conecte-se conosco


Mato Grosso

Mato Grosso Saúde avisa beneficiários sobre recomposição anual nos valores das mensalidades

Publicado

Em pouco menos de um ano, o Mato Grosso Saúde realizou um incremento da sua rede de prestadores em mais de 144%, chegando a um número de mais de 350 credenciados para atender aos quase 20 mil beneficiários do Plano.

E para que os serviços possam ser mantidos de forma satisfatória aos seus clientes, a legislação do Instituto prevê a recomposição anual dos valores das mensalidades todo mês de maio. Sendo assim, ficou estipulado que o índice base para a atualização dos valores seria o Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC), acumulado de março, que fechou com o percentual de 4,67%.

Para Thalita Coutinho, Presidente do Mato Grosso Saúde, os valores atualizados já estavam previstos. “E a recomposição anual dos valores da mensalidade é uma solução de gestão implantada desde 2018, por meio do Decreto nº 1.476, de 2018. Com isso, os novos valores, que passam a vigorar a partir de maio de 2019, já estarão nas faturas que chegam em junho”.

Ainda para a presidente, os novos valores ajudarão no equilíbrio das contas. “A cada dia buscamos fórmulas de tornar o Plano autossuficiente, onde os valores arrecadados se equiparem aos valores investidos na saúde dos nossos beneficiários.”, explicou.

Hoje o Plano conta credenciados nas mais diversas áreas da saúde como, laboratórios de ponta, clínicas especializadas, hospitais, além de várias especialidades médicas como ginecologia, neurologia,  psicologia, cardiologia, ortopedia, entre outros. Alguns procedimentos complexos como por exemplo hemodinâmica e hiperbárica, também são ofertados os beneficiários do Plano.

Leia mais:  PM prende quatro por furto de 2,5 mil tijolos de construção em VG

“O Mato Grosso Saúde está ficando cada vez melhor para os servidores e suas famílias. Com uma rede médica qualificada e estável”, lembrou Thalita. 

Os valores atualizados podem ser visualizados aqui.
 

Canais de atendimento


Os beneficiários podem entrar em contato com Central de Relacionamento com o Beneficiário pelo número (65) 3613-7700, pelo site www.matogrossosaude.mt.gov.br. Se preferir, o beneficiário pode comparecer na sede localizada na Avenida das Flores, nº 941 – Bairro Jardim Cuiabá – Cuiabá. Ou no novo posto avançado, localizado próximo ao protocolo da Seplag, no Centro Político Administrativo, també na Capital.

Fonte: GOV MT
Comentários Facebook
publicidade

Mato Grosso

Sema realiza encontro com especialistas em Táxon da UFMT

Publicado

por

Servidores da Sema se reuniram com especialistas em Táxon da Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT) para discutirem sobre o levantamento de fauna em área de impacto de empreendimento e manejos de animais livres. O Táxon é a unidade utilizada na Biologia para ordenação e classificação dos seres vivos.

O encontro ocorreu na última semana e reuniu especialistas de diversas áreas como: Herpetofauna (estudo de répteis e anfíbios), Avifauna (conjunto de aves de uma região), Mastofauna (conjunto de Mamíferos existentes em uma região), Entomofauna (fauna constituída de insetos) e ecologia de comunidades aquáticas. 

A finalidade da reunião, que reuniu 16 especialistas e servidores, foi otimizar os procedimentos adotados pela Sema nas coordenadorias que fazem a autorização do licenciamento do manejo de fauna.


“A reunião é importante pois existem minúcias de cada Táxon que a gente tem que observar para que os relatórios emitidos pelas consultorias de empreendimentos estejam de acordo com os procedimentos da Sema. A Secretaria, enquanto órgão gestão, deve orientar empreendedores e empresas de consultorias a otimizar relatórios e o que observar em cada Táxon. Também é interessante para nos atualizarmos a respeito da metodologia e condutas de campo”, destaca a analista de Meio Ambiente Danny Moraes.

Fonte: GOV MT
Comentários Facebook
Leia mais:  Novo corregedor-geral do MPMT será eleito nesta sexta-feira
Continue lendo

Mato Grosso

Três pessoas são conduzidas para delegacia por caça e pesca ilegal

Publicado

por

Fiscais da Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema-MT) apreenderam 10 cacharas, 8,5 quilos de carne de jacaré, 1,9 quilo de carne de ave silvestre da espécie mutum, uma cutia e 2 armas de fogo, em Porto Alegre do Norte MT. A ação foi realizada em parceria com policiais militares da 2° Companhia Ambiental Sul de Rondonópolis.

A operação ocorreu nesta segunda-feira (24.06) no lago do Bosaipo as margens do rio Tapirapé. As cacharas tinham medidas máximas de 57 cm, e segundo a lei de pesca do estado de Mato Grosso os peixes da espécie só podem ser capturados se tiverem entre 83 cm e 112 cm.

Três infratores foram autuados e conduzidos para Delegacia de Polícia Judiciária Civil do município e devem responder por crime ambiental, pesca e caça depredatória e porte ilegal de arma de fogo.

Os peixes e as carnes apreendidas foram entregues na delegacia de polícia civil, que ficou responsável pela doação. Os infratores receberam multa de R$ 27,3 mil.

Regras da pesca

Embora esteja fora do período de defeso da piracema estadual, os pescadores profissionais e amadores precisam seguir algumas regras determinadas pela Lei Estadual nº 9.096/2009, que estabelece a proibição para uso de apetrechos de pesca como: tarrafa, rede, espinhel, cercado, covo, pari, fisga, gancho, garateia pelo processo de lambada, substâncias explosivas ou tóxicas, equipamento sonoro, elétrico ou luminoso. As medidas mínimas dos peixes constam na carteira de pesca do Estado e algumas delas são: piraputanga (30 cm), curimbatá e piavuçu (38 cm), pacu (45 cm), barbado (60 cm), cachara (80 cm), pintado (85 cm) e jaú (95 cm).

Leia mais:  Escola de Governo abre nova turma em Direito Constitucional

Denúncias


O cidadão pode denunciar a pesca depredatória e outros crimes ambientais à Ouvidoria Setorial da Sema: 0800-65-3838/ou via WhatsApp no (65) 99281-4144. Outros telefones para informações e denúncias: (65) 3613-7394 (Setor Pesca), nas unidades regionais da Sema ou aplicativo MT Cidadão.

Fonte: GOV MT
Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

Mato Grosso

Política MT

Mais Lidas da Semana