conecte-se conosco


Saúde

Minas Gerais tem recorde de mortes em 24h pelo 2º dia seguido

Publicado


source
pessoa com roupa impermeável
Foto: Bernardo Portella / Divulgação

Estado de Minas Gerais tem avanço da pandemia há semanas


O estado de Minas Gerais atingiu recorde de mortes em 24 horas pelo segundo dia seguido. O estado tem, até esta quarta-feira (5), 3.195 óbitos causados pela Covid-19 , sendo que 152 são novas vítimas fatais.


O estado também registrou 3.933 novos casos de novo coronavírus hoje. O total é de 139.661. Com estes números, Minas Gerais é o sexto no Brasil com maior número de incidências do vírus.

A Secretaria Estadual de Saúde de Minas Gerais indicou em seu informe epidemiológico que existem 120 mortes sendo investigadas.

A ocupação de leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) estava em 66% em todo estado na manhã de hoje, enquanto 57% dos de enfermaria estão com pacientes. Cerca de 95% de todo estado está contaminado.

Dos 853 municípios mineiros, 815 já tiveram ao menos um paciente infectado com a Covid-19 . Isso representa mais de 95% do total de cidades no estado.

Mudanças no informe epidemiológico

Segundo o secretário de Saúde de Minas Gerais, Carlos Eduardo Amaral, o informe epidemiológico do estado passa por mudanças. Por esse motivo, as mortes deixarão de ser divulgadas. Ele afirma que a base de dados está sendo checadas para evitar números duplicados.

Amaral afirmou, em entrevista exclusiva à TV Globo, que o óbito pode não ter acontecido na sua data de registro. O registro corresponde ao dia em que a secretaria foi notificada sobre o determinado óbito pelo município.

“O que estamos fazendo neste momento, como estamos mudando de plataforma, nossa equipe está vendo se não tem óbitos em duplicidade nem óbitos faltando. Durante esta semana, vamos fazer esse ajuste. Aceleramos a notificação e o que estava represado há dez dias vai ser divulgado agora”, explicou o secretário.

Fonte: IG SAÚDE

Comentários Facebook

Saúde

UFPel continua pesquisa sobre Covid-19 com financiamento privado

Publicado

por


source
Reitor da UFPel Pedro Hallal
Alan Santos/PR

Reitor da UFPel e coordenador geral da Epicovid19-BR Pedro Hallal

Universidade Federal de Pelotas (UFPel) anunciou nesta quarta-feira (5) que a Epicovid19-BR, o maior estudo nacional sobre a proliferação do novo coronavírus (Sars-CoV-2), vai continuar com investimento privado depois de  não ter o seu financiamento renovado com o Ministério da Saúde no final de julho.

A pesquisa foi realizada em três fases pela universidade e, agora, a quarta etapa será financiada por um fundo criado pelo Itaú Unibanco para auxiliar o combate à Covid-19 no Brasil.

O montante custeará mais três nova fase do estudo e é R$ 11,5 milhões. Em 21 de julho, os trabalhos haviam sido suspensos após o Ministério da Saúde ter cancelado o financiamento.

Segundo a UFPel, esta nova etapa de entrevistas e testes rápidos ocorrerá entre os dias 20 e 23 de agosto em 133 cidades de todos os estados do Brasil. O quarto estágio vai seguir a mesma metodologia dos três anteriores.

Para coletar essas informações, aproximadamente dois mil entrevistadores vão voltar a visitar os lares brasileiros para realizar testes rápidos e entrevistas, com 250 moradores em cada município, totalizando 33.250 participantes.

Nas três primeiras etapas, realizadas entre maio e junho, foram quase 90 mil pessoas entrevistadas. O último resultado indicou que 3,8% dos brasileiros têm ou já foram infectados pelo novo coronavírus.

O levantamento apontou ainda que o número real de casos é seis vezes maior do que o de casos notificados. De cada cem infectados, um vai a óbito.

“Nossa prioridade é seguir fazendo ciência e fornecendo informações para a sociedade brasileira, independentemente das dificuldades. O povo brasileiro precisa do Epicovid19, e, por isso, fico muito feliz em anunciar que seguiremos com a pesquisa”, afirmou o coordenador geral do estudo, Pedro Hallal, ao jornal O Estado de São Paulo .

Ministério da Saúde cancelou pesquisa

No fim de julho, o ministro interino da Saúde, general Eduardo Pazuello, confirmou o fim do convênio da pesquisa nacional. Eram necessários mais R$ 4 milhões do governo federal para financiar o estudo.

Após o fim das três fases, Pazuello considerou a análise “muito boa”, mas alegou que o trabalho tinha caráter regional. “A pesquisa dessa forma ficou mais regionalizada e tivemos dificuldade de transferir o raciocínio para fazer uma triangulação das ideias para efeito de Brasil, como um todo. O Brasil é muito heterogêneo”, disse o o general.

Fonte: IG SAÚDE

Comentários Facebook
Continue lendo

Saúde

Portugal exige teste de coronavírus para passageiros vindos do Brasil

Publicado

por


source
Portugal exige teste de coronavírus para passageiros vindos do BR
Divulgação

Portugal exige teste de coronavírus para passageiros vindos do BR

Autoridades portuguesas anunciaram que viajantes com destino a Portugal que partirem do Brasil deverão apresentar, obrigatoriamente , teste molecular RT-PCR negativo para o novo coronavírus (Sars-Cov-2). O teste deverá ser realizado nas 72 horas que antecedem o voo ou será recusado o embarque do passageiro.

Todos, inclusive cidadãos portugueses e quem reside em Portugal, estão incluídos na medida que teve início em primeiro de agosto. “Alertamos que por determinação das autoridades portuguesas, as companhias aéreas, incluindo a TAP Air Portugal, só poderão aceitar como teste negativo válido, o teste molecular RT-PCR “, comunicou a TAP.

A companhia reforçou que não irá admitir outros tipos de teste . “Não será possível aceitar para embarque passageiros que apresentem qualquer outro tipo de teste”, afirmou.

Em São Paulo, os laboratórios Fleury fazem parte de uma parceria que a TAP fechou para que todos consigam se adequar às novas medidas. Os clientes da companhia recebem 25% de desconto e recebem o resultado em até 72 horas antes do embarque, como determinado pelas autoridades portuguesas.

No Rio de Janeiro a Clínica Felippe Mattoso oferece o mesmo serviço e benefício. Em breve novas regiões poderão ser contempladas com essa mesma parceria, segundo a TAP.

Fonte: IG SAÚDE

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

Mato Grosso

Política MT

Mais Lidas da Semana