conecte-se conosco

  • banner_Lorenzetti_1250x250

Política MT

Lei de Romoaldo Júnior garante recursos do Fupis para Pestalozzi

Publicado

Foto: FABLICIO RODRIGUES / ALMT

Graças à aprovação da Lei n° 10.204/2014 de autoria do deputado Romoaldo Júnior (MDB) as associações Pestalozzi do estado de Mato Grosso, podem contar hoje em dia, com recursos oriundos do Fundo Partilhado de Investimentos Sociais (Fupis) instituído para estimular a educação especial e criado pela Lei 8.471/2006, com objetivo de receber recursos financeiros para a execução das ações sociais do Governo do Estado de Mato Grosso. Anteriormente à lei de Romoaldo, apenas as Associações de Pais e Amigos dos Excepcionais (APAES) recebiam o incentivo. 

Atualmente, são mais de 150 sociedades Pestalozzi filiadas à Federação Nacional das Sociedades Pestalozzi (Fenasp). Em Mato Grosso, a associação está presente em Cuiabá, Várzea Grande, Água Boa, Claudia, Dom Aquino, Jaciara, Juína e Juara, onde são oferecidos atendimentos por profissionais pedagogos, psicólogos, odontólogos, fisioterapeutas, psicopedagogos e clínicos gerais. 

“As associações Pestalozzi desempenham um papel relevante na educação especial, em nosso estado. Por isso, entendemos que devam também receber recursos do Fupis”, explica Romoaldo. 

A lei do deputado visa amparar as entidades filantrópicas que desempenham serviços de grande alcance social, tendo em vista que o artigo segundo da Lei 8.059/2003 – que dispõe sobre a implementação de programas sociais em Mato Grosso e cria o Fundo Partilhado de Investimentos Sociais (Fupis) – vigora com a seguinte redação: os recursos auferidos pelo Fundo Partilhado de Investimentos Sociais devem ser destinados a permitir que todos os mato-grossenses possuam acesso a níveis dignos de subsistência, e serão aplicados em ações de nutrição, habitação, educação, educação especial, saúde, emprego, reforço de renda familiar, qualificação profissional e outras ações de relevante interesse social voltados para melhoria da qualidade de vida.

Comentários Facebook

Política

Para quem ignora vacina, Governador avisa. “Uma hora pode dar m…”

Publicado

O governador Mauro Mendes (União Brasil) criticou parte da população que não completou o esquema vacinal contra a Covid-19. Para ele, a insistência negacionista pode “dar merda” para as pessoas, levando-as à internação e até mesmo à morte.

Segundo levantamento feito pela Secretária de Estado de Saúde e divulgado na terça-feira (28), dos 101 pacientes que estão internados pela Covid-19, em UTIs (Unidades de Terapia Intensiva) de Mato Grosso, 91% não completaram o esquema de vacinação.

“Essas pessoas fizeram a opção de correr risco. Se você corre o risco, uma hora dá merda. E deu merda para essas pessoas, e pode dar a todas aquelas que continuarem insistindo nessa bobagem de não querer tomar vacina”, disse o governador à imprensa.

CÍNTIA BORGES E VITÓRIA GOMES
Mídia News

Continue lendo

Cidades

Com ferro em brasa: Jovem marca nas costas nº 22 do partido de Bolsonaro

Publicado

Um jovem morador de Mirassol D’Oeste (204 km de Tangará da Serra) marcou com ferro em brasa o número 22 nas costas para “homenagear” o PL, partido do presidente Jair Bolsonaro.

A atitude do jovem dividiu opiniões nas redes sociais e gerou várias críticas e piadas. Internautas de posicionamento político contra a gestão do atual presidente não economizaram em usar a palavra “gado” e outros sinônimos para reagir na foto do jovem.

Uma delas soltou “o gado já tá marcado”; outro usou “esse não some no meio da boiada”. Na lista de compartilhamentos da imagem há pessoas que moram no mesmo assentamento do jovem, o Roseli Nunes. A maioria delas vão contra a atitude do morador.

Segundo a imprensa local, o adolescente se marcou após um desafio entre amigos. Ele estaria em um leilão, ajudando na marcação dos gados, quando foi desafiado.

Mídia News

Continue lendo

Polícia

Mato Grosso

Política MT

Mais Lidas da Semana