conecte-se conosco


Cidades

Mercado reduz projeção de crescimento da economia para 2,5% em 2019

Publicado

Instituições financeiras, consultadas pelo Banco Central (BC), reduziram a projeção para o crescimento da economia, neste ano e em 2020. A projeção para a expansão do Produto Interno Bruto (PIB) – a soma de todos os bens e serviços produzidos no país – foi ajustada de 2,53% para 2,50%, em 2019.

Para o próximo ano, a expectativa caiu de 2,60% para 2,50%. Em 2021 e 2022, a projeção segue em 2,50%. Essas são as previsões de instituições financeiras consultadas pelo BC todas as semanas sobre os principais indicadores econômicos.

A inflação, calculada pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), deve ficar em 4% este ano.

Na semana passada, a projeção para o IPCA estava em 4,01%. A estimativa segue abaixo da meta de inflação (4,25%), com intervalo de tolerância entre 2,75% e 5,75%, este ano.

Para 2020, a projeção para o IPCA segue em 4%, há 82 semanas seguidas. Para 2021 e 2022, a estimativa permanece em 3,75%.

A meta de inflação é 4%, em 2020, e 3,75%, em 2021, com intervalo de tolerância de 1,5 ponto percentual para os dois anos (2,5% a 5,5% e 2,25% a 5,25%, respectivamente).

O BC usa como principal instrumento a taxa básica de juros, a Selic, atualmente em 6,5% ao ano, para alcançar a meta da taxa inflacionária.

De acordo com o mercado financeiro, a Selic deve encerrar 2019 em 7% ao ano e continuar a subir em 2020, encerrando o período em 8% ao ano, permanecendo nesse patamar em 2021 e 2022.

O Comitê de Política Monetária (Copom) aumenta a Selic para conter a demanda aquecida, e isso causa reflexos nos preços porque os juros mais altos encarecem o crédito e estimulam a poupança.

Quando o Copom diminui a Selic, a tendência é que o crédito fique mais barato, com incentivo à produção e ao consumo, reduzindo o controle da inflação.

A manutenção da taxa básica de juros indica que o Copom considera as alterações anteriores suficientes para chegar à meta de inflação.


A previsão do mercado financeiro para a cotação do dólar permanece em R$ 3,75 no final deste ano, e em R$ 3,78, no fim de 2020.

Comentários Facebook
Leia mais:  Marcha aborda, pela primeira vez, fechamento dos lixões e papel dos Ministérios Públicos Estaduais
publicidade

Cidades

Motorista sofre acidente e denuncia em rede social obstáculo usado para sinalizar obra na ‘Curva do Dona Júlia’

Publicado

Pelo menos seis acidentes foram relatados no fim de semana, na Avenida Nilo Torres, no trecho da ‘Curva do Dona Júlia’, local onde ocorrem obras de drenagem de águas pluviais no bairro Jardim Imperial em Tangará da Serra.

Motorista sofre acidente ao colidir contra morro de terra usado como sinalização de trânsito em obra de drenagem na ‘Curva do Dona Júlia’. Foto: Reprodução

Revoltado, um dos motoristas envolvidos em acidente no trecho, denunciou em vídeo os perigos do local, após ter colidido com o carro, contra um obstáculo deixado pela Secretaria de Infraestrutura (SINFRA). “Nós estamos na curva da dona Julia, no monte de terra que a prefeitura deixou aqui, não sinalizaram, meu carro rampou o monte, veio o segundo carro e também bateu. Nós queremos saber o que podemos fazer porque vamos ficar no prejuízo e a prefeitura deixou o monte de terra no meio da rua, não deixaram sinalização nenhuma à noite e acabou com a frente dos nossos carros”, denuncia a vítima.


Quanto ao apelo do usuário, a prefeitura destaca que o local está interditado para obra e que mesmo diante dos riscos, condutores ignoram a orientação, e acabam se envolvendo em acidentes pelo descuido em não se atentarem aos avisos de bloqueio. O fechamento do acesso corresponde ao trecho que liga a Avenida Nilo Torres à comunidade Linha 12 e bairros Barcelona, Morada do Sol, Bela Vista e Jardim Califórnia. A Sinfra sugere, que o acesso à região, seja conduzido pelo Bairro Jardim Califórnia.

Comentários Facebook
Leia mais:  Operações policiais serão intensificadas nos 141 municípios de Mato Grosso
Continue lendo

Cidades

Sine disponibiliza 1307 vagas de emprego, deste total, 39 oportunidades são em Tangará da Serra

Publicado

O Sistema Nacional de Emprego (Sine), por meio da Secretaria de Estado e Assistência Social e Cidadania (Setasc-MT), divulga nesta semana um total de 1.307 oportunidades de emprego em  29 municípios de Mato Grosso.

Os interessados devem apresentar, Carteira de Trabalho, Identidade e CPF.

Em Tangará da Serra, são 39 oportunidades a maior oferta é para atendente de açougue com oito vagas. O Sine, disponibiliza na cidade, 4 vagas para pedreiro, 3 para auxiliar de produção, 4 açougueiro, 2 vendedor, 2 preparador de funilaria, 1 eletricista, 1 funileiro, 1 mecânico de trator, 1 vendedor de ótica, 1 mecânico de motos, 1 eletricista automotivo, 1 preparador e pintor de veículos, 1 mecânico de motos, 1 técnico mecânico em regulagem eletrônica flex, 1 técnico mecânico eletrônica geral, 1 técnico mecânico em área diesel, 1 técnico em ar condicionado automotivo e 1 vaga para portador de deficiência. Interessados devem comparecer ao Sine, que fica localizado na Avenida Brasil, nº55 – Centro, das 08h00 às 16h00. Os interessados devem apresentar, Carteira de Trabalho, Identidade e CPF. Para mais informações, entre em contato pelo Fone: (65) 3326-5590.

Na capital são sete vagas disponibilizadas, sendo para auxiliar de almoxarifado, auxiliar de dentista, churrasqueiro, cortador de roupas, costureira de máquina reta. Para os deficientes físicos (PCD) são duas vagas para auxiliar de linha de produção.

O município de Várzea Grande conta com um total de 55 oportunidades de emprego. As vagas são para motorista de ônibus rodoviário, auxiliar administrativo, conferente de carga e descarga, ajudante de carga e descarga de mercadoria.

Leia mais:  Operações policiais serão intensificadas nos 141 municípios de Mato Grosso

Entre as ofertas no interior, Sapezal disponibiliza um total de 302 vagas. As vagas ofertadas são para operador de máquina agrícola, auxiliar de linha de produção, operador de máquinas fixas em geral, trabalhador, agrícola polivalente e trabalhador agropecuário em geral.

Lucas do Rio Verde conta com um total de 251 vagas, sendo ofertadas para apanhador na cultura, motorista carreteiro, operador de processo de produção, pedreiro e vendedor interno.


Já na cidade de Rondonópolis são 106 vagas para instalador-reparador de linhas telefônicas aéreas e subterrâneas, vendedor de serviços, costureira em geral, auxiliar técnico, instalador-reparador de linhas de comunicação de dados.

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

Mato Grosso

Política MT

Mais Lidas da Semana