conecte-se conosco

  • banner_Lorenzetti_1250x250

Economia

Ministério diz que privatização da Eletrobras é a maior do país; entenda

Publicado


source
Ministério da Economia diz que privatização da Eletrobras é um
Redação 1Bilhão Educação Financeira

Ministério da Economia diz que privatização da Eletrobras é um “momento histórico para o país”

A Secretaria de Desestatização, Desinvestimento e Mercados do Ministério da Economia publicou nota em que afirma que a aprovação da Medida Provisória 1.031/2021 pelo Congresso Nacional, que prevê a privatização da Eletrobras, “representa um momento histórico para o país e chega com 26 anos de atraso” .

A primeira tentativa de privatização da empresa ocorreu em 1995. O texto base da MP, aprovada na Câmara na segunda-feira (21), prevê, entre outras medidas, a emissão de novas ações da Eletrobras, a serem vendidas no mercado sem a participação da empresa, resultando na perda do controle acionário de voto mantido atualmente pela União.

A matéria segue, agora, para sanção do presidente Jair Bolsonaro. Segundo a nota, o texto final aprovado pelo Legislativo traz “expressivas vantagens ao consumidor”, pois a operação pode representar cerca de R$ 100 bilhões aos cofres públicos e promover a reorganização do setor elétrico brasileiro por meio de benefícios como a “redução das garantias físicas das usinas renovadas e as obras de revitalização das bacias; além do direcionamento de mais de R$ 40 bilhões para a CDE [Conta de Desenvolvimento Energético] em benefício da modicidade tarifária de todos os consumidores”.

A estimativa do Ministério de Minas e Energia é de redução de 6,3% na tarifa de energia para por todos os brasileiros. “Em que pese esse número ainda tenha que ser revisado, a partir das alterações finais do texto, fica evidente que a redução tarifária será expressiva”, diz a nota. Ainda de acordo com a nota, sobre o uso das termelétricas de base, considerada a “questão mais polêmica” levantada ao longo da tramitação da MP, os custos para a construção de eventuais gasodutos estarão embutidos no valor do preço-teto do leilão.

Conforme a nota, a proposta das térmicas reduz tarifa e traz segurança ao sistema.“Esse valor compreende a operação completa: construção da térmica e eventual gasoduto; a contratação do bloco de gás possibilitará o deslocamento das termelétricas a óleo diesel, que custam três vezes o preço-teto proposto e são muito mais poluentes”, destaca.

Comentários Facebook

Economia

Nubank anuncia aumento no limite de crédito para quase 90% dos clientes

Publicado

por


source
Mais de 35 milhões de clientes devem ser afetados
Fernanda Capelli

Mais de 35 milhões de clientes devem ser afetados

O Nubank anunciou que aumentará o limite do cartão de crédito para 87,5% dos clientes, ao todo, 35 milhões serão beneficiado pela medida nos próximos 12 meses, diz a Folha de São Paulo. 

O banco tem no total 40 milhões de clientes, e destes, pelo menos 10 milhões terão o limite ampliado até o final deste ano. Três milhões já no mês de agosto. 

Para chegar nessa decisão, a instituição financeira desenvolveu, por dois anos, um novo modelo de análise de crédito.

“É um padrão inovador, que pensa nas necessidades de nossos clientes sem comprometer o nosso modelo de negócio. Realizamos milhares de testes para entender mais profundamente o comportamento dos clientes e hoje podemos aumentar o limite de uma maneira responsável. Temos agora uma capacidade ainda mais precisa de projetar os gastos dos consumidores”, disse à Folha o diretor de ciência de dados do Nubank, Jacob Sisk.


Continue lendo

Economia

Brasil Econômico traz professor para analisar troca ministerial na live desta 5ª

Publicado

por


source
Live Brasil Econômico desta quinta-feira (29)
Brasil Econômico

Live Brasil Econômico desta quinta-feira (29)

O Brasil Econômico ao Vivo desta quinta-feira (29) vai receber Alexandre Pires, professor dos cursos de Ciências Econômicas e Relações Internacionais no Ibmec SP, para comentar a reforma ministerial promovida pelo presidente Jair Bolsonaro. A live começa às 17h no  canal do Youtube do iG ou pela  página oficial do portal no Facebook . Você pode mandar suas dúvidas pelo  [email protected] .

Ontem, o governo publicou a Medida Provisória (MP) que garante a recriação do Ministério do Trabalho e Previdência, cujo ministro será Onyx Lorenzoni. Braço direito de Bolsonaro, estava na Secretaria-Geral da Presidência, que será ocupada pelo general Luiz Eduardo Ramos, que estava na Casa Civil. 

Pasta que é considerada a principal mudança, mencionada por Bolsonaro como “a alma do governo”, foi para o senador Ciro Nogueira, do PP. Segundo interlocutores, a entrada do líder do Centrão na Casa Civil busa ”melhorar o diálogo com o Senado”. 

O convidado

Alexandre Pires é doutorado em Sociologia pela Universidade de São Paulo (USP), tem mestrado em Sociologia pela Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP), e bacharelado pelo Centro de Estudos Sociais Aplicados da Universidade Estadual de Londrina (UEL). Dedica-se a temas e tópicos de relações internacionais, economia política, história econômica e social, desenvolvimento internacional, administração pública, negócios, sociologia e ciência política.

Você viu?

Também participarão da transmissão o advogado criminalista Kakay e o jornalista Ricardo Galuppo. 

Lives do Brasil Econômico

Semanalmente, a redação do  Brasil Econômico entrevista algum especialista para aprofundar um tema relevante do noticiário econômico. Sempre às quintas-feiras, as transmissões começam às 17h pela página do Facebook e pelo canal do iG no Youtube.

Continue lendo

Polícia

Mato Grosso

Política MT

Mais Lidas da Semana