conecte-se conosco


Tecnologia

Lembra do ovo do Instagram? Foto faz parte de campanha sobre saúde mental; veja

Publicado



Reprodução Instagram
“Eu sou o Ovo do Recorde Mundial. Você deve ter ouvido falar de mim”, diz a imagem do ovo do Instagram, que se tornou a foto mais curtida da rede social


Você já deve ter ouvido falar do ” ovo do Instagram
“: no começo do ano, uma foto do alimento foi postada
com o objetivo de se tornar a imagem mais curtida da rede social.  “Vamos quebrar juntos o recorde mundial e ter a postagem mais curtida no Instagram, batendo o atual recorde de Kylie Jenner (18 milhões)! A gente consegue”, dizia a publicação de 4 de janeiro de 2019. 

E conseguiu. Cerca de dez dias depois da postagem, feita pelo perfil  Egg Gang (com nome de usuário @world_record_egg), o ovo do Instagram
já tinha mais curtidas do que a foto recorde de Kylie Jenner, que reunía 18,3 milhões de likes. Atualmente, a imagem do ovo já tem 52,3 milhões de curtidas.

Depois de muitos likes e de se tornar a foto mais curtida do Instagram
, o perfil do ovo começou a inovar e postar outras fotos parecidas, mas cada vez com mais rachaduras. Confira:




























































































Depois do mistério, que instigou seus milhões de seguidores na rede social, o ovo
finalmente mostrou a que veio na última segunda-feira (4).  Com um vídeo, o perfil revelou que as postagens se tratavam, na verdade, de uma campanha de saúde mental

Leia mais:  Acabaram os prints das conversas no WhatsApp? Boato agita as redes sociais

Leia também: Seu Instagram ficou em inglês? Aprenda a trocar o idioma do aplicativo

“Recentemente eu comecei a ‘rachar’. A pressão das redes sociais está me afetando. Se você também está passando por problemas, fale com alguém”, dizem as imagens. O vídeo também faz referência à página da instituição Mental Health America, para pessoas com problemas nos Estados Unidos. Assista:


























Criador do “ovo do Instagram” explica a escolha do alimento




No domingo (3), o criador do ovo, o publicitário Chris Godfrey, revelou ao jornal The New York Times que o alimento foi escolhido para a campanha já que “não tem gênero, raça ou religião. Um ovo é um ovo, é universal”. 

Leia também: ovem pesa PlayStation como se fosse fruta e é preso após pagar R$ 37 no console


Segundo Godfrey, Eugene, como o ovo do Instagram
foi batizado pelos internautas, foi simples de viralizar na rede social já que é “algo tão universal e simples que poderia ser grande o suficiente para bater o recorde”.  O publicitário afirmou que a ideia é continuar apoiando outras causas.  “As pessoas se apaixonaram por esse ovo, e Eugene quer continuar a espalhar mensagens positivas”, explicou Alissa Khan-Whelan, parceira de trabalho de Godfrey.

Leia mais:  Ainda é possível checar número de curtidas no Instagram; saiba como







Fonte: IG Tecnologia
Comentários Facebook
publicidade

Tecnologia

WhatsApp: aprenda a usar negrito, itálico, rasurado e mudar a fonte

Publicado

por

source

Olhar Digital

smartphone com whatsapp arrow-options
shutterstock
WhatsApp permite enviar textos com itálico, negrito, rasurado e até trocar a fonte; aprenda

Muitos usuários não sabem, mas o  WhatsApp disponibiliza alguns truques que podem deixar a troca de mensagens mais interessante, como a opção de colocar o texto em negrito , itálico , com efeito rasurado  e até mesmo com outra fonte .

Proteja-se: golpe rouba conta WhatsApp e já afetou 8,5 milhões de brasileiros

Veja aqui como usar cada um dos recursos:

Alterar a fonte

O app permite que o usuário altere a fonte tradicional para uma monoespaçada, ou seja, que as letras ocupam o mesmo espaço. 

Para utilizar esse recurso é necessário localizar o ícone de acento grave, e colocar três antes e depois da mensagem. Exemplo: “`insira seu texto aqui“`.

Negrito

O texto em negrito é muito utilizado para enfatizar uma palavra ou frase.

Tudo o que o usuário deve fazer é colocar um asterisco em cada extremo da palavra ou frase de destaque. Exemplo: *insira seu texto aqui*.

Whatsapp vai banir usuários que não tenham idade mínima permitida para usá-lo

Itálico

Ele funciona da mesma forma que o truque do negrito, mas utiliza símbolos diferentes. Para essa função é usado o underscore (mais conhecido como underline ). Exemplo:  _insira seu texto aqui_.


Texto riscado

Para criar um texto com efeito riscado , o usuário deve inserir o símbolo do til no começo e final do texto. Exemplo: ~insira seu texto aqui~.

Leia mais:  Facebook: Zuckerberg pode ser apontado como responsável por vazamentos de dados

Fonte: IG Tecnologia
Comentários Facebook
Continue lendo

Tecnologia

Proteja-se: golpe rouba conta WhatsApp e já afetou 8,5 milhões de brasileiros

Publicado

por

source

Olhar Digital

telefone celular arrow-options
shutterstock
Cibercriminosos conseguem roubar conta de WhatsApp e se passar por usuário

A clonagem de WhatsApp é um golpe que pode trazer transtornos graves à vítima, permitindo que ela seja imitada por alguém com más intenções, facilitando, por exemplo, a extorsão de amigos e familiares.

Para piorar, essa modalidade de ataque tem se tornado mais comum: segundo levantamento da empresa de segurança PSafe, cerca de 8,5 milhões de brasileiros já foram atingidos por um golpe do tipo.

WhatsApp fica instável na noite desta segunda-feira

Ainda segundo a empresa, o Dfndr Lab, divisão especializada em segurança digital ligada ao aplicativo de antivírus Dfndr, detectou apenas neste ano mais de 134 mil tentativas de roubo de contas de WhatsApp.

O método de ataque mais comum, segundo Emilio Simoni, diretor do laboratório, envolve enganar a vítima a fornecer o código de autenticação. O cibercriminoso cadastra o número em um aparelho, mas o código é enviado por SMS para o celular da vítima , ao qual o golpista normalmente não tem acesso direto.

Hackers conseguem alterar mensagens no WhatsApp, diz empresa de segurança

Por isso, ele tenta entrar em contato com a vítima para fazer com que ela diga o código alegando algum motivo falso, normalmente ligado a segurança. Ao fornecer esse dado, o WhatsApp é bloqueado no celular da vítima e o cibercriminoso passa a ter controle da conta.

Leia mais:  Facebook: Zuckerberg pode ser apontado como responsável por vazamentos de dados

Esse não é o único método, no entanto. Uma técnica famosa é o “SIM Swap”, no qual o golpista obtém um chip de celular com o número da vítima, o que pode ser feito enganando um atendente da operadora ou simplesmente o subornando. A partir daí, ele pode usar o WhatsApp de outra pessoa livremente no seu smartphone.

De acordo com o estudo da PSafe, o principal prejuízo destes ataques foram o vazamento de conversas privadas , reportado por 26,7% dos entrevistados. Bem perto, na segunda colocação, está o envio de links com golpes para contatos, com 26,6% das respostas.

Outros relatos envolvem solicitações de dinheiro aos amigos (18,2%), perda da conta do WhatsApp (18,0%); e chantagem (10,5%).

Como evitar

A forma mais fácil de evitar esse tipo de ataque é jamais informar para ninguém o número de autenticação que chega por SMS.

É preciso ativar a verificação em duas etapas para manter meu login seguro?


Outra opção, consideravelmente mais segura, é cadastrar a autenticação em duas etapas , o que garante que, mesmo que alguém tenha o código de verificação do WhatsApp em mãos ele ainda precisará de uma senha previamente cadastrada, o que é mais difícil de ser obtido.

Fonte: IG Tecnologia
Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

Mato Grosso

Política MT

Mais Lidas da Semana