Connect with us

  • banner_Lorenzetti_1250x250

Tangará da Serra

Mãe de Rodrigo Claro pede justiça. Audiências podem levar Ledur a novo julgamento

Publicado em

Jane e Rodrigo Claro

Jane Claro, mãe do soldado Rodrigo Claro, de Tangará da Serra, que morreu durante um treino de instrução na Lagoa Trevisan em Cuiabá, comemorou a audiência de instrução que pode levar a tenente do Corpo de Bombeiros Izadora Ledur de Souza Dechamps novamente a julgamento.

O Ministério Público de Mato Grosso (MPMT) denunciou a tenente pelo crime de tortura contra o aluno Maurício Júnior dos Santos. A primeira audiênciaaconteceu nesta segunda-feira, 18, e foi presidida pelo juiz da 11ª Vara Criminal de Cuiabá, Marcos Faleiros.

A próxima audiência está marcada para o dia 22 de novembro às 13h30 (de MT). Serão ouvidas a ré Tenente Izadora Ledur e suas testemunhas de defesa.

“A primeira audiência do caso Maurício, ex-aluno do Corpo de Bombeiros de MT, vítima também das malditas mãos da tenente Isadora Ledur, a mesma que com suas atitudes tirou a vida de meu filho Rodrigo Claro em novembro de 2016. Que Deus possa colocar suas mãos e fazer sua justiça. Senhor, eu confio e espero em vós”, disse a mãe em uma rede social.

O caso de Rodrigo, aluno tangaraense, aconteceu em novembro de 2016. O jovem fazia aula de instrução de salvamento quando passou mal. Rodrigo ficou em coma na Unidade de Tratamento Intensiva (UTI) de um hospital particular de Cuiabá e morreu cinco dias depois.

Desde a morte do aluno, a oficial foi afastada dos trabalhos e apresentou vários atestados médicos alegando problemas psicológicos. No entanto, em 2019, Ledur retomou o trabalho no setor administrativo da corporação. Em 2021, Ledur foi condenada pelo crime de maus-tratos e a um ano de detenção, pena cumprida em regime aberto. Com isso, ela não perdeu a patente.

CASO MAURÍCIO

De acordo com o documento assinado pelo promotor Paulo Henrique Amaral Motta, entre os meses de janeiro e fevereiro de 2016, durante o treinamento de salvamento aquático em ambiente natural do 15º Curso de Formação de Soldado do Corpo de Bombeiros, realizado na Lagoa Trevisan, em Cuiabá, Ledur submeteu o aluno Maurício a intenso sofrimento físico e mental como forma de lhe aplicar castigo pessoal.

Apesar de apresentar bom condicionamento físico, bem como ter sido aprovado em todas as fases do concurso público para compor o quadro de servidores do Corpo de Bombeiros, incluindo a etapa TAF (teste de aptidão física), Maurício demonstrou dificuldades na execução das atividades aquáticas, o que era visível a todos os alunos e instrutores.

Durante o treinamento, Maurício precisou percorrer 40 metros na lagoa e, em certo momento, ele começou a sentir câimbras. O rapaz chegou a receber uma boia ecológica de um tenente. Porém, o promotor ressaltou que Ledur determinou que os demais alunos seguissem com a travessia da lagoa e abandonassem o aluno.

“A partir daí, como forma de aplicar castigo pessoal, a denunciada passou a torturar física e psicologicamente a vítima, quando, além de proferir palavras ofensivas, utilizando a corda da bóia ecológica iniciou uma sessão de afogamentos, submergindo-a por diversas vezes”, afirmou.

Após ter recebido alguns “caldos”, Maurício começou a gritar por socorro e segurou os braços da tenente Ledur. Neste momento, Ledur teria dito para o aluno “Você está louco? Aluno encostando em oficial”. Em seguida, o aluno acabou perdendo a consciência e acordou somente quando estava às margens da lagoa.

O promotor Paulo Motta reforçou que a autoria do crime de tortura encontra-se robustamente demonstrada, por força do contido nos documentos, e pediu a condenação da oficial pelo crime de tortura.

Com HNT

Tangará da Serra

Palestras levam informações sobre práticas alimentares saudáveis aos Centros Municipais de Ensino

Published

on

A Secretaria Municipal de Educação (Semec), por meio do setor de Alimentação Escolar, tem levado uma série de palestras aos Centros Municipais de Ensino (CME’s) com foco na Educação Nutricional, conforme previsto no Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE), que tem por objetivo estimular a adoção voluntária de práticas e escolhas alimentares saudáveis, que colaborem para a aprendizagem, o estado de saúde do escolar e a qualidade de vida do indivíduo.

Ao longo do ano as nutricionistas Juliana Jander e Hylana Siqueira executam a educação nutricional nos CME’s, seguindo um cronograma anual com diversas atividades. Juliana Jander é encarregada por executar o cronograma de palestras sobre alimentação saudável para os alunos do Ensino Fundamental, do 1º ao 5 º ano, e nesse primeiro instante o tema abordado por ela foi “Por que comer?”.

Já a nutricionista Hylana Siqueira, que é responsável em executar o cronograma de palestras para os alunos da Educação infantil, do Maternal ao Pré 2, tem repassado aos alunos nesse semestre informações com o tema: “Conhecendo mais sobre os alimentos”.

De uma forma lúdica, as nutricionistas realizam as palestras repassando informações através de música, brincadeiras e explicações. A participação dos alunos durante as apresentações tem sido muito satisfatória, onde ele aprendem brincando sobre a importância para a saúde de alimentar-se bem.

Nesse primeiro semestre já foram desenvolvidas palestras nos CME’s para os alunos dos anos iniciais do Ensino Fundamental e, ainda nesse semestre, serão realizadas palestras para os anos finais do Ensino Fundamental, bem como o desenvolvimento do projeto Programa Saúde na Escola (PSE) para os anos iniciais e finais.

Alexandre Rolim/Assessoria Semec

Continue Reading

Tangará da Serra

Jovem é assassinado com vários tiros na frente da mãe em Tangará da Serra

Published

on

Nesta noite de terça-feira, 16, em Tangará da Serra, mais um homicídio foi registrado. O crime tem características de execução e aconteceu na Rua 17, entre os bairros Jardim Esmeralda, Jardim Vitória e Jardim Monte Líbano.

A vítima foi identificada como Maycon dos Santos, 29 anos. Ele foi assassinado no bar da própria mãe com diversos disparos de arma de fogo.

De acordo com as informações repassadas à reportagem, Maycon estava sentado na frente de sua mãe, quando foi alvejado pelos criminosos que teriam chegado ao local em uma motocicleta. Um deles desceu e efetuou vários disparos.

Segundo a Polícia Militar, acionada para atender à ocorrência, Maycon havia deixado a prisão há pouco tempo.

Continue Reading

Polícia

Mato Grosso

Política MT

Mais Lidas da Semana