conecte-se conosco

  • banner_Lorenzetti_1250x250

Mato Grosso

“Mato Grosso vai muito bem e como cidadão observo isso”, afirma Sérgio Ricardo

Publicado


O conselheiro do Tribunal de Contas do Estado, Sérgio Ricardo, destacou nesta segunda-feira (04.04) o equilíbrio fiscal em que o Governo de Mato Grosso se encontra e os investimentos em todos os setores.

“Como cidadão mato-grossense observo que o Estado vai muito bem, um Estado equilibrado e de pessoas felizes. O cenário colocado pelo novo secretário da Casa Civil, Rogério Gallo, nos mostra isso. Os investimentos feitos pelo governo têm alcançado toda a população, em todas as regiões de Mato Grosso”.

A observação foi feita durante a cerimônia de posse dos seis novos secretários de Estado, realizada no Palácio Paiaguás. Na ocasião, Gallo destacou que o governo investe 15% da receita corrente líquida em obras e ações que beneficiam a toda a população, e é o segundo Estado do país com menor índice de desemprego.

Passaram a compor o primeiro escalão do governo os secretários: Rogério Gallo (que deixou a Fazenda para assumir a Casa Civil), Fábio Pimenta (Fazenda), Kelluby de Oliveira (Saúde), Teté Bezerra (Agricultura Familiar), Jefferson Neves (Cultura, Esporte e Lazer) e Maurício Munhoz (Ciência, Tecnologia e Inovação).

“Como conselheiro do Tribunal de Contas quero desejar aos novos secretários que façam uma gestão tranquila, transparente e comprometida, assim como os que estão saindo fizeram, para que sempre que as suas contas chegarem lá no Tribunal de Contas possam ser analisadas, julgadas e aprovadas sem contestação e observações”, acrescentou.

Os novos gestores substituem os ex-secretários Mauro Carvalho (Casa Civil), Rogério Gallo (Fazenda), Gilberto Figueiredo (Saúde), Silvano Amaral (Agricultura Familiar), Beto Dois a Um (Cultura, Esporte e Lazer) e Nilton Borgato (Ciência, Tecnologia e Inovação), que deixaram o cargo no dia 31 de março.

Acompanharam a solenidade no Palácio Paiaguás os senadores Jayme Campos, Wellington Fagundes e Carlos Fávaro, os deputados federais Neri Geller, Nelson Barbudo, Carlos Bezerra e Valtenir Pereira, o presidente da Assembleia Legislativa, Eduardo Botelho, e os deputados estaduais Dilmar Dal Bosco, Carlos Avalone, Gilberto Cattani, Allan Kardec, Dr. Gimenez, Janaina Riva, Wilson Santos, Dr. João e Thiago Silva. Além dos suplentes de senadores Fábio Garcia e Margareth Buzetti.

Também participaram da posse o prefeito de Várzea Grande, Kalil Baracat, a vereadora de Cuiabá, Michelly Alencar, secretários de Estado, presidentes de autarquias e representantes do setor produtivo.

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook

Cidades

Com ferro em brasa: Jovem marca nas costas nº 22 do partido de Bolsonaro

Publicado

Um jovem morador de Mirassol D’Oeste (204 km de Tangará da Serra) marcou com ferro em brasa o número 22 nas costas para “homenagear” o PL, partido do presidente Jair Bolsonaro.

A atitude do jovem dividiu opiniões nas redes sociais e gerou várias críticas e piadas. Internautas de posicionamento político contra a gestão do atual presidente não economizaram em usar a palavra “gado” e outros sinônimos para reagir na foto do jovem.

Uma delas soltou “o gado já tá marcado”; outro usou “esse não some no meio da boiada”. Na lista de compartilhamentos da imagem há pessoas que moram no mesmo assentamento do jovem, o Roseli Nunes. A maioria delas vão contra a atitude do morador.

Segundo a imprensa local, o adolescente se marcou após um desafio entre amigos. Ele estaria em um leilão, ajudando na marcação dos gados, quando foi desafiado.

Mídia News

Continue lendo

Cidades

Mato Grosso tem a 4ª gasolina mais barata do país

Publicado

Mato Grosso tem o 4° preço mais barato do litro da gasolina no país, com R$ 6,99. Os dados são da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) divulgados nesta terça-feira, 21.

O estado ficou em 16° lugar no ranking comparativo de maiores valores registrados do preço do combustível.

O valor em Mato Grosso está abaixo do preço médio do litro da gasolina no país, que ficou em R$ 7,232 na última semana. Os dados são referentes aos dias 12 a 18 de junho.

O preço médio mais alto foi verificado na Bahia (R$ 8,037). O maior valor cobrado foi encontrado foi no Rio de Janeiro (R$ 8,990). Já o menor foi registrado em um posto de São Paulo (R$ 6,170).

Em Mato Grosso, o preço mínimo registrado foi R$ 6,30 o litro. Como foi feita entre os dias 12 e 18 de junho, a pesquisa da ANP ainda não reflete totalmente o último reajuste anunciado pela Petrobras nas suas refinarias.

G1/MT

Continue lendo

Polícia

Mato Grosso

Política MT

Mais Lidas da Semana