conecte-se conosco


Economia

Mais de 142 mil famílias serão beneficiadas com pagamento do 13º do Bolsa Família em MT

Publicado

O pagamento da 13ª parcela do Programa Bolsa Família começa nesta terça-feira (10) e segue até 23 de dezembro. O repasse do benefício extra acompanha o pagamento de dezembro — o que significa, neste mês, pagamento do benefício em dobro. No total, mais de R$ 49 milhões serão pagos a 142.557 famílias do Mato Grosso. O

repasse reforça o compromisso do governo federal em combater as desigualdades sociais do País, aumentando o poder de compra das famílias mais pobres. O benefício médio no Estado, acumulando o valor extra, será de R$ 345,80 por beneficiário.

No total, mais de R$ 5 bilhões serão pagos a 13.170.607 famílias em todo o Brasil — este é o maior repasse já realizado na história do Bolsa Família. O ministro da Cidadania, Osmar Terra, ressalta a importância do incremento no orçamento das famílias que estão no limite da extrema pobreza, no fim do ano: “Essa é uma determinação do presidente Jair Bolsonaro. O presidente fez questão de ampliar este recurso. É uma maneira de reforçar o Natal das famílias mais pobres do Brasil”.

O pagamento será possível graças às melhorias na gestão e ao aumento de R$ 2,58 bilhões no orçamento do Ministério da Cidadania, assegurado pelo Relatório de Avaliação de Receitas e Despesas Primárias do Primeiro Bimestre de 2019, do Ministério da Economia. No ano, o Bolsa Família fechou o orçamento em R$ 33,6 bilhões, cerca de 10% a mais do que em 2018 (R$ 30,6 bilhões).

O programa atende às famílias que vivem em situação de extrema pobreza, com renda per capita de até R$ 89 mensais; e na pobreza, com renda entre R$ 89,01 e R$ 178 mensais.

Comentários Facebook

Economia

Luciano Hang, da Havan, tem conta retida no Twitter pela Justiça

Publicado

por


source
print
Reprodução Twitter

Conta de Luciano Hang, dono da Havan, foi bloqueada nesta sexta por motivo judicial

Nesta sexta-feira (31), a conta no Twitter de  Luciano Hang – fundador da rede de lojas de departamento  Havan – foi “retida” por motivo judicial. “A conta de @luciano_hang foi retida no Brasil, e no mundo todo, em resposta a uma demanda legal”, diz o conteúdo dos tuítes e da bio no perfil de Hang.

Segundo as regras e políticas do Twitter, este tipo bloqueio de conta significa que a rede social foi obrigada a reter o Tweet original em resposta a uma exigência legal válida, como uma ordem judicial.

Ainda não há informações sobre os motivos judiciais que levaram ao bloqueio da conta nesta sexta. Hang é alvo do  inquérito das fake news no Supremo Tribunal Federal (STF) e de uma outra investigaão no Tribunal SUperior Eleitoral (TSE) por impulsionamento de mensagens no Whatsapp.

Além disso, o empresário já perdeu um processo judicial contra o reitor da Unicamp, Marcelo Knobel, por disseminar uma  notícia falsa sobre o acadêmico. Na pena, ele teve de se retratar no  Twitter e pagar indenização ao reitor.

Comentários Facebook
Continue lendo

Economia

Trinta mil comprimidos de ivermectina são apreendidos na Bahia

Publicado

por


source
lotes de ivermectina apreendidos pela polícia
Divulgação/PRF

Carga irregular de ivermectina foi apreendida


A Polícia Rodoviária Federal (PRF) apreendeu na noite de ontem (30) em torno de 300 mil comprimidos de ivermectina transportadas de maneira irregular. No total, foram 7.320 caixas do medicamento.


Apesar de não ter comprovação científica de eficácia, a ivermectina tem sido apontada como uma remédio capaz de tratar o novo coronavírus. A informação foi dita  até mesmo pelo presidente Jair Bolsonaro (sem partido).

A carga foi apreendida em trecho da BR-242 de Itaberaba, próximo à Chapada Diamantina, na Bahia. As autoridades deram ordem de parada para o veículos e notaram que o motorista e o passageiro estavam nervosos. Por este motivo, os policiais fizeram uma vistoria no carro e encontraram os remédios.

Durante a revista e comprovação de dados, os policiais notaram que algumas informações não eram condizentes. O documento apresentado pelo motorista indicava que a carga tinha como destino Natal, no Rio Grande do Norte. No entanto, o carro estava em uma rota diferente.

Outro contraponto foi o número de lote e da data de fabricação da ivermectina. As informações eram diferentes na nota fiscal.

Segundo os homens que levavam a carga irregular da droga, o lote foi embarcado na cidade baiana de Barreiras. Eles estavam fazendo vendas fracionadas do remédio enquanto iam para Natal.

O caso será encaminhado ao Juizado Especial Criminal (JECRIM), onde os homens deverão depor. Eles assinaram um Termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO).

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

Mato Grosso

Política MT

Mais Lidas da Semana