a partir de hoje, a Academia Costa Verde, o que permitirá a produção e a certificação, com autonomia, na formação de praças a oficiais maiores sem depender de qualquer outra instituição de ensino”.

Para o comandante da PM, Jonildo José de Assis, essa é uma importante conquista, já que a Academia Costa Verdevem trabalha na formação de líderes há mais de três décadas.”O objetivo também é forjar o caráter dos homens que estão no front, combatendo o crime e defendendo a sociedade”.

Entre as autoridades presentes estavam o deputado estadual Eduardo Botelho, representando a Assembleia Legislativa. A cerimônia contou com apresentação especial do Corpo Musical da PM.

Fonte: PM MT

Continue lendo

Polícia

Mulher que forjou sequestro para vender camionete e receber seguro é presa em flagrante pela Polícia Civil

Publicado

por


Raquel Teixeira/Polícia Civil-MT 

 

Uma empresária de 28 anos foi autuada em flagrante pela Polícia Civil nesta quinta-feira (02.12) por estelionato e falsa comunicação de crime, após forjar um falso sequestro na cidade de Várzea Grande, durante a madrugada. Ela foi ouvida nesta tarde na Gerência de Combate ao Crime Organizado (GCCO), após ser localizada conduzindo seu veículo em uma avenida da Capital.

Na madrugada desta quinta-feira, o marido da empresária procurou o plantão da 1a Delegacia de Várzea Grande e registrou um boletim de ocorrência informando que estavam em uma festa, no bairro Nova Várzea Grande, quando sua companheira foi em uma distribuidora de bebidas conduzindo sua caminhonete Hilux e não retornou. Logo depois, ele recebeu imagens em vídeo que supostamente mostravam a mulher encapuzada, sendo mantida em cárcere privado.

Diante da possibilidade de um suposto sequestro, a GCCO passou a apurar a ocorrência e iniciou diligências para esclarecer o crime. No final da manhã, a investigação apontou que a camionete Hillux estava na região do Coxipó. Equipes da unidade foram ao local indicado e encontraram o veículo, sem a placa traseira, e conduzido pela, até então, vítima. Ela foi interceptada quando dirigia a camionete na Avenida Arquimedes Pereira Lima (Estrada do Moinho).

Em entrevista preliminar com os investigadores, ela entrou em contradição várias vezes. Conduzida à GCCO para prestar depoimento, ela acabou confessando, durante o interrogatório, que forjou o sequestro e o roubo do veículo. “Ela contou ainda que o objetivo era comercializar a camionete no mercado clandestino e depois receber o valor do veículo da seguradora”, explicou o delegado Vitor Hugo Bruzulato Teixeira.

O veículo foi apreendido e a mulher autuada em flagrante por falsa comunicação de crime e estelionato. Após o interrogatório, ela foi levada para a sede da Polinter e depois será encaminhada para audiência de custódia no Fórum da Capital.

O marido da suspeita prestou declarações e, de acordo com a apuração da GCCO, foi descartada a participação dele nos crimes.

Conforme o delegado Vitor Hugo, a investigação continua para prender os demais envolvidos nos crimes.

Fonte: PJC MT

Continue lendo

Polícia

Mato Grosso

Política MT

Mais Lidas da Semana