conecte-se conosco

  • banner_Lorenzetti_1250x250

Polícia

Mato Grosso reduz crimes de roubo e furto a veículos nos últimos nove meses

Publicado

Hérica Teixeira | Sesp-MT

Crimes de roubo e furto de veículos registram queda em Mato Grosso nos nove primeiros meses de 2018, em comparação com o mesmo período do ano passado. A redução foi de 15% em furto e 13,5% em roubos. Neste ano, foram 1.810 furtos registrados. Enquanto que no ano passado foram 2.137. Já os crimes de roubos somaram 1.676 neste ano contra 1.938 em 2017.

A redução dos furtos no Estado, de janeiro a setembro de 2018, é ainda maior se comparado com o mesmo período do ano de 2014, quando o total de furtos de veículos totalizou 2.938 casos. O percentual de redução é de pouco mais de 38%. Já a queda nos casos de roubo a veículos nos anos de 2014 e 2018 atinge quase 50% de redução. 

As ações repressivas e preventivas das forças de segurança, Polícia Militar, Polícia Judiciária Civil, Corpo de Bombeiros Militar, Politec e Detran, resultaram em reduções significativas ano a ano.  Quanto a roubo de veículos, os registros no Estado são decrescentes, passando de 3.350 casos em 2014 para 2.824 (2015), 2.479 (2016), 1.938 (2017) e 1.676 (2018). Os números de furtos seguem as projeções de quedas. Em 2014 foram registrados 2.938 casos, seguido de 2.753 (2015), 2.641 (2016), 2.137 (2017) e 1.810 (2018).

O secretário de Estado de Segurança Pública, Gustavo Garcia, elencou os fatores que foram determinantes para reduzir os índices criminais. “Houve incremento de efetivo nas forças policiais, planejamento operacional pautado na atividade de inteligência e análise criminal, aquisições de novas viaturas, motocicletas e equipamentos de trabalho para os profissionais, além das operações integradas realizadas em todo Estado para o combate aos principais índices criminais: homicídio, roubo e furto. Acrescido a tudo isso, quero reconhecer o comprometimento e a qualificação dos servidores de cada unidade, no esforço para o enfrentamento especializado nesta modalidade criminal”, assegurou.

Os números alcançados por Mato Grosso no quesito roubos e furtos de veículos colocou o Estado abaixo da média nacional entre os anos de 2014 a 2017, de janeiro a dezembro, segundo o Anuário do Fórum Brasileiro de Segurança Pública (FBSP), que mediu os índices nos 26 estados da federação e no Distrito Federal.

Em 2017, a taxa média do Brasil em roubos foi de 289,0 por 100 mil veículos. Já a taxa de Mato Grosso foi de 131,5. Nos crimes de furto, a taxa do Brasil foi de 274,3. No Estado foram 143,3.

Veículos recuperados

De janeiro a setembro, Mato Grosso registrou 55% de recuperação de veículos envolvidos em ilícito criminal, como por exemplo, roubo e furto. No período, foram 3.486 veículos roubados ou furtados e o total recuperado somou 2.336 unidades. Somente em Cuiabá e Várzea Grande foram recuperados 1.473 veículos. Os dois municípios também foram os que mais registraram o delito criminal, totalizando 1.146 roubos e 776 furtos.

Os dados são da Secretaria de Estado de Segurança Pública (Sesp-MT), por meio da Coordenadoria de Estatística e Análise Criminal (Ceac), que aponta que na contagem dos veículos recuperados estão também aqueles que foram abandonados sem motivo aparente e levados para averiguação, relacionados à golpe financeiro, desacordo comercial, roubados/furtados em outros estados, envolvidos em outros crimes, entre outros.

No ano de 2017, Cuiabá e Várzea Grande registraram 55% do total de roubos e furtos de veículos no Estado, somando 2.158 delitos. Contudo, nos dois municípios citados, a recuperação de veículos foi de 72%.

O comandante da Polícia Militar, em Cuiabá, coronel PM Wankley Correa Rodrigues, destacou que os resultados obtidos fazem parte da ação repressiva que é realizada pela tropa. “Estamos diariamente com barreiras e bloqueios, em pontos estratégicos, fazendo abordagens a motoristas e motociclistas no intuito de reprimir este delito. Nossos profissionais também participaram de capacitação para identificar veículos clonados ou com outras adulterações”, explicou.

Ainda segundo o comandante, é primordial que a comunicação do roubo ou furto do veículo chegue o quanto antes aos canais de emergência da polícia, a exemplo do 190. “Assim que é denunciado este delito, os policiais da região já são acionados. A chance de recuperação é maior”, enfatizou.

O titular da Delegacia Especializada de Repressão a Roubos e Furtos de Veículos Automotores (DERRFVA), da Polícia Judiciária Civil (PJC), Richard Damasceno Ferreira Lage, disse que as ações da unidade visam à repressão e identificação de veículos frutos de crimes. “Utilizamos imagens e depoimentos de pessoas para apontar o delito. Atuamos fortemente em Cuiabá e Várzea Grande, os dois municípios com maior índice neste tipo de crime”, apontou.

Mais informações

Vale destacar ainda que os veículos recuperados/localizados não necessariamente foram roubados neste ano, podendo ser relacionados a ações criminosas de anos anteriores.

Segundo dados do Departamento Estadual de Trânsito (Detran) referentes até o dia 6 de novembro, Mato Grosso possui uma frota de 2.062,670 milhões. Em janeiro de 2018 era 1.992.92 milhão. Até agora houve um acréscimo de 9% na frota. A expectativa é que nos próximos dois meses, o número de veículos circulando no estado seja ainda maior.

Comentários Facebook

Cidades

Quatro morrem carbonizados e um fica ferido em acidente na BR-364

Publicado

Quatro pessoas morreram carbonizadas nesta segunda-feira, 04, após uma grave colisão entre uma Toyota Hilux e uma carreta, na BR-364, entre Comodoro e Campos de Júlio (389 e 313 km de Tangará da Serra, respectivamente). Além dos mortos, uma pessoa ficou gravemente ferida.

Veja abaixo o vídeo do acidente

De acordo com a Polícia Rodoviária Federal, os dois veículos bateram de frente. O trecho na região está interditado para o atendimento da ocorrência.

Vídeo do local do acidente mostra o estrago. A caminhonete partiu ao meio com a batida. A carroceria ficou “para trás” e a cabine foi arrastada alguns metros. Veja vídeo no fim da matéria.

Nas imagens é possível ver bastante fumaça no local e alguns focos de incêndio às margens da pista.

O vídeo também mostra o corpo de um homem carbonizado no meio da pista e outros dois dentro da Hilux. “Gente queimando vivo aqui, gente, que acidente horrível. Você está doido”, narra.

O homem que gravou as imagens ainda conta que o motorista da carreta estava vivo dentro do veículo.

ATENÇÃO: IMAGENS SÃO FORTES

Com Repórter MT

Continue lendo

Barra do Bugres

Pai e filhos são presos na Barra por matar homem com tiro e golpes de facão em Alagoas

Publicado

O Núcleo de Inteligência da Delegacia Regional de Tangará da Serra, coordenado pelo Delegado Adil Pinheiro de Paula, com apoio da Delegacia de Barra do Bugres e atendendo a uma solicitação do Núcleo de Inteligência da SSP de Alagoas, cumpriu nesta manhã de quinta-feira, 30, três mandados de prisão pelo crime de homícidio.

Os três indivíduos presos são pai e filhos. O crime aconteceu no Assentamento São Luiz, Povoado de Ouricuri, zona rural da cidade de Atalaia no Estado de Alagoas.

Segundo o Delegado Adil Pinheiro, os suspeitos em dezembro de 2012 assassinaram a vítima Jakson Batista da Silva com disparo de arma de fogo e golpes de facão. Os criminosos estavam escondidos em Barra do Bugres.

De acordo com a PJC, os presos passaram por exame de corpo delito e foram encaminhados para a Cadeia Pública de Barra do Bugres, onde ficam a disposição da justiça.

Continue lendo

Polícia

Mato Grosso

Política MT

Mais Lidas da Semana