conecte-se conosco


Mulher

Lavar o cabelo todo dia é prejudicial? Saiba quais cuidados ter com os fios

Publicado

Pessoas que transpiram em excesso no  couro cabeludo
e ficam com os fios sujos com frequência entram em um conflito baseado na crença popular de que lavar o cabelo todo dia pode ser ruim para a saúde capilar – e, muitas vezes, por conta disso, deixam de lavá-lo.


Muita gente acredita que lavar o cabelo todo dia é ruim – mas, desde que haja necessidade, não há nenhum problema
shutterstock
Muita gente acredita que lavar o cabelo todo dia é ruim – mas, desde que haja necessidade, não há nenhum problema

Para desmistificar esse conceito de que lavar o cabelo todo dia
é ruim, a dermatologista Claudia Marçal, membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia, explica que, desde haja necessidade, não há nenhum problema, “principalmente para quem tem fios oleosos, trabalha em contato com poluentes ou ambientes de exposição ambiental contínua, ou pratica atividade física constante”. 

A profissional ainda ressalta que é importante utilizar produtos de qualidade e intercalar a rotina com fórmulas mais neutras e itens compostos à base de extratos vegetais
. Afinal, com cuidados básicos no dia a dia, é possível deixar as madeixas sempre lindas e brilhantes com tratamentos simples que podem ser feitos, inclusive, em casa. 

Para quem tem fios
mais longos, a dica é usar bons condicionadores, reparadores de pontas e loções do tipo leave in
e sérum. Eles ajudam a evitar as agressões do dia a dia e a desidratação. “Muitas vezes, a falta da lavagem mais contínua nestes casos predispõe à dermatite seborreica com prurido (coceira), descamação e queda capilar”, detalha a médica. 

Por outro lado, há quem acredite que lavar duas vezes, diariamente, é uma alternativa para eliminar ainda mais as impurezas, mas isso não é recomendável.

Leia mais:  Sujeira difícil? Detergente Minuano 3000 lava utensílios de inoxa silicone

Como lavar o cabelo todo dia sem erros


Você pode lavar o cabelo todo dia, mas deve seguir alguns passos para evitar danos aos fios
shutterstock
Você pode lavar o cabelo todo dia, mas deve seguir alguns passos para evitar danos aos fios

No processo de lavagem é fundamental não utilizar água quente, pois ela estimula a oleosidade e resseca os cabelos.

“É importante aplicar o xampu apenas uma vez e o condicionador somente no comprimento dos fios, para evitar que haja ressecamento das hastes capilares. Os produtos de coloração transparente, menos viscosos, com extratos vegetais, são os mais adequados”, afirma a dermatologista. 

Durante a lavagem, a pessoa precisa ter cuidado para não deixar restos de produtos no cabelo e, dessa forma, deixá-lo sem movimento. Portanto, a dica é enxaguar bem. Em seguida, antes de secar com o secador, deve-se aplicar um protetor térmico. A secagem é obrigatória antes de dormir. Isso porque deitar com os fios molhados é prejudicial à saúde capilar. 

Dicas de ouro para ter os cabelos sempre bonitos


Agora que você já sabe que pode lavar o cabelo todo dia, confira algumas dicas para mantê-lo forte, saudável e bonito
shutterstock
Agora que você já sabe que pode lavar o cabelo todo dia, confira algumas dicas para mantê-lo forte, saudável e bonito

Lavar o cabelo da forma adequada é importante, mas não é apenas isso que garante fios saudáveis e brilhosos. Alguns cuidados extras são necessários já que, como explica a especialista em estética e dermocosmetologia Domenique Ferreira, as madeixas
passam por uma série de agressões, como produtos químicos e poluição. 

Leia mais:  Desinfetante prometeaté 3 dias de proteção contra fungos e bactérias; conheça

Dessa forma, ter um tempo para hidratá-las é muito importante. “Encontre uma máscara que serve para manter o seu cabelo nutrido e hidratado, que seja condizente com o seu tipo. Você não pode esquecer-se de usar um sérum para evitar danos e o surgimento de pontas duplas”, ressalta Domenique. 

Além disso, quando possível, tente dar uma pausa nos aparelhos que secam
, além das chapinhas. Afinal, o uso contínuo destes equipamentos causa danos – só não se esqueça de não dormir com os fios e couro cabeludo molhados. Deixe, de tempos e tempos, as madeixas secarem naturalmente, seja se você é adepto de lavar o cabelo todo dia
ou menos vezes por semana. 

Comentários Facebook
publicidade

Mulher

Mãe se recusa a dar fórmula, consegue leite materno no Facebook e ignora riscos

Publicado

por

A dona de casa Joanne Campbell, de 32 anos, ficou arrasada quando percebeu que não poderia amamentar seu filho, Hayden, que agora tem seis meses. O menino nasceu com a língua presa e, nesse caso, é difícil para o bebê conseguir sugar o leite materno, pois existe uma pele que conecta a língua ao fundo da boca.

Leia também: Em crítica por trabalhar e tirar leite ao mesmo tempo, mãe cria roupa especial


Joanne Campbell não queria dar fórmula para o filho e resolveu buscar leite materno em grupos no Facebook
shutterstock
Joanne Campbell não queria dar fórmula para o filho e resolveu buscar leite materno em grupos no Facebook


A mãe, que vive em Sydney, na Austrália, não queria dar fórmula para o seu bebê, pois percebeu que ele estava tendo muitas cólicas. Foi então que ela resolveu procurar no Facebook mães que estivessem dispostas a doar leite materno
, já que o dela havia secado.

Depois de encontrar diversos grupos de apoio online, Joanne passou a pegar doações de leite para dar ao filho, ignorando todos os riscos que isso pode trazer para ele, já que ela não sabe o leite está propício para o bebê e se foi armazenado de forma correta.

Leia também: Produzindo leite em excesso, mãe doa quase 450 litros para outros bebês

A australiana passou a receber cerca de um litro de leite por dia que é doado gratuitamente por mães que ela encontrou em grupos do Facebook
. Ela pega os sacos de leite congelados e afirma que não poderia estar mais feliz com a experiência.

Leia mais:  Tarsilinha do Amaralfará visita guiada super exclusiva no MASP

“Eu descobri esses grupos do Facebook em que mães doam leite antes de dar à luz. Eu estava esperando para doar meu próprio leite para ajudar os outros, mas eu não tinha ideia de que eu mesma precisaria”, relata.

Doação de leite materno


A mãe encontrou várias mulheres que se prontificaram a doar leite materno e usa um litro por dia para dar ao filho
shutterstock
A mãe encontrou várias mulheres que se prontificaram a doar leite materno e usa um litro por dia para dar ao filho


Depois de escrever meu primeiro post sobre a necessidade de leite para o filho, a mãe passou a receber inúmeras mensagens de muitas mulheres que estavam dispostas a ajudar. “Fui à casa de uma mulher para pegar meu primeiro lote de leite congelado e, desde então, usei o leite de outras sete doadoras, tudo para não dar lei em pó para Hayden”, afirma.

Joanne guarda o leite que recebe no freezer e descongela diariamente, pois o filho
precisa de cerca de um litro por dia. “Algumas pessoas acham que é nojento e não entendem por que compartilhamos fluido corporal humano com outra pessoa, mas acho isso normal agora”, garante.

A mãe sabe que existem riscos, mas tem confiança nas mulheres que conhece pela rede social. “Há algumas doenças bacterianas que o bebê pode pegar com o leite materno, mas não acredito que nenhuma das mães dos grupos do Facebook doaria seu leite se tivessem algo que pudesse prejudicar outro bebê. Hayden se beneficiou muito com o leite de outras mulheres”.

Leia mais:  Medo de assédio afeta a rotina de 53% das jovens brasileiras, diz pesquisa

Leia também: Mãe que não conseguiu amamentar o próprio filho no peito doa 29 litros de leite

A atitude de doar leite materno
é muito nobre, mas buscar por isso nas redes sociais pode ser algo arriscado e perigoso para o bebê. Aqui no Brasil, o Ministério da Saúde realiza uma campanha que incentiva a doação e, segundo informações do portal oficial do governo, todo leite é analisado, pasteurizado e submetido a um rigoroso controle de qualidade. Esse leite é destinado apenas a hospitais e maternidades, a distribuição pessoal vai conta à legislação.

Fonte: IG Delas
Comentários Facebook
Continue lendo

Mulher

Mãe de cinco faz transplante de útero para ajudar desconhecida a engravidar

Publicado

por

Uma mãe de cinco filhos, que sofreu durante anos por não conseguir engravidar, decidiu oferecer à outra mulher a chance de ser mãe por meio de um transplante de útero. Aprill Lane passou por um difícil processo para conseguir ficar grávida. Tudo porque, anos atrás, ela e seu marido Brian foram diagnosticados com uma “infertilidade inexplicável”.

Leia também: Mulher com endometriose batalha para engravidar por fertilização in vitro


Aprill Lane teve dificuldade para engravidar, por isso, decidiu fazer um transplante de útero para ajudar outra mulher
shutterstock
Aprill Lane teve dificuldade para engravidar, por isso, decidiu fazer um transplante de útero para ajudar outra mulher


Receber esse diagnóstico foi extremamente frustrante e, infelizmente, ainda é comum casais sem nenhum problema de saúde aparente não conseguirem ter filhos. O casal tentou engravidar por meio da fertilização in vitro e como o procedimento não foi bem sucedido, ele adotaram uma criança. Nessa época, eles não conheciam o transplante de útero
.

Pouco tempo depois, Aprill ficou grávida de duas meninas por meio de outra fertilização in vitro
. Depois, ela conseguiu ficar grávida mais duas vezes. “A infertilidade, além dos efeitos físicos, afeta seu emocional e sua vida social de uma forte maneira”, diz a mãe em entrevista a “ABC News”.

Após passar por tudo isso, a mãe só pensava que se eu pudesse fazer algo para ajudar outra pessoa a aliviar um pouco dessa agonia, ela faria. Foi então que ela resolveu colaborar na administração de um grupo de apoio à infertilidade e iniciou estudos para ajudar as mulheres a pagar por tratamentos caros para engravidar.

Leia mais:  Sujeira difícil? Detergente Minuano 3000 lava utensílios de inoxa silicone

Leia também: Mulher fica grávida naturalmente e por fertilização in vitro ao mesmo tempo

Com os estudos, a mãe descobriu que a Baylor University Medical Center, no Texas, Estados Unidos, estava realizando ensaios clínicos para fazer transplantes de útero. Aprill e o marido sabiam que construção familiar deles tinha sido resolvida, mas eles ainda sentiam a necessidade de ajudar efetivamente outra pessoa a construir uma família.

A mãe resolveu entrar em contato com a universidade e logo foi selecionada para fazer a cirurgia. Nos Estados Unidos, só pode fazer esse tipo de transplante as mulheres que nasceram sem o útero ou que tiveram câncer ou outras malformações causadas por alguma infecção ou danos causados ​​por abortos.

Curiosamente, após o transplante, o útero não fica com a mulher receptora durante toda a vida. Depois que ela dá a luz a um ou dois filhos, o útero é removido para que ela não precise passar a vida inteira tomando medicamentos fortes contra a rejeição.

Como foi o transplante de útero?


O transplante de útero deu tudo certo e Aprill se sente feliz por saber que pode ajudar outra pessoa a formar uma família
shutterstock
O transplante de útero deu tudo certo e Aprill se sente feliz por saber que pode ajudar outra pessoa a formar uma família


Aprill pagou por sua própria viagem, pegou folga no trabalho e fez todo o processo pré-operatório para realizar a cirurgia. Ela foi a 15º pessoa a realizar o transplante na universidade. A cirurgia, que durou nove horas, foi bem sucedida. Uma vez que seu útero foi removido, ele foi inspecionado para garantir que fosse uma combinação perfeita para a receptora antes de ser implantado.

Leia mais:  Mulher acha presentes de Natal que vai ganhar do namorado e faz críticas na web

“A história dela é incrível por si só, porque ela era uma dessas mulheres quando ela não podia ter filhos. Ela conhece a luta muito de perto, sabe o que essas mulheres passam”, diz a cirurgiã Liza Johannesson, que foi responsável pelo transplante.

Para Aprill, essa cirurgia tem um grande significado porque ela está muito envolvida com as questões de infertilidade
. “Por mais de uma década, meu objetivo tem sido ser um sistema de apoio para uma comunidade muitas vezes incompreendida. Ver a minha mensagem de esperança tendo uma resposta foi incrível.”

Leia também: Mãe solo faz relato emocionante sobre experiência com adoção

A mulher que recebeu o transplante de útero
permanece em anonimato. Normalmente, os doadores e receptores não se conhecem até a cirurgia acontecer e é precisso esperar um tempo para isso. Outro detalhe é que esse encontro só acontece se quem doou e quem recebeu o útero realmente quiser se conhecer.

Fonte: IG Delas
Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

Mato Grosso

Política MT

Mais Lidas da Semana