conecte-se conosco

  • banner_Lorenzetti_1250x250

Mato Grosso

Leilão arrecada mais de R$ 700 mil que será empregado no combate ao tráfico de drogas

Publicado


.

O último leilão de bens apreendidos pelo crime de tráfico de drogas, realizado nesta segunda-feira (29.06), arrecadou R$ 779.550,00. Do total de 17 lotes, 16 receberam lances, com um montante de 364 ofertas. O valor quase dobrou o estipulado na abertura, que era R$ 473.300,00. Foram habilitadas 68 pessoas, dentre as quais se consolidaram 41 compradores.

A arrecadação é para o Fundo Nacional Antidrogas (Funad), sendo que cerca de 40% desse valor deve ser revertido à Secretaria de Estado de Segurança Pública (Sesp-MT) para aplicar no combate e prevenção às drogas. Ou seja, aproximadamente R$ 300 mil serão repassados para Mato Grosso.

No lote havia uma aeronave EMB-810D com capacidade para cinco passageiros, avaliada em R$ 720 mil, mas o lance inicial foi proposto em R$ 360 mil, e acabou vendido por R$ 565 mil. O avião era utilizado pelo Centro Integrado de Operações Aéreas (Ciopaer) da Sesp-MT. Também constavam uma Hillux 4×4 09/09, dois caminhões, três motocicletas, além de nove carros de passeio, entre sucatas e veículos em condições de rodar. 

Este é o quarto leilão realizado em 2020 pela Secretaria Adjunta de Justiça da Sesp-MT, totalizando R$ 2.870.980,00 arrecadados. Juntamente com a edição promovida em 2019, que arrematou R$ 600.190,00, tem-se o montante de R$ 3.471.170,00 para cálculo de repasse. Desta forma, o Estado deve receber R$ 1,3 milhão em recursos para serem aplicados em políticas de prevenção e combate às drogas.  

Em seis anos, este é o maior valor arrecadado em leilões de bens apreendidos por crime de tráfico de drogas. Para ter uma ideia, em 2014 houve arrecadação de aproximadamente R$ 1 milhão, em 2015 apenas R$ 118 mil, em 2016 nenhum valor, em 2017 foram R$ 790 mil, seguidos de R$ 774 mil no ano seguinte. Em 2019, foram arrematados R$ 600.190,00, que estão inclusos no valor aguardado de repasse deste ano.

O valor deve ser repassado pelo Funad no segundo semestre de 2020. “Estamos nos dedicando à realização destes leilões porque acreditamos que é uma forma de reverter os recursos financeiros utilizados no crime justamente para combate-lo, resultando assim em ações que visem a prevenção ao uso de drogas e o ao tráfico, são ações em prol da sociedade”, destacou a secretária adjunta de Justiça, Lenice Barbosa. 

Outros leilões

A Sesp-MT realizou, também este ano, leilão do Fundo Estadual sobre Drogas (Funesd-MT). Foram 232 lances para os 14 lotes e 39 compradores participaram da disputa. Ao todo foram arrecadados R$ 71,1 mil, e o valor inicial era de R$ 34 mil, ou seja, 108% a mais em bens arrematados.

Também está na previsão a realização de leilão de 12 imóveis apreendidos, como casas, fazendas, sítios e chácaras utilizados por traficantes de drogas. Com a venda desses bens, a expectativa é arrecadar cerca de R$ 13 milhões.

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook

Mato Grosso

Estado sinaliza rodovias no Pantanal com alertas para prevenir incêndios florestais

Publicado

por


O Governo do Estado está realizando os serviços de limpeza das faixas de domínio e sinalização, com placas orientativas, das rodovias que cortam o Pantanal mato-grossense, a fim de prevenir as queimadas na região. O objetivo é conscientizar a população quanto à necessidade do combate aos incêndios florestais e da proteção do Pantanal.

Esta é uma ação conjunta entre a Secretaria de Estado de Infraestrutura e Logística (Sinfra), a Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema) e o Corpo de Bombeiros Militar, de modo a prevenir e coibir queimadas criminosas através da conscientização. A ação tem como alvo prioritário rodovias de áreas com maior risco de serem atingidas pelo fogo.

As placas estão sendo instaladas na Rodovia Transpantaneira (MT-060) e na MT-040, que liga Santo Antônio do Leverger, Barão de Melgaço ao Distrito de Mimoso. Nessas rodovias estão sendo colocadas placas distantes a cada 20 quilômetros uma da outra, para reforçar a orientação. Até o momento 20 placas já foram instaladas.

Em todas as placas constam mensagens alertando para que não sejam feitas queimadas e sobre a importância da preservação do Pantanal, que é considerado a maior planície inundável do planeta e engloba os estados de Mato Grosso e Mato Grosso do Sul, além do Paraguai e Bolívia.

“Esta é mais uma ação preventiva do Governo de Mato Grosso para evitar incêndios. Desta vez estamos instalando sinalização para que a população possa agir contra os fatores que podem trazer riscos e incêndios florestais”, afirma a secretária de Estado de Meio Ambiente, Mauren Lazzaretti.

O secretário de Estado de Infraestrutura e Logística, Marcelo de Oliveira, lembra que esta não é a primeira ação realizada na região na intenção de proteger o bioma contra as queimadas. Além da sinalização e limpeza, a Sinfra já executou a construção de pontes de concreto na Rodovia Transpantaneira, em substituição às pontes de madeira.

“No ano passado muitas pontes de madeira foram queimadas pelo fogo que atingiu a região e, para evitar que a situação viesse a se repetir, substituímos por pontes de concreto, e ainda estamos trabalhando para melhorar a infraestrutura do Pantanal e fortalecer a região”, afirmou.

Período proibitivo do fogo

A sinalização e limpeza antecede o período proibitivo do fogo, que começa no dia 1º de julho em todo o Estado, após antecipação em 15 dias por decreto estadual. Com o decreto nº 938/2021, fica proibida qualquer atividade de limpeza de pastagem com o uso do fogo nas áreas rurais até 30 de outubro de 2021. O uso do fogo em áreas urbanas é proibido o ano todo.

Fonte: GOV MT

Continue lendo

Mato Grosso

Quinta-feira (24): Mato Grosso registra 445.690 casos e 11.826 óbitos por Covid-19

Publicado

por


A Secretaria de Estado de Saúde (SES-MT) notificou, até a tarde desta quinta-feira (24.06), 445.690 casos confirmados da Covid-19 em Mato Grosso, sendo registrados 11.826 óbitos em decorrência do coronavírus no Estado.

Foram notificadas 1.727 novas confirmações de casos de coronavírus no Estado. Dos 445.690 casos confirmados da Covid-19 em Mato Grosso, 11.727 estão em isolamento domiciliar e 420.434 estão recuperados.

Entre casos confirmados, suspeitos e descartados para a Covid-19, há 440 internações em UTIs públicas e 362 em enfermarias públicas. Isto é, a taxa de ocupação está em 79,14% para UTIs adulto e em 41% para enfermarias adulto.

Dentre os dez municípios com maior número de casos de Covid-19 estão: Cuiabá (92.168), Rondonópolis (32.298), Várzea Grande (29.927), Sinop (21.510), Sorriso (15.506), Tangará da Serra (15.309), Lucas do Rio Verde (13.671), Primavera do Leste (11.349), Cáceres (9.633) e Alta Floresta (8.549). 

A lista detalhada com todas as cidades que já registraram casos da Covid-19 em Mato Grosso pode ser acessada por meio do Painel Interativo da Covid-19, disponível neste link.

O documento ainda aponta que um total de 356.660 amostras já foram avaliadas pelo Laboratório Central do Estado (Lacen-MT) e que, atualmente, restam 379 amostras em análise laboratorial.

Cenário nacional

Na quarta-feira (23.06), o Governo Federal confirmou o total de 18.169.881 casos da Covid-19 no Brasil e 507.109 óbitos oriundos da doença. No levantamento do dia anterior, o país contabilizava 18.054.653 casos da Covid-19 no Brasil e 504.717 óbitos confirmados de pessoas infectadas pelo coronavírus. 

Até o fechamento deste material, o Ministério da Saúde não divulgou os dados atualizados desta quinta-feira (24.06).

Recomendações

Já existem vacinas para prevenir a infecção pelo novo coronavírus, mas ainda é importante adotar algumas medidas de distanciamento e biossegurança.

Os sites da SES e do Ministério da Saúde dispõem de informações oficiais acerca da Covid-19. A orientação é de que não sejam divulgadas informações inverídicas, pois as notícias falsas causam pânico e atrapalham a condução dos trabalhos pelos serviços de saúde.

O Ministério da Saúde orienta os cuidados básicos para reduzir o risco geral de contrair ou transmitir infecções respiratórias agudas, incluindo o novo vírus. Entre as medidas estão:

– Lavar as mãos frequentemente com água e sabão por pelo menos 20 segundos. Se não houver água e sabão, usar um desinfetante para as mãos à base de álcool;
– Evitar tocar nos olhos, nariz e boca com as mãos não lavadas;
– Evitar contato próximo com pessoas doentes;
– Cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar com um lenço de papel e jogar no lixo;
– Limpar e desinfetar objetos e superfícies tocados com frequência.

Fonte: GOV MT

Continue lendo

Polícia

Mato Grosso

Política MT

Mais Lidas da Semana