conecte-se conosco

  • banner_Lorenzetti_1250x250

Polícia

Mulher que forjou sequestro para vender camionete e receber seguro é presa em flagrante pela Polícia Civil

Publicado


Raquel Teixeira/Polícia Civil-MT 

 

Uma empresária de 28 anos foi autuada em flagrante pela Polícia Civil nesta quinta-feira (02.12) por estelionato e falsa comunicação de crime, após forjar um falso sequestro na cidade de Várzea Grande, durante a madrugada. Ela foi ouvida nesta tarde na Gerência de Combate ao Crime Organizado (GCCO), após ser localizada conduzindo seu veículo em uma avenida da Capital.

Na madrugada desta quinta-feira, o marido da empresária procurou o plantão da 1a Delegacia de Várzea Grande e registrou um boletim de ocorrência informando que estavam em uma festa, no bairro Nova Várzea Grande, quando sua companheira foi em uma distribuidora de bebidas conduzindo sua caminhonete Hilux e não retornou. Logo depois, ele recebeu imagens em vídeo que supostamente mostravam a mulher encapuzada, sendo mantida em cárcere privado.

Diante da possibilidade de um suposto sequestro, a GCCO passou a apurar a ocorrência e iniciou diligências para esclarecer o crime. No final da manhã, a investigação apontou que a camionete Hillux estava na região do Coxipó. Equipes da unidade foram ao local indicado e encontraram o veículo, sem a placa traseira, e conduzido pela, até então, vítima. Ela foi interceptada quando dirigia a camionete na Avenida Arquimedes Pereira Lima (Estrada do Moinho).

Em entrevista preliminar com os investigadores, ela entrou em contradição várias vezes. Conduzida à GCCO para prestar depoimento, ela acabou confessando, durante o interrogatório, que forjou o sequestro e o roubo do veículo. “Ela contou ainda que o objetivo era comercializar a camionete no mercado clandestino e depois receber o valor do veículo da seguradora”, explicou o delegado Vitor Hugo Bruzulato Teixeira.

O veículo foi apreendido e a mulher autuada em flagrante por falsa comunicação de crime e estelionato. Após o interrogatório, ela foi levada para a sede da Polinter e depois será encaminhada para audiência de custódia no Fórum da Capital.

O marido da suspeita prestou declarações e, de acordo com a apuração da GCCO, foi descartada a participação dele nos crimes.

Conforme o delegado Vitor Hugo, a investigação continua para prender os demais envolvidos nos crimes.

Fonte: PJC MT

Comentários Facebook

Polícia

Em ação rápida, Polícia Civil recupera motocicleta furtada em Barra do Garças

Publicado

por


Assessoria/Polícia Civil-MT

Em menos de 24 horas, a Polícia Civil por meio da Delegacia Especializada de Roubos e Furtos (Derf) de Barra do Garças (509 km a leste de Cuiabá) recuperou uma motocicleta furtada, na tarde de quarta-feira (26.01), no município.

As investigações iniciaram no início da manhã desta quinta-feira (27), quando a vítima procurou a Derf, informando que recebeu uma mensagem que a sua motocicleta estava em uma conhecida oficina da cidade.

Com base nas informações, a equipe de policiais da Derf foi até o local onde conseguiu localizar a motocicleta, que foi apreendida e restituída a vítima.

Segundo os delegados da Derf Barra do Garças, Nelder Martins Pereira e Joaquim Leitão Junior, as investigações estão em andamento e já há indícios da autoria do furto. As diligências continuam para finalizar a apuração dos fatos e identificar os envolvidos no crime.

Fonte: PJC MT

Continue lendo

Polícia

Principal envolvido em homicídio bárbaro em Lucas do Rio Verde é preso pela Polícia Civil

Publicado

por


Raquel Teixeira/Polícia Civil-MT

O principal suspeito do homicídio e ocultação do cadáver de Gediano Aparecido da Silva, 19 anos, foi preso pela Polícia Civil em Lucas do Rio Verde, após diversas diligências para esclarecer o crime que chocou a população da cidade.

Na manhã de quarta-feira (26), parte do corpo da vítima foi encontrada dentro de um saco de lixo, jogado em um contêiner de lixo, na Avenida Goiás. Familiares da vítima acionaram a Polícia Militar, que encontrou a cabeça degolada.

Durante as diligências para esclarecer o crime, as equipes policiais avistaram rastros de sangue às margens do rio Piranhas, a 15 quilômetros da cidade. Em vistoria nas proximidades do rio, militares avistaram o corpo decapitado e submerso na água. As equipes da Polícia Civil, Politec e Corpo de Bombeiros foram ao local para coletar as evidências e retirar o corpo do rio.

Na sequência da investigação, a Delegacia de Lucas do Rio Verde conseguiu apurar o modelo e características do veículo utilizado para cometer o crime, como também o principal envolvido no homicídio, de 21 anos. Ele foi preso no final da noite de quarta-feira e com ele encontrado o Gol e uma arma que provavelmente foi usada para cometer o crime. No veículo foram encontrados vestígios de sangue humano e passará por perícia da Politec.

O delegado responsável pela investigação, Marcello Henrique Maidame, destaca que todas as forças de segurança estão empenhadas para esclarecer e dar a resposta necessária aos delitos ocorridos a mando de uma facção criminosa, a exemplo do homicídio ocorrido. “Todos os policiais de Lucas do Rio Verde se empenharam nas diligências para esclarecer esse homicídio que chocou a cidade pela forma bárbara. A investigação continua para chegar aos demais envolvidos no crime, que já estão identificados”, reforçou o delegado.

O suspeito foi autuado pelo homicídio qualificado e também identificado como autor de um segundo crime, uma tentativa de homicídio ocorrida no dia 24 de janeiro, contra um adolescente, no bairro Rio Verde.

O comandante da PM em Lucas do Rio Verde, tenente-coronel Paulo Secchi, ressaltou o trabalho integrado das forças de segurança em dar respostas à sociedade diante dos crimes ocorridos.

Fonte: PJC MT

Continue lendo

Polícia

Mato Grosso

Política MT

Mais Lidas da Semana