conecte-se conosco


Carros e Motos

Mais de 100 mil motos são produzidas em janeiro, alta desde 2015

Publicado

Motos arrow-options
Divulgação

Mercados de motos está se aquecendo cada vez mais. A tendência de alta é observada na Zona Franca de Manaus

A Associação Brasileira de Fabricantes de Motocicletas (Abraciclo) divulgou os números de produção das motos em janeiro. Eles revelam um aquecimento do mercado de motos. No primeiro mês do ano, representa um avanço de 19,5% em relação ao respectivo período de 2019, que teve 83.920 unidades produzidas, e de 45,2% sobre as 69.062 fabricadas em dezembro de 2019. Ao todo, Manaus viu 100.292 unidades saírem das fábricas instaladas em seu pólo industrial, que é o melhor desempenho desde 2015.

LEIA MAIS: Veja quais foram as 5 motos mais vendidas no mês de janeiro

Segundo o presidente da Abraciclo, Marcos Fermanian, esse resultado reforça a previsão do órgão de um crescimento da produção de motos em 6,1% para este ano. De acordo com as projeções, serão produzidas 1.175.000 motocicletas em 2020. “A procura por alternativas que garantam a maior eficiência na mobilidade urbana tem impulsionado o setor, já que muitas pessoas estão trocando o seu veículo pela motocicleta para se deslocar com maior flexibilidade nas médias e grandes cidades”, afirma o executivo sobre o mercado de motos .

Alta, apesar das quedas nas exportações

Honda arrow-options
Divulgação

Honda CG foi a moto mais vendida de janeiro, com 24.915 unidades emplacadas

Os repasses das fábricas para as concessionárias totalizaram 90.874 unidades, alta de 11,3% em relação a janeiro de 2019 (81.681 unidades) e de 26,8% sobre dezembro de 2019 (71.672 unidades). A categoria que registrou maior crescimento em foi a Scooter, com 7.792 vendas de atacado em janeiro, uma alta de 80,4% em relação às 4.319 unidades do mesmo mês de 2019 e de 1,08% com relação a dezembro (7.709 unidades).

LEIA MAIS: Veja as 5 motos inéditas mais esperadas de 2020

Fermanian, presidente da Abraciclo , lembra que a categoria segue em expansão contínua nos últimos meses. “Esses modelos se tornaram uma opção para quem compra a primeira motocicleta e também para aquelas pessoas que desejam uma alternativa mais rápida, eficiente e econômica de locomoção”. Já o segmento das Off-Roads alcançou o volume de 977 motocicletas vendidas no atacado, significando um crescimento 18,1% na comparação com o mesmo mês do ano passado (827 unidades) e recuo de 17,2% frente a dezembro de 2019 (1.180 unidades).

Por outro lado, a categoria mais comercializada segue sendo a Street, com 52,9% de participação. Em janeiro, foram comercializadas 48.071 unidades, representando um aumento de 8,9% ante as 44.146 unidades registradas no mesmo mês de 2019, e alta de 43,9% na comparação com dezembro de 2019 (33.406 unidades). Somente as exportações de motocicletas andam em baixa.

LEIA MAIS: Royal Enfield lança dois modelos e anuncia que vai montar suas motos no Brasil

Em janeiro, foram exportadas 1.701 unidades, volume 62,8% inferior ante as 4.570 unidades registradas no mesmo mês do ano passado. Na comparação com dezembro de 2019 (3.054 unidades), a queda foi de 44,3%. De acordo com dados do portal de estatísticas de comércio exterior Comex Stat analisados pela Abraciclo, o principal destino foi a Argentina, com 1.890 unidades, o que correspondeu a 62,7% participação em relação ao total exportado pelo setor. A crise no país vizinho é o que mais explica o fraco desempenho para a exportação, que afetou o mercado de motos . Na sequência aparecem Estados Unidos (575 unidades e 19,1%) e México (192 unidades e 6,4%).

Comentários Facebook

Carros e Motos

Cinco pais famosos de carros desconhecidos

Publicado

por


source

Nem toda celebridade gosta de andar em um SUV do ano ou em algum esportivo ou sedã de luxo que seja pura ostentação. Há também aqueles que, como muitos de nós, têm um interesse por carros que vai além do status, por mais exóticos e antigos que eles sejam.

Confira abaixo uma lista de artistas e personalidades que são pais de carros quase desconhecidos do grande público. A lista inclui desde modelos artesanais até esportivos antigos europeus.

1 – Patrick Dempsey – Panoz Esperante GT

Panoz
Divulgação

O Panoz Esperante GT é um dos carros mais legais que você dificilmente ouviu falar sobre

Conhecido principalmente pelos seus trabalhos em comédias românticas como “O Melhor Amigo da Noiva” (2008) e “O Bebê de Bridget Jones” (2016), o ator americano Patrick Dempsey é um aficionado por carros e automobilismo.

Além da sua carreira de ator, ele já participou como piloto de diversas provas de carros de turismo nos Estados Unidos e até das 24 Horas de Le Mans. Com um histórico desses não é de se impressionar que Dempsey tenha uma frota de carros bem interessante, que tem raridades como um Panoz Esperante GT, um esportivo artesanal americano equipado com motores V8 da Ford ou Chevrolet.

2- Jerry Seinfeld – Porsche 959

Porsche
Divulgação

Porsche 959 é um dos modelos mais icônicos da fabricante para os apaixonados e entusiastas incondicionais da marca

O humorista americano Jerry Seinfeld é um dos nomes mais lembrados quando o assunto são famosos apaixonados por carros.

Quando não está entrevistando outros famosos na série da Netflix “Comedians in Cars Getting Coffee”, ele está admirando a sua coleção de vários milhões de dólares em carros, incluindo alguns modelos bem raros da Porsche . Um deles é o 959, que teve 345 unidades produzidas entre 1986 e 1993 e durante vários anos não pôde ser utilizado em vias públicas nos EUA.

3 – Adam Levine – Ferrari 365 GTC

Ferrari
Divulgação

“Você paga pelo motor. O resto eu dou de graça”. Essa frase de Enzo Ferrari da um spoiler da obra de arte que é o V12 da 365 GTC

Vocalista do grupo Maroon 5, o americano Adam Levine é mais um famoso que é conhecido por ser fanático por carros. Apaixonado por carros antigos, ele é dono de uma rara Ferrari 365 GTC.

Embora qualquer carro da marca italiana possa ser considerado famoso, essas Ferrari antigas são modelo raros, muitas vezes conhecidos só por entusiastas. Equipado com um motor 4.4 V12, o 365 GTC teve apenas 170 unidades produzidas entre 1968 e 1970. Apesar da raridade do modelo, o músico não hesita em colocar a Ferrari para rodar.

4 – Bruno Mars – Cadillac Allanté

Cadillac
Divulgação

Clássico dos anos 80 teve as mãos do Studio Pininfarina para a criação do projeto

Além de Adam Levine, outro músico americano que é fanático por carros é o cantor pop Bruno Mars.

Mars é dono do Cadillac Allanté 1993 que aparece no clipe da música “24K Magic”. Produzido entre 1986 e 1993, o conversível de luxo não está entre os carros mais amados pelos fãs da marca. Tinha carroceria feita na Itália pela Pininfarina, quer depois era enviada de avião para os Estados Unidos para a montagem final.

5 – Rowan Atkinson – BMW 328

BMW
Divulgação

A primeira 328, apesar de ter o mesmo nome das 328 modernas, não se assemelha em nada

O ator britânico Rowan Atkinson, que no Brasil ficou mais conhecido pelo personagem Mr. Bean, é o dono de uma coleção de carros exóticos e clássicos que já incluiu até o superesportivo McLaren F1.

Mas um dos carros mais interessantes da sua coleção é um BMW 328, um roadster esportivo feito entre os anos de 1936 e 1940 e que teve uma produção de menos de 500 unidades. Equipado com um motor 2.0 de seis cilindros e 80 cv, atingia os 150 km/h de velocidade máxima. Números que eram bem empolgantes para um carro da época, e que fazem um dos pais de carros mais exóticos gostar tanto.

Fonte: IG CARROS

Comentários Facebook
Continue lendo

Carros e Motos

Conheça regras de ouro para cuidar da pintura do carro

Publicado

por


source
pintura
Divulgação

Verniz da pintura deve ser conservada com lavagem com produtos adequados e sem exposição direta do sol

Além da função estética, a pintura tem o papel de proteger a carroceria conta os efeitos dos ataques químicos sobre a lataria. Por este motivo, é importante que este acabamento seja protegido da melhor maneira possível.

Apser do verniz da pintura do carro   ter uma proteção contra os raios solares, sempre que possível evite deixar o veículo sob exposição direta. Ao notar que a carroceria está suja com fezes de passarinho ou seiva de árvore, faça a limpeza área afetada, já que as fezes de passarinho são ácidas e chegam a atacar o verniz da pintura. Caso o carro fique muito tempo parado em uma área sem cobertura, use uma capa própria, com ventilação e revestimento interno para evitar riscos.

Se o veículo circular com frequência por áreas litorâneas, a regra é fazer lavagens frequentes da carroceria para reduzir os efeitos da maresia. Mas esqueça produtos como sabão em pó ou algo do gênero. “Use um shampoo próprio para carro, que tem um pH mais neutro. Evite também aquelas máquinas de lavagem automática e o uso de lavadoras de alta pressão a uma distância muito pequena da lataria, o que pode danificar a pintura.

A ideia é usar a água apenas para molhar a carroceria. Sujeiras mais pesadas devem ser removidas com produtos específicos. Piche, por exemplo, pode ser retirado com uma solução de água e querosene na área afetada”, detalhou Ricardo Vettorazzi, gerente técnico da divisão de repintura da fabricante de tintas PPG.

No caso do polimento, Vettorazzi explica que é preciso ser feito com cuidado. “O ideal é fazer depois de dois ou três anos de uso do carro zero. É preciso lembrar que a cada polimento o verniz da pintura vai ficando mais fino e se perde essa camada de proteção “.

Por outro lado, a cristalização e a vitrificação da pintura, assim como o uso periódico de cera, são práticas que ajudam a preservar a pintura em bom estado por mais tempo. “Esses produtos e técnicas agem formando uma camada protetora sobre a pintura do carro , que dificulta a aderência da sujeira, e é interessante principalmente para carros de áreas litorâneas. O que varia em cada uma delas é a duração dessa camada”, finaliza o gerente da PPG.

Fonte: IG CARROS

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

Mato Grosso

Política MT

Mais Lidas da Semana