conecte-se conosco


Entretenimento

Megyn Kelly, demitida por racismo nos EUA, vai receber indenização milionária

Publicado

A jornalista e ex-apresentadora da TV americana
NBC

Megyn Kelly foi demitida em outubro após comentários considerados racistas sobre blackface
(atores que pintavam o rosto com carvão para representar personagens afro-americanos. No entanto, a quebra de contrato com a profissional, que também foi repórter na  Fox News
e ainda tinha mais três anos pela frente na NBC
, rendeu a mesma uma indenização milionária e deverá receber cerca de US$ 30 milhões (cerca de R$ 94 milhões) – causando nova polêmica em cima do caso. 


Megyn Kelly, ex-âncora da NBC irá receber indenização milionária
Reprodução/Instagram
Megyn Kelly, ex-âncora da NBC irá receber indenização milionária

Na ocasião,  Megyn Kelly
, em seu programa na TV americana
“Megyn Kelly Today”, disse que não compreendia porque o uso da blackface era considerado racista nos Estados Unidos. As falas da apresentadoras foram consideradas racistas e seu programa foi retirado do ar no dia 24 de outubro e sua demissão foi confirmada após quase dois anos de casa. 


“Mas o que é racismo? Porque, na verdade, você se mete em encrencas se você é uma pessoa branca que coloca uma cara preta no Halloween ou uma pessoa negra que coloca um rosto branco no Halloween. Quando eu era criança, tudo bem, desde que você se vestisse como um personagem”, disse a apresentadora. 

Leia também: Antônia Fontenelle  protagoniza polêmica na web com jornalista da Record

Megyn Kelly pede desculpas, mas receberá indenização milionária

Um trecho do pedido de desculpas de Megyn foi divulgado durante uma reportagem da também emissora CNN. “Eu percebo agora que tal comportamento é de fato errado, e me desculpe. A história do blackface em nossa cultura é abominável; as feridas são muito profundas. Eu nunca fui um tipo de “PC”, mas entendo que precisamos ser mais sensíveis nos dias de hoje”, disse a jornalista de 48 anos após ser demitida. 

Leia mais:  “Escape Room” propõe filme de terror para geração gamer

Jornalistas Chris Cuomo e Don Lemon falam sobre as polêmicas falas da jornalista Megyn Kelly
Reprodução/Youtube
Jornalistas Chris Cuomo e Don Lemon falam sobre as polêmicas falas da jornalista Megyn Kelly

Na ocasião, o jornalista Don Lemon comentou sobre a fala da apresentora na TV americana, criticando a sua postura e pensamento sobre diversidade. “Quanto tempo você tem, Chris?” Lemon disse quando perguntado sobre sua opinião sobre a controvérsia. “Fazemos isso todos os dias, às vezes você diz coisas estúpidas quando está vivo, mas vou ser sincero. Megyn Kelly tem 47 anos – ela é da nossa idade. Nunca houve um tempo em seus 47 anos que o blackface tenha sido aceitável”, falou o âncora. 

“Havia todas as pessoas brancas nesse painel (falando sobre as pessoas que estavam discutindo sobre o tema no programa de Megyn Kelly na NBC
). Não havia afro-americanos, nem pessoas de cor para dizer: “Ei, Megyn, não é legal”, continuou Lemon. 


Megyn Kelly fala sobre blackface no Halloween
Reprodução/Youtube
Megyn Kelly fala sobre blackface no Halloween

“Eu me pergunto quanta diversidade ela tem em sua equipe. Eu não sei, eu não estou lá, mas imagino que não há muita coisa porque as pessoas a teriam informado. Isso é o que as pessoas da cultura maior não entendem sobre racismo e privilégio. Eu não conheço muitos negros que estão tentando ser brancos para o Halloween ou se vestindo como pessoas brancas, mas eu conheço muitas pessoas que fazem isso para os negros”, critiou o comunicador sobre a fala da apresentadora na NBC

Leia mais:  Bruno Gagliasso ironiza polêmica e vira piada na web: “Quer chamar atenção”

No Brasil, casos parecidos com o de Megyn Kelly também causaram polêmica. Um dos mais conhecidos foi o do jornalista William Waack, da Rede Globo, que foi afastado da emissora em 2017 após ser acusado de racismo depois de um vídeo seu nos bastidores do “Jornal da Globo” cair na internet.

Nas imagens, o jornalista se prepara para entrar em um link direto da Casa Branca, nos EUA, acompanhado de um convidado. Enquanto espera, ele ouve uma buzina do lado de fora do estúdio. Sem papas na língua ele comenta: “Tá buzinando por que seu m… do c…”. Ainda fora do ar e sem saber que era gravado, Waack continua: “Eu não vou nem falar de quem, eu sei quem é né?”, comenta, se dirigindo ao convidado e sussurra palavras que soam como “é preto”. Ele ainda repete a informação, fazendo com que ambos riam e completa: “é coisa de preto, com certeza”, antes de o vídeo ser cortado.

Leia também: Izabella Camargo, William Waack e mais: jornalistas demitidos de modo polêmico

No entanto, diferentemente do caso da jornalista da TV americana 

Megyn Kelly
, o jornalista e a emissora, de acordo com comunicado de 


Ali Kamel, diretor de jornalismo da TV Globo, encerraram o ontrato de prestação de serviços que mantinham de forma consensual. O valor recebido pelo jornalista pela rescisão não foi revelado, mas foi acordado uam quarentena na TV para o jornalista de dois anos.

Comentários Facebook
publicidade

Entretenimento

Após prisão, atores de “Empire” pedem a demissão de Jussie Smollett

Publicado

por

Jussie Smollett foi acusado de forjar o ataque sofrido em janeiro e acabou detido em Chicago, nos Estados Unidos, na última quinta-feira (21). Após pagar a fiança, de acordo com o TMZ
, ele retornou ao set de gravação de “Empire”, mas o clima com os colegas não é dos melhores e eles pediram, inclusive, a demissão do ator.

Leia também: Jussie Smollett deixa prisão após pagar fiança de R$ 376 mil
.



Elenco de
Reprodução/Instagram
Elenco de “Empire” pede a demissão de Jussie Smollett

Segundo o portal, Jussie Smollett
chegou cerca de meia hora atrasado e gravou uma cena programada. Enquanto os companheiros de série pedem a demissão dele, o ator declara ser inocente.

“Me desculpem por colocar vocês nessa situação e por não responder às suas ligações. Eu queria dizer que lamento e, vocês me conhecem, eu nunca faria isso com vocês, vocês são minha família. Eu juro por Deus, eu não fiz isso”, seriam as falas de Smollett para o elenco.

Conforme o portal de notícias, a lamentação dele não deve ajudar muito, visto que os colegas analisam que Jussie manchou a reputação de “ Empire
”.

Ainda de acordo com o TMZ
, um dos motivos que impulsiona o pedido de demissão se deve ao fato de que Smollett teve muito apoio dos amigos e parceiros do seriado quando o suposto ataque aconteceu.

Leia mais:  Bruno Gagliasso ironiza polêmica e vira piada na web: “Quer chamar atenção”

O site apurou também que, em um dado momento, as gravações precisaram ser interrompidas porque Jussie chorava muito nos bastidores.

O superintendente da polícia de Chicago, Eddie Johnson, afirma que Smollett estava insatisfeito com o salário e o futuro dele na série da Fox
e teria forjado a agressão para mobilizar os produtores e atores, além de chamar a atenção do público. A polícia declara que o próprio ator enviou a carta de cunho racista e homofóbico para ele mesmo. Se condenado, Jussie Smollett pode pegar de um a três anos de prisão.

Leia também: Jussie Smollett usou “dor provocada pelo racismo para se promover”, diz polícia
.

Advogado de Smollett diz que ele é vítima de um espetáculo policial


Jussie Smollet
Reprodução/Instagram
Jussie Smollet

Na noite de quinta-feira (21), o advogado de Jussie Smollett divulgou uma nota alegando que o ator se sente traído pela Justiça e que sua prisão é motivada por questões políticas. “Hoje assistimos a um espetáculo organizado de aplicação da lei que não tem lugar no sistema legal americano. A presunção de inocência, um alicerce na busca por justiça, foi pisoteada às custas do Sr. Smollett e, notavelmente, na véspera de uma eleição para prefeito”, diz a declaração.

“O Sr. Smollett é um jovem de caráter e integridade impecáveis, que mantém ferozmente e solenemente sua inocência e se sente traído por um sistema que aparentemente quer ignorar o devido processo e ir diretamente para a sentença ”, relatou sua defesa.

Leia mais:  Carolina Dieckmann posta foto de biquíni e barriga chapada chama atenção

Apresentador Trevor Noah comenta o caso


Trevor Noah fala sobre o caso envolvendo Jussie Smollett
Reprodução/Instagram
Trevor Noah fala sobre o caso envolvendo Jussie Smollett


Trevor Noah, apresentador do “The Daily Show”, postou um vídeo comentando o caso. Ele começou falando que o mundo inteiro conhece o nome de Jussie agora, mas por razões erradas.

Depois de mostrar trechos de notícias sobre a polêmica em que o ator se envolveu, ele expôs seu ponto de vista: “Esse cara pode ter fingido um crime de ódio apenas para obter um aumento? O que ele estava pensando?”, questiona Noah.

Leia também: Caso Jussie Smollett: ator tem cenas cortadas na série “Empire”
.

“Esta é uma razão insignificante para se cometer um crime tão grande”, pontuou. “Imagine se descobríssemos que Tupac falsificou sua própria morte só para sair de uma taxa de blockbuster? Isso seria insano”, exemplificou o apresentador.

Trevor terminou o vídeo com uma conclusão sobre a prisão do ator e as consequências das supostas atitudes dele. “Quando isso começou, foi uma história sobre pessoas que odiavam Jussie Smollett
porque ele era negro e gay. Agora, as pessoas o odeiam porque ele é um idiota”, finalizou Trevor Noah
.

Fonte: IG Gente
Comentários Facebook
Continue lendo

Entretenimento

Aguinaldo Silva usa passagem da Bíblia para defender José Loreto

Publicado

por

Na última quinta-feira (21), o autor da novela “O Sétimo Guardião”, Aguinaldo Silva, usou seu perfil do Facebook para sair em defesa de José Loreto e para falar sobre a participação do ator em sua novela.


José Loreto recebe apoio de Aguinaldo Silva, autor de
Reprodução/Instagram
José Loreto recebe apoio de Aguinaldo Silva, autor de “O Sétimo Guardião”


Com passagem da Bíblia, Aguinaldo Silva
mandou um recado para as pessoas que estavam falando sobre a possível morte de Júnior, personagem de José Loreto
, da novela das 21h da Rede Globo. “Um dos mais brilhantes expoentes de sua geração”, Aguinaldo falou se referindo a Loreto e ainda deixou claro que não há a mínima possibilidade do seu personagem ser retirado da trama. Na publicação, o autor ainda aproveitou para relembrar que a vida pessoal do ator é de “responsabilidade dele e de sua família”.


“É absolutamente infundada a ‘notícia’ que circula na web sobre a morte do personagem ‘Júnior” em o ‘ O Sétimo Guardião
‘. A vida pessoal de Zé Loreto é da responsabilidade dele e de sua família, assim como é a minha e a de todos nós. Como profissional, o ator é um dos mais brilhantes expoentes da sua geração sendo elemento imprescindível na trama. Para os sedentos por sangue, falsos baluartes da moral, recomendo a leitura de uma das mais belas (e formativas) passagens da Bíblia: João 8:1-11 . ‘Quem não tiver pecado atire a primeira pedra’. Só Jesus é sem pecado e o seu humanismo é atual hoje e sempre! A vida só tem uma direção: para a frente! Vamos cuidar de fazer a nossa parte”, declarou Aguinaldo.

Leia mais:  “Muito sexo sem amor”, reflete Isis Valverde em post no Instagram

Leia também: Globo age para evitar desgaste de Marina Ruy Barbosa e sangria de novela das 21h

Entenda o caso José Loreto-Marina Ruy Barbosa


Rede Globo intervém para proteger novela e Marina Ruy Barbosa
Montagem / Instagram
Rede Globo intervém para proteger novela e Marina Ruy Barbosa

Depois de anunciada a separação de Loreto e Débora Nascimento
, o par romântico do ator  na novela, Marina Ruy Barbosa foi apontada como pivô da separação dele e logo em seguida desmentiu tudo em seu perfil no Twitter. “Hoje comecei a ser apontada por fofoqueiros da internet de ser talvez pivô de uma separação, que devem assistir muita televisão e pelo visto a novela. Amo meu marido e sou muito feliz no casamento e nunca teria, nem nunca tive nada além de uma parceria profissional e amizade no trabalho por consequência da novela. Completamente infundado tudo isso”, declarou Marina querendo dar um basta nesses rumores.

A repercussão do caso foi tanta que amigas e madrinha de casamento da atriz, deixaram de segui-la no Instagram. Bruna Marquezine, sua amiga de infância, Giovanna Ewbank, que foi madrinha de seu casamento, Fiorela Mattheis, Tayla Ayala foram algumas das famosas globais que deram unfollow na ruiva. Débora Nascimento também deixou de segui-la e Marina retribuiu o gesto.

Na última quinta-feira (21), Loreto também publicou uma carta
em suas redes sociais como uma forma de pedido de desculpas para a ex-mulher. “Débora, você tem todas as razões para estar magoada comigo. Te dei motivos, indícios, diria que até provas, que eu mesmo, se estivesse no seu lugar, diria que são inquestionáveis. Mas a vida real às vezes surpreende até as ‘vidas de novela’”, declarou no início da publicação.

Leia mais:  Diretor projeta novo filme do Batman em 2021 e se recusa a falar de Ben Affleck

José Loreto
 também aproveitou para pedir desculpas as pessoas que estão envolvidas no caso sem necessidade: “Peço desculpas a todas as pessoas que, de alguma maneira, foram envolvidas neste espetáculo público que eu causei. Peço desculpas ao público que sempre me prestigiou por desapontá-lo. Peço desculpas a todas as mulheres que se sentiram ofendidas por essa situação”.

Fonte: IG Gente
Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

Mato Grosso

Política MT

Mais Lidas da Semana