conecte-se conosco

  • powered by Advanced iFrame free. Get the Pro version on CodeCanyon.


Mato Grosso

Licitação do Anel Viário de Rondonópolis atinge economia de R$ 1,736 milhão

Publicado

A ENPA Engenharia e Parceria Eirelli apresentou o menor valor entre as quatro empresas habilitadas que disputam licitação para executar as obras de revitalização do Anel Viário de Rondonópolis (a 217 km de Cuiabá). O montante de R$ 6,133 milhões, proposto pela construtora representa uma economia de 20% em relação ao custo de R$ 7,683 milhões previsto para obra em edital, chegando a um deságio de R$ 1.736.326,95. Além da habilitação técnica, o menor preço é principal requisito na escolha da construtora que irá tocar os serviços.

 Os envelopes contendo as propostas de preços apresentadas pelas participantes do certame foram abertos em sessão pública realizada na sexta-feira (16.08), na sede da Secretaria de Estado de Infraestrutura e Logística (Sinfra). O resultado da sessão consta da terceira ata do processo licitatório publicada no site da secretaria nesta segunda-feira (19.08) e está disponível no menu “Editais e Licitação”, na capa do portal.

Segundo a presidente da Comissão Permanente de Licitação da Sinfra, Adriana Silveira Henrique, as propostas começaram a ser analisadas internamente pela comissão ainda durante a sessão e continuarão nesta segunda-feira (19.08). Nesta etapa, são avaliadas pela CPL as planilhas orçamentárias, dentre outros documentos técnicos, que também serão conferidos e classificados. O aviso de resultado será publicado no Diário Oficial.

Na sequência de menor preço estão na disputa: ENPA Engenharia e Parceria Eirelli (R$ 5.947.424,54); Fratello Engenharia Ltda (R$ 6.133.206,56); Construtora Agrienge Ltda (R$ 6.748.289,69); e Construtora AMIL Ltda (R$ 6.907.604,51).

Leia mais:  Escola Técnica de Tangará retoma curso de Agropecuária

As construtoras Tripolo Ltda e Geosolo Engenharia Planejamento e Consultoria Ltda foram inabilitadas durante a primeira fase da licitação. A Geosolo chegou a protocolar recurso quanto à classificação na etapa de Habilitação, mas os argumentos não foram acatados pela Comissão Permanente de Licitação da Sinfra.

Após o julgamento das planilhas de preços e respeitados todos os prazos recursais e legais, a Comissão Permanente de Licitação emitirá um relatório de condução do certame e encaminhará os autos ao secretário da Sinfra, Marcelo de Oliveira, que após análise procederá a homologação e adjudicação do objeto da empresa vencedora.

O secretário adjunto de Obras Rodoviárias da Sinfra, Nilton de Britto, que esteve presente na sessão pública para abertura das propostas de preço, pediu que a construtora vencedora do certame, após a assinatura do contrato, inicie de forma rápida a mobilização para o início das obras.

“É uma solicitação do secretário Marcelo de Oliveira que os serviços comessem o mais breve possível, pois a revitalização do Anel Viário de Rondonópolis é uma prioridade por ter uma grande demanda da população de toda a região Sul do Estado”, destacou

Obra

A empresa vencedora da licitação deve executar a obra de recuperação de 16 quilômetros das rodovias MT-483 e MT-270, nos entroncamentos da BR-163, margeando a cidade de Rondonópolis. De acordo com o edital de licitação, os serviços previstos no projeto devem ser realizados no prazo de oito meses (240 dias), com vigência de contrato projetada para 330 dias.


A ata da fase de Proposta de Preço e o resultado da análise das propostas poderão ser obtidos no site: www. sinfra.mt.gov.br, acessando o menu “Editais e Licitações”, na capa do sítio.

Leia mais:  MTI abre seleção para jovem aprendiz; veja como se inscrever

Fonte: GOV MT
Comentários Facebook
publicidade

Mato Grosso

Após uma semana internado, morre quarta vítima de acidente na MT-343 em Barra do Bugres

Publicado

Morreu na tarde deste sábado (21) a quarta vítima do acidente que ocorreu no último domingo, na MT-343 em Barra do Bugres.

Roney Alves, 38 anos estava internado em estado grave no hospital em Cuiabá. A esposa e filho, Jessica Tatiana Batista de Lima, 26 anos, e Rhuan Victor Batista dos Sanos, 12 anos, além de um passageiro que não teve o nome divulgado, vieram a óbito no local. A família era moradora de Denise.

De acordo com a Polícia Militar, um dos veículos tentou fazer uma manobra de ultrapassagem e colidiu frontalmente com o carro de passeio, onde viajava a família de Denise, sentido Distrito de Assari a Barra do Bugres.

Conforme Boletim de Ocorrência, o condutor do veículo que causou o acidente, Luan Robson Alencar Oliveira, 26 anos, morador de Nova Olímpia, é suspeito de embriaguez ao volante, e deverá ser indiciado por homicídio culposo, quando não há intenção de matar. As causas do acidente serão apontadas pela Polícia Civil.

O sepultamento de Roney Alves, está previsto para a tarde deste domingo, no Cemitério Municipal de Denise.


 

 

 

 

 

Com informações Atual MT

 

Comentários Facebook
Leia mais:  MTI abre seleção para jovem aprendiz; veja como se inscrever
Continue lendo

Mato Grosso

Estudantes da Escola Tiradentes de Rondonópolis fazem troca para uniforme oficial

Publicado

por

Em formatura no pátio de eventos do 4º Comando Regional da Polícia Militar, na noite desta sexta-feira (20.09), 270 estudantes da Escola Estadual Militar Tiradentes Major Ernestino Veríssimo da Silva fizeram a troca do uniforme de adaptação para o oficial.

Após dois meses frequentando a nova escola usando calça jeans e camiseta branca, os estudantes, já com a farda orgânica (calça cinza com faixa vermelha nas laterais, camiseta branca sob uma camisa de manga curta também branca e na cabeça cobertura similar a dos policiais militares) os estudantes receberam dos pais e padrinhos o ‘cordão fiel’ e o distintivo do ciclo em que estão matriculados. No ato o ‘fiel’, uma peça em corda, foi presa ao uniforme no ombro direito dos alunos simbolizando lealdade, respeito, entre outros valores cultivados pelo ensino militar.

O comandante-geral da Polícia Militar, coronel Jonildo José de Assis, assistiu ao desfile e não só recebeu como saudou os alunos em continência. Assis destacou o ensino das escolas Tiradentes citando como exemplo o desempenho dos alunos em exames oficiais como o Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb).

Ao final os estudantes desfilaram em continência ao comandante-geral, coronel Assis (Foto: Sd Rodrigues)

No Ideb 2017, o último divulgado pelo Governo Federal, as unidades militares de Juara, Nova Mutum e Sorriso alcançaram 6.5 pontos e, a de Cuiabá 5.9, a melhor nota alcançada entre todas as unidades da rede pública.  

Leia mais:  Seplag orienta secretarias a comprar com economia

Assis disse que as ações da PM vão além de trabalhar no controle dos índices criminais, da prevenção e repressão da violência. “Com nossas escolas militares e diversos projetos sociais contribuímos para a formação de cidadãos de bem, homens e mulheres que respeitam o próximo e exercem o patriotismo”, completou.

Pai de duas alunos do Tiradentes de Rondonópolis, o caminhoneiro Antônio Marcos Vasconcelos estava orgulhoso. Primeiro pela aprovação das duas filhas, Débora Vitória e Sara Vitória (15 e 13 anos), no concorrido processo seletivo de ingresso. Depois, pela adaptação e empenho das filhas na nova escola. Por viajar muito, passar semanas longe de casa, Vasconcelos acredita que em ausência a disciplina e qualidade do ensino da escola militar vão ajudar a esposa na formação das filhas.

Apesar da pouca idade, os estudantes e amigos Gustavo Leônidas Esplendo de Moraes (13) e Vinícius Patrick Brites Carvalho (14) se dizem convictos sobre a profissão que vão seguir. “Policial militar, oficial”, responderam juntos. Eles disseram que não queriam estudar em escola militar, mas aceitaram o pedido dos pais para que fizerem o processo seletivo.

Os alunos Esplendo e Carvalho, juntos com o tenente-coronel Cândido, comandante da Força Tática, querem ser oficiais(foto: Sd Rodrigues)

“Meu pai me inscreveu, eu aceitei e gostei tanto que agora decidi ser militar”, completa Esplendo. Ele e o amigo Carvalho já pesquisaram sobre a carreira e já sabem que, no caso de Mato Grosso, para concorrer a vaga em concurso é necessário fazer faculdade de Direito.

Leia mais:  Intermat ressalta importância do diálogo e cooperação entre órgãos para regularizar sesmarias

O evento, prestigiado por autoridades e centenas de moradores, também homenageou autoridades e pessoas que contribuíram com a escola e a Educação em Rondonópolis. Entre os homenageados estava a senhora Amália Pereira de Oliveira, viúva do oficial que deu nome à escola, o major Ernestino Veríssimo da Silva, conhecido na região pela sua atuação operacional, os projetos sociais que criou e manteve e pelos livros que escreveu.

Escola Nova

A Tiradentes Major Ernestino Veríssimo da Silva é uma unidade da rede estadual de ensino que funciona sob a gestão da Polícia Militar e está vinculada à Diretoria de Ensino, Instrução e Pesquisa(Deip) da PMMT e à Secretaria Estadual de Educação. Tem em seus quadros professores civis cedidos pela Seduc e militares do quadro da Polícia Militar.


Foi criada em março de 2018 (decreto 1403) e começou a funcionar em julho deste ano. Tem 270 alunos com idade entre 11 e 14 anos divididos em 9 turmas do 7º ao 9º ano do ensino fundamental. A escola tem como diretor o tenente-coronel da PMMT Marcos Antônio da Silva.  

Fonte: GOV MT
Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

Mato Grosso

Política MT

Mais Lidas da Semana