conecte-se conosco


Mato Grosso

Mortes em Colniza: empresa fala em legítima defesa; Pastoral diz que houve massacre

Publicado

A empresa da família do ex-deputado José Geraldo Riva, “Floresta Viva”, responsável pela segurança da fazenda “Bauru” (antiga Magali), a Comissão Pastoral da Terra (CPT) e o Fórum de Direitos Humanos e da Terra de Mato Grosso (FDHT-MT) emitiram notas com suas versões do conflito armado.

Segundo a Empresa Unifort Segurança, sua equipe reagiu a disparos de arma de fogo que atingiram um carro de ronda. A empresa “Floresta Viva” reforça que a fazenda Bauru vem sendo alvo de invasões que descumprem ordens judiciais e “provocam crimes ambientais”. “Oportuno esclarecer que os invasores também estavam em poder de foices e facões. Sem outra alternativa, os seguranças foram obrigados a reagir para salvaguardar suas vidas, assim como dos demais trabalhadores da fazenda. Infelizmente, mesmo após a reintegração de posse e anteriormente ao conflito de hoje, pessoas que se denominam trabalhadores rurais e que deveriam se manter do lado externo da propriedade, insistem em descumprir a determinação judicial de 31/10/2018”, diz trecho da nota da Unifort.

A Pastoral da Terra e o Fórum de Direitos Humanos, por sua vez, denunciam o que chama de um “novo massacre”. Segundo o movimento, cerca de 200 famílias ocuparam parte da área da propriedade na última segunda-feira (29.12) e logo após receberam um mandado de despejo emitido pela juíza da Vara Agrária de Cuiabá.

“Colniza possui um grave histórico de assassinatos no campo. De 2003 até agora foram registrados 16 assassinatos em conflitos agrários no município. Das quase 200 famílias que lá estão sob a mira dos pistoleiros na Fazenda Agropecuária Bauru, algumas são posseiras, outras compraram o direito de estar na terra, e já moram em seus lotes há algum tempo. Produzem e criam animais. São pessoas que apostaram no sonho de construir uma vida com o suor do trabalho”, diz trecho da nota da Pastoral.

Segundo a organização, um dos mortos seria um trabalhador rural identificado até o momento como Eliseu Queres e outras nove pessoas estariam feridas, três delas em estado grave.

Leia mais:  Custodiadas de unidade prisional feminina aprendem a fazer molhos e conservas

 

 

Fonte: O Livre

Comentários Facebook
publicidade

Mato Grosso

Dez jovens, incluindo menores, são flagrados pela PM em festa ‘regada’ a bebida alcoólica e drogas na Vila Goiânia

Publicado

A Polícia Militar apreendeu 10 jovens, entre eles, seis menores de idade durante uma festa em chácara na madrugada deste domingo (24), na região do bairro Vila Goiânia, em Tangará da Serra.

Segundo informações uma ocorrência por perturbação do sossego resultou neste flagrante. Em revista ao ambiente os militares encontraram porções de maconha, êxtase e doce, além de várias garrafas de bebidas alcoólicas. Quatro suspeitos entre 19 e 22 anos foram detidos e seis adolescentes de 16 e 17 anos, dos quais, cinco garotas, acabaram apreendidas.

Todos os envolvidos, e os produtos recolhidos, incluindo uma quantia em dinheiro e celulares, foram encaminhados para a Delegacia Judiciária Civil. Os maiores de idade, organizadores da festa, serão indiciados por corrupção de menor, uso e posse de entorpecentes.

Comentários Facebook
Leia mais:  Reforma reduz número de secretarias e autarquias para economia de recursos
Continue lendo

Mato Grosso

Pela contribuição à sociedade lideranças femininas recebem o título ‘Mulher Cidadã’

Publicado

A noite de sexta-feira (24) foi de gratidão e emoção. Promovido pela Câmara Municipal de Tangará da Serra, o evento ‘Mulher Cidadã’, realizado no auditório da OAB, reuniu centenas de pessoas e em especial, 40 lideranças femininas que se destacarem como mulher em sociedade, dedicando-se as mais diversas causas na defesa dos direitos da mulher e dos interesses sociais da coletividade.

Foto: Marcos Figueiró

Presidida pela vereadora Sandra Garcia (PSDB) durante a sessão solene, foi entregue a elas, o certificado de Mulher Cidadã. A Lei Municipal 3.534/2011, estabelece que os órgãos públicos municipais devam se empenhar em discutir a atenção integral aos seus direitos e necessidades.

Nesse contexto, o Poder Legislativo se torna responsável por realizar a sessão solene com a entrega de títulos à personalidades indicadas pelos vereadores:

01 – ANA CATARINA BIANCHINI
02 – ANA LUCIA VIENA GONÇALVES DE ALMEIDA
03 – ANDREIA SOARES DA SILVA ANDRADE
04 – CONCEIÇÃO ROSA RODRIGUES
05 – DIVA MARTINS BEZERRA
06 – DOLORES PEGO SODRÉ LOCATELLI
07 – EDINÉIA GONÇALVES DE SOUZA VIEIRA
08 – EDNA RIBEIRO
09 – EVANETE STEIGER DE OLIVEIRA
10 – FABÍOLA TORMES HOMSI
11 – HERONDINA ROSA THOMAZ DA SILVEIRA
12 – IDALINA MEURER
13 – ILDA DOS SANTOS VERSIANO
14 – INÊS BIGOLIN
15 – IVONE THOMAZ TELES
16 – IVONETE CIRICO DE SOUZA CAMPOS
17 – MARIA LÚCIA SEIBERT WELTER
18 – JULIANA STASCOVIAN
19 – LILIAN DE MENEZES GONÇALVES
20 – LUZIA DE SOUZA AMORIM
21 – MARGARETE FERREIRA SAUBERLICH
22 – MARIA DE LOURDES DA SILVA OLIVEIRA
23 – MARIA DE LOURDES MIRANDA NOVAIS
24 – MARIA DE LOURDES PERES
25 – MARIA ELVIRA TRESCH
26 – MARIA LUIZA POLLO ZANATA
27 – MARILZA APARECIDA BARRETO MANZANO
28 – MARLI APARECIDA FERREIRA FRANCHINI
29 – MARTA MANZANO ARTERO
30 – NAIR RODRIGUES SANTANA
31 – NELCI ALVES RIBEIRO
32 – PAULA CORREIA FRANCHINI BRITO
33 – ROZELENE SILVANA DA SILVA
34 – SANDRA APARECIDA MENDONÇA
35 – SEBASTIANA CRISTINA PEQUENO DE SOUZA
36 – SELMA LOPES DA SILVA
37 – SILVANA PEREIRA DE SOUZA
38 – SILVIA CECAGNO GUCHERT
39 – SIMONE APARECIDA STOINSKI DEIJANI
40 – VALÉRIA CRISTINA DE SOUZA E SOUSA

A cerimônia de homenagem, celebrou o  Dia Internacional da Mulher, comemorado em 08 de março, e busca o engajamento da comunidade  na luta por uma sociedade mais igualitária.

Leia mais:  Custodiadas de unidade prisional feminina aprendem a fazer molhos e conservas

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

Mato Grosso

Política MT

Mais Lidas da Semana