conecte-se conosco


Saúde

“Não serve para nada”, diz cientista sobre testes rápidos para Covid-19

Publicado


source
teste
Foto: Bruno Concha/Fotos Públicas

De acordo com cientista, testes rápidos para a Covid-19 devem ser evitados

A bióloga e microbiologista Natalia Pasternak foi incisiva ao afirmar que os testes sorológicos rápidos para Covid-19 , popularmente vendidos em farmácias, “não servem para nada” e “podem gerar resultados falsos positivos ou negativos” para a doença.

“O teste não vai dizer se você tem o vírus, ele só vai dizer se você teve vírus no passado, gerando anticorpos . Mesmo assim, isso só vai acontecer se ele for bom o suficiente e, em geral, a qualidade deles é duvidosa”, afirmou a pesquisadora, destacando que a sensibilidade dos testes “é baixa e pode gerar muitos erros”.

A cientista, que foi entrevistada nesta segunda-feira pelo programa Roda Viva, reforçou ainda que o teste mais confiável é do tipo RTPCR , que é pouco disponível no Brasil – contexto considerado.

“É grave a gente não ter os testes de RTPCR disponíveis principalmente para profissionais de saúde para fazer diagnóstico , porque esse é o teste que faz o diagnóstico. (…) Isso foi uma escolha do ‘desgoverno federal’, que não comprou os insumos e não distribuiu para os estados e municípios. Isso deveria ter sido feito pelo Ministério da Saúde. Então temos uma subnotificação, porque não se testa o suficiente”, criticou Pasternak.

Natalia Pasternak é fundadora e primeira presidenta do Instituto Questão de Ciência, doutora em microbiologia pela Universidade de São Paulo (USP) e pesquisadora do Instituto de Ciências Biomédicas da USP.

Fonte: IG SAÚDE

Comentários Facebook

Saúde

Brasil tem 71,4 mil mortes pela Covid-19 e 1,83 milhão de casos confirmados

Publicado

por


source
dois enfermeiros usando roupas impermeáveis dão assistência a paciente da Covid-19
AFP

Confira os dados deste sábados (11) divulgados pelo Ministério da Saúde


O último levantamento do Ministério da Saúde, divulgado neste sábado (11), mostra que o Brasil registrou 1.079 novas mortes  causadas pela Covid-19 em 24 horas. O total agora é de 71.469. O crescimento é de 1,5%. A taxa de letalidade é 3,9% no País.


Já o número de casos confirmados de contaminação pelo  novo coronavírus (Sars-CoV-2) foi para 1.839.850. Desse total, 39.023 casos só de ontem para hoje. O crescimento é de 2,2%.

A contagem de casos realizada pelas Secretarias Estaduais de Saúde inclui pessoas sintomáticas ou assintomáticas; ou seja, neste último caso são pessoas que foram ou estão infectadas, mas não apresentaram sintomas da doença.

O Brasil alcançou ontem (10) a marca de 70 mil mortes causadas pela Covid-19 . De acordo com o levantamento, a pasta registrou 1.214 óbitos e 45.048 casos em 24 horas. Até então, o Brasil tinha 70.398 mortes e 1.800.827 pessoas infectadas pelo novo coronavírus.

Tabela de mortes e casos confirmados de Covid-19 no Brasil
Divulgação/Ministério da Saúde

Tabela de mortes e casos confirmados de Covid-19 no Brasil

O ranking de número de mortes segue liderado pelo estado de São Paulo, que tem 17.702 óbitos causados pela Covid-19. O Rio de Janeiro continua em segundo lugar, com 11.406 mortes.

Os estados que registram maior número de casos são: São Paulo (366.890), Ceará (135.945), Rio de Janeiro (129.675), Pará (124.934) e Bahia (104.188).


Fonte: IG SAÚDE

Comentários Facebook
Continue lendo

Saúde

Brasil tem 71,4 mil mortes pela Covid-19 e 1,83 milhão de casos confirmados

Publicado

por


source
dois enfermeiros usando roupas impermeáveis dão assistência a paciente da Covid-19
AFP

Confira os dados deste sábados (11) divulgados pelo Ministério da Saúde


O último levantamento do Ministério da Saúde, divulgado neste sábado (11), mostra que o Brasil registrou 1.079 novas mortes  causadas pela Covid-19 em 24 horas. O total agora é de 71.469. O crescimento é de 1,5%. A taxa de letalidade é 3,9% no País.


Já o número de casos confirmados de contaminação pelo  novo coronavírus (Sars-CoV-2) foi para 1.839.850. Desse total, 39.023 casos só de ontem para hoje. O crescimento é de 2,2%.

A contagem de casos realizada pelas Secretarias Estaduais de Saúde inclui pessoas sintomáticas ou assintomáticas; ou seja, neste último caso são pessoas que foram ou estão infectadas, mas não apresentaram sintomas da doença.

O Brasil alcançou ontem (10) a marca de 70 mil mortes causadas pela Covid-19 . De acordo com o levantamento, a pasta registrou 1.214 óbitos e 45.048 casos em 24 horas. Até então, o Brasil tinha 70.398 mortes e 1.800.827 pessoas infectadas pelo novo coronavírus.

O ranking de número de mortes segue liderado pelo estado de São Paulo, que tem 17.702 óbitos causados pela Covid-19. O Rio de Janeiro continua em segundo lugar, com 11.406 mortes.

Os estados que registram maior número de casos são: São Paulo (366.890), Ceará (135.945), Rio de Janeiro (129.675), Pará (124.934) e Bahia (104.188).


Fonte: IG SAÚDE

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

Mato Grosso

Política MT

Mais Lidas da Semana