conecte-se conosco

  • banner_Lorenzetti_1250x250

Mato Grosso

Mato Grosso reduz crimes de roubo e furto a veículos nos últimos nove meses

Publicado

Crimes de roubo e furto de veículos registram queda em Mato Grosso nos nove primeiros meses de 2018, em comparação com o mesmo período do ano passado. A redução foi de 15% em furto e 13,5% em roubos. Neste ano, foram 1.810 furtos registrados. Enquanto que no ano passado foram 2.137. Já os crimes de roubos somaram 1.676 neste ano contra 1.938 em 2017.

A redução dos furtos no Estado, de janeiro a setembro de 2018, é ainda maior se comparado com o mesmo período do ano de 2014, quando o total de furtos de veículos totalizou 2.938 casos. O percentual de redução é de pouco mais de 38%. Já a queda nos casos de roubo a veículos nos anos de 2014 e 2018 atinge quase 50% de redução. O comparativo é em relação aos meses de janeiro a setembro dos anos citados.

As ações repressivas e preventivas das forças de segurança, Polícia Militar, Polícia Judiciária Civil, Corpo de Bombeiros Militar, Politec e Detran, resultaram em reduções significativas ano a ano.  Quanto a roubo de veículos, os registros no Estado são decrescentes, passando de 3.350 casos em 2014 para 2.824 (2015), 2.479 (2016), 1.938 (2017) e 1.676 (2018). Os números de furtos seguem as projeções de quedas. Em 2014 foram registrados 2.938 casos, seguido de 2.753 (2015), 2.641 (2016), 2.137 (2017) e 1.810 (2018).

O secretário de Estado de Segurança Pública, Gustavo Garcia, elencou os fatores que foram determinantes para reduzir os índices criminais. “Houve incremento de efetivo nas forças policiais, planejamento operacional pautado na atividade de inteligência e análise criminal, aquisições de novas viaturas, motocicletas e equipamentos de trabalho para os profissionais, além das operações integradas realizadas em todo Estado para o combate aos principais índices criminais: homicídio, roubo e furto. Acrescido a tudo isso, quero reconhecer o comprometimento e a qualificação dos servidores de cada unidade, no esforço para o enfrentamento especializado nesta modalidade criminal”, assegurou.

Os números alcançados por Mato Grosso no quesito roubos e furtos de veículos colocou o Estado abaixo da média nacional entre os anos de 2014 a 2017, de janeiro a dezembro, segundo o Anuário do Fórum Brasileiro de Segurança Pública (FBSP), que mediu os índices nos 26 estados da federação e no Distrito Federal.

Em 2017, a taxa média do Brasil em roubos foi de 289,0 por 100 mil veículos. Já a taxa de Mato Grosso foi de 131,5. Nos crimes de furto, a taxa do Brasil foi de 274,3. No Estado foram 143,3.

Veículos recuperados

De janeiro a setembro, Mato Grosso registrou 55% de recuperação de veículos envolvidos em ilícito criminal, como por exemplo, roubo e furto. No período, foram 3.486 veículos roubados ou furtados e o total recuperado somou 2.336 unidades. Somente em Cuiabá e Várzea Grande foram recuperados 1.473 veículos. Os dois municípios também foram os que mais registraram o delito criminal, totalizando 1.146 roubos e 776 furtos.

Os dados são da Secretaria de Estado de Segurança Pública (Sesp-MT), por meio da Coordenadoria de Estatística e Análise Criminal (Ceac), que aponta que na contagem dos veículos recuperados estão também aqueles que foram abandonados sem motivo aparente e levados para averiguação, relacionados à golpe financeiro, desacordo comercial, roubados/furtados em outros estados, envolvidos em outros crimes, entre outros.

No ano de 2017, Cuiabá e Várzea Grande registraram 55% do total de roubos e furtos de veículos no Estado, somando 2.158 delitos. Contudo, nos dois municípios citados, a recuperação de veículos foi de 72%.

O comandante da Polícia Militar, em Cuiabá, coronel PM Wankley Correa Rodrigues, destacou que os resultados obtidos fazem parte da ação repressiva que é realizada pela tropa. “Estamos diariamente com barreiras e bloqueios, em pontos estratégicos, fazendo abordagens a motoristas e motociclistas no intuito de reprimir este delito. Nossos profissionais também participaram de capacitação para identificar veículos clonados ou com outras adulterações”, explicou.

Ainda segundo o comandante, é primordial que a comunicação do roubo ou furto do veículo chegue o quanto antes aos canais de emergência da polícia, a exemplo do 190. “Assim que é denunciado este delito, os policiais da região já são acionados. A chance de recuperação é maior”, enfatizou.

O titular da Delegacia Especializada de Repressão a Roubos e Furtos de Veículos Automotores (DERRFVA), da Polícia Judiciária Civil (PJC), Richard Damasceno Ferreira Lage, disse que as ações da unidade visam à repressão e identificação de veículos frutos de crimes. “Utilizamos imagens e depoimentos de pessoas para apontar o delito. Atuamos fortemente em Cuiabá e Várzea Grande, os dois municípios com maior índice neste tipo de crime”, apontou.

Mais informações

Vale destacar ainda que os veículos recuperados/localizados não necessariamente foram roubados neste ano, podendo ser relacionados a ações criminosas de anos anteriores.

Segundo dados do Departamento Estadual de Trânsito (Detran) referentes até o dia 6 de novembro, Mato Grosso possui uma frota de 2.062,670 milhões. Em janeiro de 2018 era 1.992.92 milhão. Até agora houve um acréscimo de 9% na frota. A expectativa é que nos próximos dois meses, o número de veículos circulando no estado seja ainda maior.

Comentários Facebook

Cidades

Com ferro em brasa: Jovem marca nas costas nº 22 do partido de Bolsonaro

Publicado

Um jovem morador de Mirassol D’Oeste (204 km de Tangará da Serra) marcou com ferro em brasa o número 22 nas costas para “homenagear” o PL, partido do presidente Jair Bolsonaro.

A atitude do jovem dividiu opiniões nas redes sociais e gerou várias críticas e piadas. Internautas de posicionamento político contra a gestão do atual presidente não economizaram em usar a palavra “gado” e outros sinônimos para reagir na foto do jovem.

Uma delas soltou “o gado já tá marcado”; outro usou “esse não some no meio da boiada”. Na lista de compartilhamentos da imagem há pessoas que moram no mesmo assentamento do jovem, o Roseli Nunes. A maioria delas vão contra a atitude do morador.

Segundo a imprensa local, o adolescente se marcou após um desafio entre amigos. Ele estaria em um leilão, ajudando na marcação dos gados, quando foi desafiado.

Mídia News

Continue lendo

Cidades

Mato Grosso tem a 4ª gasolina mais barata do país

Publicado

Mato Grosso tem o 4° preço mais barato do litro da gasolina no país, com R$ 6,99. Os dados são da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) divulgados nesta terça-feira, 21.

O estado ficou em 16° lugar no ranking comparativo de maiores valores registrados do preço do combustível.

O valor em Mato Grosso está abaixo do preço médio do litro da gasolina no país, que ficou em R$ 7,232 na última semana. Os dados são referentes aos dias 12 a 18 de junho.

O preço médio mais alto foi verificado na Bahia (R$ 8,037). O maior valor cobrado foi encontrado foi no Rio de Janeiro (R$ 8,990). Já o menor foi registrado em um posto de São Paulo (R$ 6,170).

Em Mato Grosso, o preço mínimo registrado foi R$ 6,30 o litro. Como foi feita entre os dias 12 e 18 de junho, a pesquisa da ANP ainda não reflete totalmente o último reajuste anunciado pela Petrobras nas suas refinarias.

G1/MT

Continue lendo

Polícia

Mato Grosso

Política MT

Mais Lidas da Semana