conecte-se conosco


Culinária

Mandioca de forno gratinada com bacon

Publicado

Aprenda esta receita de mandioca de forno gratinada com bacon, que além de deliciosa, vai surpreender a todos em sua casa!


Tempo: 1h
Rendimento: 8 porções
Dificuldade: fácil

Ingredientes da mandioca de forno gratinada com bacon

  • 1kg de mandioca cozida em pedaços
  • Sal e noz-moscada ralada a gosto
  • 3 colheres (sopa) de margarina
  • 1 cebola ralada
  • 2 colheres (sopa) de farinha de trigo
  • 3 xícaras (chá) de leite
  • 50g de queijo parmesão ralado
  • 2 xícaras (chá) de queijo mussarela ralado
  • 1 xícara (chá) de bacon frito picado

Modo de preparo

Disponha a mandioca em um refratário médio e reserve.

Em uma panela, em fogo médio, derreta a margarina e frite a cebola até dourar.

Polvilhe com a farinha e frite por 1 minuto, mexendo.

Despeje o leite, aos poucos, mexendo até engrossar.

Tempere com sal e noz-moscada, retire do fogo e misture com o queijo parmesão.

Espalhe sobre a mandioca, polvilhe com a mussarela e leve ao forno médio, preaquecido, por 20 minutos ou até gratinar.

Retire, polvilhe com o bacon e sirva em seguida.

 

Fonte: Guia da Cozinha

 

Comentários Facebook
Leia mais:  Torta-pão de queijo
publicidade

Culinária

Bacalhau: não se deixe enganar, saiba identificar se é bacalhau ou peixe salgado

Publicado

É preciso ficar atento para comprar o peixe. Isso porque, muitos estabelecimentos costumam salgar outras espécies de peixes e vendem como se fosse bacalhau, por um preço mais em conta. Caso não saiba reconhecer as diferenças, veja as dicas que a PROTESTE preparou para ajudar os consumidores a identificar o que é bacalhau e o que não passa de peixe salgado.


Espécies

Segundo a legislação brasileira, o bacalhau só pode ser produzido com três espécies de peixe:

* Gadus mohrua, este é o verdadeiro bacalhau do Porto;

* Gadus macrocephalus;

*  Gadus ogac.

As demais espécies são o que podemos chamar de “falsificação”. Dessa forma, o correto é que sejam comercializadas como peixe salgado ou peixe salgado seco. Confira os tipos:

* Ling
* Zarbo;
* Saithe

Identificando

Para identificar o verdadeiro bacalhau, é necessário prestar atenção em alguns detalhes:

* A forma do peixe: o legítimo bacalhau é largo e permite corte em lombos;
* O rabo do peixe: deve ser quase reto ou ligeiramente curvado para dentro e de cor uniforme. Se tiver uma espécie de “bordado” branco na extremidade, não é o legítimo;
* Cor do peixe: o bacalhau de verdade é cor palha. Por isso, fuja dos mais branquinhos, pois esses são falsos;
* A pele: no verdadeiro bacalhau a pele solta com facilidade.

Para saber se o peixe está estragado, as dicas são as seguintes:

* Antes de tudo, repare se o peixe está bem escovado: sua aparência deve ser limpa e sem manchas escuras. Manchas pretas ou marrons podem ser resíduos do peixe como sangue ou bílis. É sinal de que ele não foi bem trabalhado;
* Confira se ele está bem sequinho. Para isso, segure firmemente o bacalhau pela “cabeça” e solte a cauda. Assim, se ele ficar reto, ou quase reto, é sinal de que está bem curado. Do contrário, se ele dobrar, está mal curado e úmido;
* Fique atento à presença de bolor, causado pelo excesso de umidade ou calor excessivo;
* Procure defeitos perceptíveis: fendas profundas, aspecto pegajoso ou cozido, coágulos e manchas de sangue;
* Não compre: caso o bacalhau apresente manchas vermelhas ou pó fino cinzento, branco ou amarelo. Nesses casos, é sinal de armazenagem incorreta.

 

Leia mais:  Batata recheada com creme de milho e peito de peru

Comentários Facebook
Continue lendo

Culinária

BIFE À PARMEGIANA

Publicado

Fonte:Tudo Gostoso

Comentários Facebook
Leia mais:  Praça de alimentação diferenciada será atração extra na St. Patrick’s Day
Continue lendo

Polícia

Mato Grosso

Política MT

Mais Lidas da Semana