conecte-se conosco


Mulher

Mãe de cinco faz transplante de útero para ajudar desconhecida a engravidar

Publicado

Uma mãe de cinco filhos, que sofreu durante anos por não conseguir engravidar, decidiu oferecer à outra mulher a chance de ser mãe por meio de um transplante de útero. Aprill Lane passou por um difícil processo para conseguir ficar grávida. Tudo porque, anos atrás, ela e seu marido Brian foram diagnosticados com uma “infertilidade inexplicável”.

Leia também: Mulher com endometriose batalha para engravidar por fertilização in vitro


Aprill Lane teve dificuldade para engravidar, por isso, decidiu fazer um transplante de útero para ajudar outra mulher
shutterstock
Aprill Lane teve dificuldade para engravidar, por isso, decidiu fazer um transplante de útero para ajudar outra mulher


Receber esse diagnóstico foi extremamente frustrante e, infelizmente, ainda é comum casais sem nenhum problema de saúde aparente não conseguirem ter filhos. O casal tentou engravidar por meio da fertilização in vitro e como o procedimento não foi bem sucedido, ele adotaram uma criança. Nessa época, eles não conheciam o transplante de útero
.

Pouco tempo depois, Aprill ficou grávida de duas meninas por meio de outra fertilização in vitro
. Depois, ela conseguiu ficar grávida mais duas vezes. “A infertilidade, além dos efeitos físicos, afeta seu emocional e sua vida social de uma forte maneira”, diz a mãe em entrevista a “ABC News”.

Após passar por tudo isso, a mãe só pensava que se eu pudesse fazer algo para ajudar outra pessoa a aliviar um pouco dessa agonia, ela faria. Foi então que ela resolveu colaborar na administração de um grupo de apoio à infertilidade e iniciou estudos para ajudar as mulheres a pagar por tratamentos caros para engravidar.

Leia mais:  Jornalista que comia seis pães por dia consegue perder peso e elimina 40 kg

Leia também: Mulher fica grávida naturalmente e por fertilização in vitro ao mesmo tempo

Com os estudos, a mãe descobriu que a Baylor University Medical Center, no Texas, Estados Unidos, estava realizando ensaios clínicos para fazer transplantes de útero. Aprill e o marido sabiam que construção familiar deles tinha sido resolvida, mas eles ainda sentiam a necessidade de ajudar efetivamente outra pessoa a construir uma família.

A mãe resolveu entrar em contato com a universidade e logo foi selecionada para fazer a cirurgia. Nos Estados Unidos, só pode fazer esse tipo de transplante as mulheres que nasceram sem o útero ou que tiveram câncer ou outras malformações causadas por alguma infecção ou danos causados ​​por abortos.

Curiosamente, após o transplante, o útero não fica com a mulher receptora durante toda a vida. Depois que ela dá a luz a um ou dois filhos, o útero é removido para que ela não precise passar a vida inteira tomando medicamentos fortes contra a rejeição.

Como foi o transplante de útero?


O transplante de útero deu tudo certo e Aprill se sente feliz por saber que pode ajudar outra pessoa a formar uma família
shutterstock
O transplante de útero deu tudo certo e Aprill se sente feliz por saber que pode ajudar outra pessoa a formar uma família


Aprill pagou por sua própria viagem, pegou folga no trabalho e fez todo o processo pré-operatório para realizar a cirurgia. Ela foi a 15º pessoa a realizar o transplante na universidade. A cirurgia, que durou nove horas, foi bem sucedida. Uma vez que seu útero foi removido, ele foi inspecionado para garantir que fosse uma combinação perfeita para a receptora antes de ser implantado.

Leia mais:  Vai comprar um criado-mudo? Saiba quais pontos avaliar antes de adquirir o móvel

“A história dela é incrível por si só, porque ela era uma dessas mulheres quando ela não podia ter filhos. Ela conhece a luta muito de perto, sabe o que essas mulheres passam”, diz a cirurgiã Liza Johannesson, que foi responsável pelo transplante.

Para Aprill, essa cirurgia tem um grande significado porque ela está muito envolvida com as questões de infertilidade
. “Por mais de uma década, meu objetivo tem sido ser um sistema de apoio para uma comunidade muitas vezes incompreendida. Ver a minha mensagem de esperança tendo uma resposta foi incrível.”

Leia também: Mãe solo faz relato emocionante sobre experiência com adoção


A mulher que recebeu o transplante de útero
permanece em anonimato. Normalmente, os doadores e receptores não se conhecem até a cirurgia acontecer e é precisso esperar um tempo para isso. Outro detalhe é que esse encontro só acontece se quem doou e quem recebeu o útero realmente quiser se conhecer.

Fonte: IG Delas
Comentários Facebook

Mulher

Quer agradar com os presentes de Natal? Aposte em embalagens desleixadas

Publicado

por

source

Na hora de embrulhar os presentes de Natal, muita gente opta por deixar a embalagem o mais organizada possível. No entanto, se você não tem habilidade com laços, fitas e papel, não precisa se preocupar. Isso porque uma pesquisa da Universidade de Nevada, em Los Angeles, diz que embrulhos perfeitos aumentam a expectativa do que tem dentro.

Leia também: 5 dicas baratas de decoração de Natal para você adotar em casa e deixá-la linda 

presente de Natal arrow-options
shutterstock
Ao embrulhar o presente de Natal, a dica é não caprichar na embalagem, segundo um estudo da Universidade de Nevada

Segundo o New York Post , Jessica Rixom, professora de marketing e pesquisadora do estudo, afirma que, quando os presentes de Natal são embrulhados corretamente e dados a um amigo, as expectativas sobre o que vão receber aumentam. Com isso, eles podem gostar menos do que acabaram de ganhar.

“Por outro lado, com embalagens desleixadas, nossos amigos diminuem suas expectativas e realmente gostam mais do presente”, pontua Jessica. A descoberta foi feita após um levantamento com um grupo de fãs do Miami Heat, time de basquete profissional de Miami, nos Estados Unidos.

Leia também: Veja 10 dicas de como fazer uma decoração de Natal segura

Na ocasião, algumas pessoas receberam canecas com o logotipo da equipe, enquanto outras ganharam canecas com o logotipo do Orlando Magic, outro time de basquete dos Estados Unidos. Os pesquisadores apontam que, quando o item do Orlando Magic foi mal embrulhado, os fãs do Miami Heat tiveram uma resposta positiva. 

Leia mais:  Renato Franchi contas os 10 melhores destinos para visitar na Alemanha em2019

O estudo, publicado no Journal of Consumer Psychology , também aponta que os sentimentos “amargos” sobre presentes bem embrulhados são, provavelmente, piores quando chegam de uma pessoa querida do que apenas um conhecido, que não se tem tanta intimidade no dia a dia. 

Leia também: 4 tendências do Pinterest para você se inspirar ao montar a decoração de Natal 


“Quando você presenteia um amigo, o embrulho serve como uma dica do presente de Natal . Com a pessoa conhecida, se o presente é embrulhado de maneira organizada, isso sugere sentimentos positivos sobre o relacionamento com o destinatário, sensação que se espalha para o presente”, finaliza Jessica. 

Fonte: IG Delas
Comentários Facebook
Continue lendo

Mulher

Mulher precisa retirar implante de silicone do bumbum após desastre em plástica

Publicado

por

source

Jabrena, de Georgia, Estados Unidos, fez uma cirurgia plástica para colocar silicone no bumbum. Porém, o resultado não foi nada igual ao que ela estava esperando, pois os implantes não foram bem encaixados e viraram, deixando o bumbum dela deformado.

Leia também: “Cirurgia plástica é melhor que sexo”, diz mulher viciada em procedimentos

Jabrena se olhando no espelho arrow-options
Reprodução/Youtube/E!
Jabrena passou por uma cirurgia plástica malsucedida, na qual os implantes de silicone não foram bem colocados

Participante do programa “Botched”, do canal E! , Jabrena conta que decidiu colocar os implantes de silicone depois de sofrer bullying por causa de sua aparência. “Duas semanas após a plástica , o inchaço começou a ir para baixo e dava para ver que o implante estava meio de lado. Era como uma cratera. Cerca de um mês e meio depois, o implante virou”, diz.

Segundo ela, implantes costumam virar “quatro ou cinco vezes por semana”. “É desconfortável e dolorido”, afirma. Mesmo sentindo dor após a plástica malsucedida, o cirurgião que realizou o procedimento afirmou que só “consertaria” o erro pelo valor de  4 mil dólares (R$ 16,8 mil). 

Jabrena se olhando no espelho arrow-options
Reprodução/Youtube/E!
Os médicos afirmaram que os implantes de silicone não foram bem colocados e, por causa disso, ficavam virando

“Eu só quero um bumbum fofo, bonito e não essa coisa que eu tenho agora”, comenta Jabrena aos médicos do programa “Botched”,  Terry Dubrow e Paul Nassif, que confirmaram que houve erro na colocação dos implantes de silicone 

Leia mais:  Mãe faz desabafo após ouvir reclamação sobre “birra” dos filhos em supermercado

Para corrigir a cirurgia, eles sugeriram remover os implantes e, depois, fazer enxertos de gordura no bumbum da norte-americana, combinando este procedimento com um lifting de bumbum. A solução também foi uma forma de evitar que ela ficasse com excesso de pele flácida, já que a pele havia esticado para comportar os implantes de 600cc.

Veja foto do antes (com implante) e depois (sem implante):

bumbum de Jabrena antes e depois arrow-options
Reprodução/Youtube/E!
Os médicos removeram os implantes do bumbum de Jabrena e injetaram gordura para corrigir erro anterior

Leia também: “O silicone vai rasgar a pele e cair”, diz mulher após erro em cirurgia plástica


“Antes da minha cirurgia eu tinha um bumbum flácido e implantes que ficavam virando. Agora, graças aos médicos, eu finalmente estou livre e posso ter o bumbum lindo que sempre quis”, comenta Jabrena após o procedimento de correção.

Fonte: IG Delas
Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

Mato Grosso

Política MT

Mais Lidas da Semana